BOLO DE FUTEBOL

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

CrôniCaRioca
por Andréa Albuquerque G. Redondo

ENGENHÃO, RIO DE JANEIRO
Imagem: internet

Acordei de repente, uma pontada no dente. Levantar-me, não queria, é Domingo, é urgente?

Sem demora passa a hora, não decido, já piora. Hoje é dia, tem jogão, vou mais tarde pro Engenhão.
Vou de táxi, dói demais. Ajo logo, é de urgência, só dentista de emergência.
No interfone, outra voz: _ “Aqui fala a porteira”. _ “Onde está o seu Queiroz”?
 
Pesquisa Internet

_ Mas, porteira é portão largo, por favor, minha senhora, O Porteiro? É o cargo!

_ “Eu sou a substituta, o porteiro viajou. Sou porteira, agora é lei, dona Dilma quem mandou”.

_ “Mas, porteira é esquisito, soa mal, há de convir. Não concorda, quem aguenta? É estranho de ouvir.

_ “É questão de acostumar, não adianta discutir. Foi vontade, é verdade, da eleita presidenta. No meu caso sem problema, não se avexe, é temerário. É o gênero, aprendi, tem até no dicionário”!

Nem retruco, não há tempo. _ “Chame um carro, por favor, já aumenta a minha dor!”.

_ “É prá agora, seu doutor, pode ir pro o elevador!”.
Blog Te Liga na Vida
_ “Para Copa, seu taxista, onde fica o meu dentista. Bem depressa, é urgente, ô maldita dor de dente!”.
_ “Mas é claro, passageiro, que não tenho o dia inteiro. Faço apenas um pedido, que me chame de taxisto. É a lei da presidenta, de outro jeito, não existo”.

Turma do Bem
Na cadeira do dentista, boca aberta pro doutor. _ “Muito simples, tem conserto, vai ao jogo, sim senhor”!

Ele fala e eu calado, estou anestesiado… O motor é uma tortura, noutro papo se aventura…

 _ “Minha filha é militar, se formou, já é tenenta. Como passa tão depressa? Outro dia, adolescenta.

“O menor é indeciso”: _ “Engenheiro, pode ser”… _ “Ou dentisto? Desempato… Como pai não ter querer, escolheu ser diplomato. Falar nisso, novidade! Já troquei o papelório. No diploma sou é homem, Dentisto Dr. Osório!”.

Porta afora, já sem dor, onde está o elevador? Mas, cadê o ascensoristo? Enlouqueço, disse isto?
OS TURISTAS
Ilustração:  Nei Costa, Blog Fábrica de Riscos
Um casal me interpela, querem algo perguntar. _ “Mas é claro, são turistas? Como posso ajudar”? _ “Meu amigo, eu explico, sou turisto com certeza. A esposa é que é turista. O seu Rio, que beleza!”.

Eu desisto, volto a pé, dispensei o motoristo. Pela orla, o Rio é lindo, agradável, alto astral. Gente boa e passeatas, é domingo, afinal.

De repente um som estranho, vem na minha direção. Bolas quicam, gritam alto: _ “Também tenho opinão”! São centenas, muito juntas, verdadeira multidão. Cantam, giram sem parar, faixas tremem pelo ar.

PASSEATA DOS BOLOS
Ilustração: Nelson Polzin, Julho 2012

_ “Se o jogo é feminino, eu sou bola, falo fino”! _ “Quando o jogo é de macho, dizer bola é desatino! _ Sou é homem, sem farol! Sou bolo de futebol”!

A pelota é estrangeira: _ “Uso calças, sou Peloto”! Quem diria, um portenho, argentino boquirroto!
Numa faixa vem escrito: _ “Por que só pro adjetivo”? Noutra delas a pergunta: ­_ “Por que não substantivo”?

Ora é “Ripa no Chulipo”, “O Crianço tá lá Dentro”! Que loucura, desvario, este é mesmo o meu Rio?

_ “É o Nego, é Redondo!” “É Pimba no Gorduchinho”! Onde estou, será Macondo?
Elas rolam bem depressa, vêm na minha direção. Me empurram, me atropelam, caio…. da cama, no chão!

Foi o jogo, a estreia! Sangue novo, o rapazola!

Peraí, que grande ideia! Esse é o nome, CARAMBOLA!

CARAMBOLA

Carambola é o nome perfeito para a bola de
futebol da Copa do Mundo 2014. Nome bem
brasileiro, a fruta adaptada aos trópicos é 
amarela, uma das nossas cores: guarda
uma estrela no seu interior.

Sugestão do nome: Patricia Redondo 
Ilustração: Nelson Polzin, Julho 2012

Que alívio, acordar!

Era sonho, não tem dor!

Seu Queiroz, estou descendo,

diz pro povo, faz favor!

Caro amigo motorista,

prá estação e sem demora!

Meu querido maquinista!

Engenhão, está na hora!

É o juiz, não é o juízo, quem vai logo apitar!

Só meu time tem juízo, A MENINA VAI ROLAR!

ENGENHÃO, RIO DE JANEIRO
Imagem: internet

NOTAS

1. A CrôniCarioca foi inspirada na decisão pelo uso da palavra “presidenta” que existe como feminino de presidente, embora se use “a presidente”, pois é substantivo de dois gêneros. O noticiário televisivo não adotou a forma, ao menos os canais de TV aberta e fechada com maior audiência. As entrevistas a membros do governo são um curioso duelo. A pergunta diz presidente, a resposta diz presidenta.
2. A LEI Nº 12603 de 03/4/2012, que trata do assunto, permitiu ao Dr. Osório, da CrôniCaRioca, a troca do seu diploma, despesa paga por todos os contribuintes.
3. O texto abaixo exprime alguns pontos de vista sobre a questão do gênero das profissões.
Palavra do Ano: Presidente/presidenta – Revista Veja 21/10/2010

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *