UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO, por Miguel Gonzalez

O Blog Urbe CaRioca convidou Miguel Gonzalez, jornalista e editor do Blog Metrô do Riowww.metrodorio.blogspot.com.br,para escrever sobre a história, os projetos passados e presentes dos governos, e sobre como será o futuro do Metrô Fluminense com as obras que estão em andamento.

Esta divulgação torna-se ainda mais oportuna diante da recente aprovação, pelo INEA, para as obras do Metrô na Zona Sul, noticiada em 25/6/2012, “dois dias antes do julgamento de recurso que contesta a licitude do EIA-Rima…no Tribunal de Justiça… recurso proposto pelo Ministério Público Estadual, que pede liminar contra as obras, por apontar sérias irregularidades no relatório de impacto ambiental da obra (EIA-Rima), e portanto, questionava a própria concessão de licença prévia“, informação que consta no Blog da Sonia. Leia mais

A SEMANA – 18/6/2012 a 22/6/2012

NEM MAIS UMA TONINHA!*

=&0=&=&1=&

CrôniCaRioca

*O Blog Urbe CaRioca louva a iniciativa da campanha do Jornal O Globo – Mar sem Lixo, Mar com Toninha -, sobretudo pelo seu caráter educativo, o que, todavia, não invalida a ideia de uma =&3=&bem humorada cujo protagonista em crise de mal humor, reclama, mas colabora ao seu modo, e mostra que ainda há muito por fazer, em contraponto à atitude do amigo otimista e participativo, que nada questiona.

Ao amigo Nelson meu muito obrigada pelas ilustrações primorosas!

PAPO NO CALÇADÃO
Nelson Polzin, Junho 2012 
NEM MAIS UMA TONINHA!*               
Andréa Albuquerque G. Redondo Foi na Praia de Copacabana, dia do Mutirão de Limpeza. Lá estava eu tirando lixo da areia quando vi meu amigo caminhando pelo calçadão, esquisito, cara amarrada, passo apressado… _ “Ô, Barbosa!”, disse. “Vem cá ajudar a catar lixo!”, e fui ao encontro dele. “Que cara é essa, Barbosa, nunca te vi assim, vem pro Mutirão!”. _ “Não vou, tô revoltado!”.
www.ecoviagem.uol.com.br
_ “Mas, meu amigo, vamos salvar as toninhas!”. _ “Ô, Almeida, vai me desculpar, mas eu salvo toninha desde que nasci”. _ “Larga de mentira, Barbosa! Nunca teve mutirão prá salvar toninha, é a primeira vez!”.
www.skycrapercity.com

_ “Almeida, nunca joguei lixo na rua, muito menos na praia. Lá em casa era assim: lugar de lixo é na lixeira. Fiz igualzinho com meus filhos e eles, agora, ensinam aos meus netos. Não podiam jogar nada pela janela do carro. Nem papelzinho de bala, nem cuspir chiclete. Tinham que segurar o papel na mão até a casa. Quem mandou pedir chiclete, ficar igual a um ruminante? Ou continuava mastigando ou deixava grudado no dedo até encontrar uma lixeira. Pode perguntar a eles!

Agora fica esse povo catando porcaria dos outros. Garanto que só tem gente boa, consciente… feito você e eu. Os porcalhões estão em casa, rindo. Sujam tudo e deixam para os bobos limparem”.
www.flickr.com

_ “Mas, Barbosa…”

_ “Não tem mas, mas… Nessa cidade parece que está tudo pelo avesso! Esses que quebram os óculos do poeta devem rir igualzinho. Burrice! É o dinheiro dos impostos – nossos e deles – que paga tanto conserto. Vai ver se ensinassem poesia no colégio, explicassem quem foi Drummond… Leia mais