AI! QUE TERRA ENCANTADA É O RIO!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

RBP Designer – Flirck

Notinha discreta publicada no Jornal O Globo nos informa que o empresário Eike Batista e um grupo de fundos de pensão devem participar “do projeto de construção de um novo bairro onde funcionou o natimorto parque Terra Encantada, na Barra, no Rio”.


Segundo a mesma nota o empresário promete que o seu condomínio “terá botequim na esquina, barbearia, sapataria …um ambiente de rua igual ao dos bairros comuns”.

Se o Terra Encantada ao qual se refere o colunista é o parque desativado que funcionou no enorme terreno que fica na Avenida Ayrton Senna (aquela Nada Transumanada), o informe causa muita estranheza. Explica-se.



‘A Terra Encantada agora é do Eike’
Notícia em veja.abril.com.br , abril 2012


O trecho da avenida que fica entre o Cebolão e o início da Linha Amarela foi destinado pela lei urbanística da Barra da Tijuca e parte de Jacarepaguá para usos institucional, cultural e comercial. Na parte com frente para a Via Parque – atual Avenida João Cabral de Mello Neto – casas e comércio. Os gabaritos de altura são baixinhos.


Até aqui os critérios da norma têm sido cumpridos. Hospital, shoppings, lojas, prédios baixos com partido horizontal.


Blog Diário do Rio
Notícia em 17/10/2012


Portanto, o futuro condomínio do Sr. Eike – o mesmo que pretende construir um gigantesco Centro de Convenções na Marina da Glória, área pública em um parque tombado – poderá ter casas na parte mais próxima de Saco Grande e Saquinho e comércio, por exemplo, de frente para a Avenida Ayrton Senna. A não ser que…


A não ser que, mais uma vez, mudem a lei especialmente para o famoso empreendedor, como no caso do hotel que será instalado na Avenida Rui Barbosa, no Flamengo, mudança de lei especial feita pela Câmara de Vereadores e ratificada pelo Executivo, para beneficiar um único terreno do bairro.


O hotel-benesse-urbanística já foi aprovado, como informou o mesmo colunista, antenado, em 15/01/2013:

Ancelmo Gois – O Globo, 15/01/2013
Grande hotel
Eduardo Paes concedeu licença para a criação de um hotel na Avenida Rui Barbosa 170, no Flamengo. Terá 464 quartos. A autorização foi em nome da Rex Hotel Ltda.

A página da empresa informa que o Hotel Parque do Flamengo é “Outro investimento da REX no ramo de hotelaria, é o projeto que prevê a conversão do prédio Hilton Santos, na Avenida Rui Barbosa, no Flamengo, em um hotel, que deverá se chamar Parque do Flamengo. Conhecido como ‘Morro da Viúva’, o edifício pertence ao Clube de Regatas do Flamengo”.


Ganha um doce carioca quem adivinhar o nome da vereadora que apresentou a emenda bondosa à já muitíssimo questionável proposta do Pacote Olímpico 1 – que, naturalmente, virou lei.


Não se deve tirar o mérito de nenhum empreendedor, mas, desejar que todos sejam bem sucedidos. Há de se convir, no entanto, que com tantas benesses especiais – que se afastam dos princípios da impessoalidade e da generalidade -, tudo fica mais fácil e com menos brilho.


Esperamos que, como foi dito na Entrevista Concedida ao Blog Eliomar, o empresário leve seus bilhões de reais para a Zona Portuária e deixe a Marina da Glória em paz.


E que o Parque do Flamengo continue a ser uma terra encantada. E que o Terra Encantada não seja transformado em uma nova Península, esta que nasceu Reserva Ambiental, passou para área edificável com 6 andares, que depois – graças a uma canetada nos idos de 1970 – cresceram para… 

Quantos mesmo?


Imagem: Alex Uchoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *