Mais Metrô 9 – Críticas, Resumo e Esclarecimentos

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page



Proposta do Clube de Engenharia

CRÍTICA 1:
PT faz crítica dura a Cabral no debate na PUC sobre Linha 4 do METRÔ (AM-JCM)
1.     Dep. Gilberto Palmares do PT.
a.     Não há planejamento por parte do estado;
b.     Estado vai a reboque dos interesses políticos das concessionárias;
c.      Pressão em cima do estado para maior diálogo com a população;
d.     Pesquisa do IBGE mostra que o que se gasta com transporte é o mesmo que se gasta com comida;
e.     A linha é uma gambiarra.
2.     Dep. Alessandro Molon do PT. 
a.     Pior trajeto que poderia ter sido escolhido;
b.     É um trajeto ilegal, pois foi alterado sem licença devida;
c.      Prorrogação da concessão foi feita no dia 31 de dezembro: “um absurdo com a população”;
d.     Fundamental que Gávea seja construída em 2 níveis;
e.    Espera-se que um próximo governo, com o mínimo de responsabilidade, dê prosseguimento a Linha 4 original;
f.       Governo concorda com a empresa e não com o povo e seu interesse;
g.      Licença ambiental é lamentável;
h.     Governo quer bifurcações, o que aumenta consideravelmente o risco de acidentes;
i.       Em qualquer lugar do mundo, metrô é em vários níveis;
j.       Metrô foi muito bem planejado, originalmente, pensado no interesse público e não no lucro;
k.      “A insensatez do governo continua firme!”;
l.       “Vamos aproveitar que é ano de eleição e ver o que o Prefeito diz sobre isso”.
3.     Eng. Fernando MacDowell (Ex-diretor do Metrô).
a.     Nos anos 80, etc., o intervalo era de 3 minutos e hoje chega a 6 minutos e meio;
b.     Há prejuízos até mesmo para a rede pública de saúde, pois causa estresse e as pessoas passam mal;
c.      BRT no lugar do metrô é um absurdo;
d.     “A mentira acerca do BRT é irritante!”;
e.     Em 30 anos, nunca houve um acidente, no metrô do Rio, mas está tudo pronto para que isso aconteça. E se continuar, vai acontecer;
f.       Tentou falar diversas vezes com Sérgio Cabral e nunca houve retorno;
g.      O legado a ser deixado é a capacidade do metrô reduzida.
* Obs. Comentário recebido na postagem Mais Metrô 8.
   Nota do Urbe CaRioca: As afirmações são muito graves.

 

CRÍTICA 2:
CECA aprova licença da Linha 4 e contraria sociedade**
Perguntas do Deputado Luiz Paulo e respostas da CECA estão em:
Trecho de uma das respostas da CECA: Conforme esclarecido pela Casa Civil, “vale ressaltar que, apesar de o contrato assinado entre o Estado do Rio de Janeiro e o concessionário mencionar que a ligação da Estação Gávea seria realizada no Morro de São João, o Edital de Licitação preparado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro à época era claro ao afirmar que o objeto da licitação continha dois pontos, sendo o primeiro a implantação da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro entre Gávea e Barra da Tijuca e o segundo a ligação da Linha 4 com “o trecho atualmente em operação” da Linha 1. O Edital de Licitação, em nenhum momento, determinou que a ligação entre Linha 4 e Linha 1 seria realizada em Botafogo, mas tão somente determinou que esta ligação seria feita em algum ponto do trajeto da Linha 1. À época, a estação de Botafogo era a última estação em operação da Linha 1, mas no período de tempo decorrido entre a licitação da Linha 4 e o início das obras, a Linha 1 foi expandida até Ipanema, possibilitando, portanto, a escolha de uma nova diretriz para a ligação entre a Estação Gávea e Linha 1, de forma a seguir o objetivo contratual determinado pelo Edital de Licitação publicado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro quando da licitação da Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro.

** Nota do Urbe CaRioca: Se, na época, a Linha 4 se ligaria à Linha 1 em Botafogo, obviamente o Edital foi feito para a construção daquela obra. Além do mais, “o trecho em operação” não existia em Ipanema. Não se faz licitação para o que não existe. A afirmação destacada acima nada mais é do que um jogo de palavras.

RESUMO DE TODAS AS POSTAGENS SOBRE O METRÔ – títulos e links.
1.     29/4/2012 O Metrô e a Praça
2.     30/4/2012 Mais Metrô
3.     01/02/ 2012 Mais Metrô 2
4.     07/5/2012 Mais Metrô 3
5.     08/5/2012 Mais Metrô 4
6.     09/5/2012 Mais Metrô 5
7.     10/5/2012 Mais Metrô 6 e UtilitáRio
8.     11/5/2012 Mais Metrô 7 – UtilitáRio, Linha 2 e Estação Carioca
9.     14/5/2012 Mais Metrô 8 – Linha 1 + Linha 4 + Praça + Árvores = Mistura Confusa
10.  15/5/2012 DicionáRio, ComentáRio e Post.zitivo (Dicionário do Metrô)
ESCLARECIMENTOS:
O Urbe CaRioca não é contrário à existência de Estações do Metrô em Ipanema e no Leblon, integrantes da Linha 1, mas, considera prioritária a construção da Linha 4 Verdadeira, de Botafogo (Morro de São João) à Gávea, via Humaitá e Jardim Botânico (trecho da postagem O Metrô e a Praça: “Está longe dessas considerações qualquer intenção contrária à chegada do Metrô a Ipanema e Leblon, o que poderia confundir análises isentas que consideram o interesse geral da cidade em primeiro lugar e ser interpretado erroneamente como elitismo. Existe só a convicção de que a construção dessas estações – presentes nos estudos iniciais- deve ser adiada até que a Linha 4 Verdadeira e o prosseguimento da Linha 2 em direção às Barcas sejam prioridade”).
O Urbe CaRioca tem a estranha mania de achar que o interesse público deve estar à frente dos interesses pessoais e entende que o traçado correto da Linha 4 Verdadeira trará mais benefícios para a cidade. Caso as Estações citadas sejam construídas antes da Linha 4 Verdadeira, seja bem, mal ou muito mal, a Zona Sul será servida, em detrimento de outros bairros e regiões que carecem de transporte público melhor.
O Urbe CaRioca considera que já reuniu informações suficientes para dar acesso de forma simplificada aos interessados no assunto, e subsídios para que outros segmentos da sociedade civil e institucional possam manifestar-se caso achem por bem.
As considerações deste blog sobre o Metrô independem de preferências político-partidárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *