URBANILDO BARBOSA e CREMILDO de ALMEIDA DESEMBRULHAM O PACOTE

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
CrôniCaRioca
por AAGR e JA

Rio de Janeiro 40º. Primavera com jeito de verão, Barbosa no calçadão, Almeida sentado, jornal na mão.

Peregrinacultural’s Weblog


BARBOSA – E aí, amigão, bem informado agora, né?

ALMEIDA – Salve, grande Barbosa! Agora sei de tudo. Aqui em Copa nada de novo, mas, na Barra, caramba, viu só? Tudo muda, vai ficar uma beleza, muito hotel, dois parques, um na praia e outro lá dentro, o tal de Parque Olímpico. Verde prá todo lado!

BARBOSA – Tô vendo que agora que você está ‘por dentro’. Mas, tenho que te dizer umas coisinhas, desculpe, não é essa maravilha toda não… Viu o Urbe CaRioca essa semana? Lá tem umas explicações de arrepiar!

ALMEIDA – Pô, Barbosa lá vem você de novo, não é à toa que seu nome é Urbanildo. O quê que tá pegando dessa vez? Segui seu conselho, leio jornal todo dia, vejo notícia na televisão, botei até internet! Li o Urbe, sim, e não entendi nada daquele tal Pacote, tem umas explicações, mas esse é assunto é muito complicado. Tá tudo ótimo, Barbosa, que implicância! Deve ser um presentão pro Rio!

BARBOSA – Ok, Ok… Não fosse você o Crêmildo, aliás, bem que seu nome poderia ser Crê-Muito de Almeida… Escuta, encontrei a prima Reclamilda no Metrô e ela me explicou o que tem nesse Pacote. Uns arquitetos ajudaram a entender. Se quiser saber eu conto tudo em cinco minutos!

ALMEIDA – Vamos lá! Cinco minutos e eu volto para o meu jornal!

BARBOSA – Tudo bem! Vê o caso do CAMPO DE GOLFE E A APA MARAPENDI, esse é fácil.


URBANILDO BARBOSA E CREMILDO DE ALMEIDA
CALÇADÃO DE COPA NO TEMPO DA RIO + 20
Ilustração: Nelson Polzin
Querem fazer um Campo de Golfe. Dizem que é prá a cidade, a Olimpíada. Papo-furado, é particular. Só que o pessoal do governo está arranjando um terreno para eles, quer ajudar, sabe? Escolheram um bem dentro da APA, a ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL lá na Barra. O nome diz, protege o Ambiente, você sabe bem essas coisas de Ecologia, lembra da RIO + 20, você salvando toninha? Por isso a lei não deixa ter campo de golfe lá… E daí? Resolver prá eles é simples! Vão mudar a lei!



Primeiro tiraram a rua desenhada no Plano Piloto, a Dulcídio Cardoso, claro, não adiantava ter campo com rua no meio…. A parte do parque que ia ser doada para a cidade por obrigação, não foi. Isso é que é presente. Mesmo assim não aconteceu nada ali. Podiam aproveitar que não fizeram nada, voltar atrás, construir a rua, ganhar mais um pedaço da APA para a cidade… Quem dera!

Lá no Urbe tem um mapinha que ajuda a entender melhor, dá prá ver direitinho que a rua foi interrompida.




Os vizinhos tiveram que fazer a avenida e doar os pedaços da beira da lagoa, para o parque, esses aí não! E agora ainda querem aumentar um campo que nem foi feito! E como é que vão aumentar, terra não estica, né? Fácil! A Prefeitura vai dar mais um pedaço para eles, terra pública, Almeida, área de 58 mil m² que já é do Município!

Se é pública é de todo mundo! E como é que vai para o Campo? Esse pedaço foi doado prá cidade por um tal de Holofernes, tá lá na lei. Juro, se eu fosse esse Holofernes* eu perdia a cabeça e ia pedir de volta na Justiça! Não a cabeça, o meu terreno!


Caravaggio. Judith Beheading Holofernes. c.1599.
Oil on canvas. Palazzo Barberini, Rome, Italy


ALMEIDA – Mas a tal história que a prefeitura dá 58 mil m² e a gente ganha 1 milhão?

BARBOSA – Mentira, Almeida, torcem as palavras. Mas, peraí, isso é outra história. Tem mais do Golfe.


APA de Marapendi
Imagem de uma “área degradada” onde
será construído um campo de golfe
Foto: CJS


Quando tiraram a rua se esqueceram de um detalhe: bem naquele lugar tem um Zoneamento Ambiental. 

Seguinte: aquele pedaço tem um nome, é uma Zona – não essa ‘zona’ que estão fazendo com as leis, não. Uma Zona de Proteçãoque se chama ZPVS**.







Na ZPVS não pode fazer Campo de Golfe!!! Lá não pode ter nada que impeça as plantinhas de crescerem, os bichos de se reproduzirem, ter muita flor! Só pode ter pesquisa científica, recuperação do verde, essas coisas. Então não adiantava tirar a rua, precisava mudar a zona, mexer na APA, desproteger uns 600 mil m², acabar com a fauna, as flores… Entendeu?


ALMEIDA – Hummm, acho que sim. Fizeram propaganda do Campo, concurso, tem uns americanos, mas a lei não deixa? E vão matar as plantas, os bichos?
BARBOSA – Isso mesmo! Ia ‘pegar mal’, o pessoal que defende o “Verde” não ia deixar mexer na APA, deve ter sido por isso que não fizeram. Mas agora querem mudar de qualquer jeito. Viu a pose dos cartolas com taco de golfe na mão? Aí é que entra a mentira tripla. Primeiro não é troca, é dádiva, é benesse. Além dos 58 mil tem os 600mil m² que vão sair da ZPVS e mais toda a beira da Lagoa que seria pública como pensou Lúcio Costa! Somando tudo deve beirar 1 milhão de m² de bondades!

ALMEIDA – É o milhão que vamos ganhar?

BARBOSA – Não Crêmildo, não Crê-muito, este é o que a prefeitura vai dar pros outros. Quem é que sai dando as coisas assim para o povo? Mais prá frente explico, é a história do parque na beira do mar, outro papo esquisito que até defensor do Meio Ambiente aprova, um vexame!

ALMEIDA – Tá bem, olha o tempo, olha o tempo ó, tá passando…





BARBOSA – Bom, teve o HOTEL HYATT E A APA MARAPENDI. Sabe um terreno na praia, logo depois da Avenida Ayrton Senna, a que não vai ficar Nada TransUmanada? É um terrenão. Era da APA e o Lúcio disse que só podia ter 1 andar para clube, restaurante, coisa pequena. Mas, os vereadores deixaram fazer hotel, apartamento, escritório, puseram logo 7 andares, olha a diferença!




O Prefeito – não este aí, o outro – não gostou e proibiu, mas eles – os vereadores – aprovaram assim mesmo! O Prefeito foi à Justiça e perdeu. Agora vão fazer hotel e prédios de luxo porque em 2010 aumentaram mais ainda o tamanho dos edifícios. Foi isso… Causa perdida…

ALMEIDA – Brabo esse caso, hein! Vi a foto do prefeito, novinho, defendendo a Reserva, acho que era Secretário de Meio Ambiente, que coisa! Quem diria…


Plano Piloto de Lúcio Costa para a Barra da  Tijuca
Imagem: Internet

BARBOSA – É mesmo, uma decepção! Lucio Costa não está mais aí e fazem essa bagunça na Barra.

Agora Niemeyer foi-se, camarada legal, aquele! Já pensou se saem por aí demolindo o que ele fez? O Congresso, os Ministérios… E tem mais coisa lá na Barra, nem te conto! Vamos deixar prá outra vez.



Oscar Niemeyer e Lúcio Costa
Imagem: designKULTUR

Só mais uma, viu essa agora do Elevado do Joá? A turma lá da COPPE, no Fundão fez um super-relatório, condenaram o viaduto. Os engenheiros disseram que tem que fazer outro, que pode até consertar, mas é gambiarra, você sabe que em matéria de gambiarra os governos são imbatíveis, vê só o caso do Metrô! O da Perimetral tá direitinho e vai abaixo, vá se entender… Vou te falar com a maior sinceridade, tô com medo de passar pelo Joá, tudo carcomido de ferrugem, ferros expostos, dá até arrepio só de pensar… Se não tem perigo por que vão proibir caminhão?

Mas esse é assunto também é complicado à beça e nosso tempo acabou. Vamos continuar amanhã? Mais cinco minutinhos?

ALMEIDA – Topo, Urbanildo. Estou entendendo melhor. Amanhã a gente se vê aqui no calçadão, abração!

BARBOSA – Combinado, Crê! Em casa, já que botou a internet, vai vendo aquele vídeo sobre o terreno do Campo de Golfe. Vê se está degradado perto da Lagoa e amanhã me conta! Abração, amigo!



Notas:


**ZPVS – Zona de Preservação da Vida Silvestre


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *