CARNAVAL, METRÔ, PERIGOSA DESORDEM URBANO-CARIOCA

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page



RIO DE JANEIRO, CARNAVAL 2013

ENCONTROS FELIZES!
Foto: Acervo Urbe CaRioca

Quisera que Urbanildo Barbosa não tivesse razão!


 Está quase tudo certo. Milhares se divertem, a brincadeira é majoritariamente saudável e para todos: jovens, ‘coroas’, crianças, famílias… Turistas de todo e Brasil e do exterior…



Quase tudo. Deixemos de lado os tristes acidentes, nenhum deveria acontecer, nenhum. Diante da multidão regada a muita cerveja estatisticamente deve ser inexpressivo. Não importa. Um só já é ruim, é péssimo.

Há alguns dias o Blog Metrô do Rio fez um apanhado sobre as obras do Metrô que estão em andamento. O texto é otimista. Note-se que o responsável esclareceu em post anterior que será necessário renomear as Linhas quando a Linha 4 verdadeira for executada: Centro-Barra da Tijuca via Botafogo, Humaitá e Jardim Botânico. Vale a pena conhecer as análises e informações disponíveis no Metrô do Rio (Não Oficial).

O Urbe CaRioca, por sua vez, questionou em vários posts a opção do governo de esticar a Linha 1, que hoje termina na Praça General Osório, antes de construir a Linha 4 original (além do texto com link acima, v. Mais Metrô 11 e outros de autoria de Miguel Gonzalez) . Por certo o Carnaval não dura o ano inteiro. Ainda assim, a quantidade de blocos e número de foliões que não param de crescer somados à preferência pelos bairros da Zona Sul criam situações inadmissíveis, como a retratada abaixo.


 Imagem que circula nas redes sociais com o texto abaixo retrata incapacidade absoluta de atender à demanda. E, infelizmente,  o perigo em potencial. Não se deve esquecer que esta mesma linha de Metrô, já indevida e criminosamente ligada à Linha 2, receberá em breve a população da Barra da Tijuca e de outros bairros da Zona Oeste.  

“Atenção autoridades !!! Não esqueçam as mortes da boate em Santa Maria
Metrô General Osório domingo à noite: perigo absurdo !!!!!”
Foto de Lukas Rodrigues



Por outro lado, há a sujeira, o barulho, o cheiro de xixi! São problemas que não se pode relevar, nem em nome da festa de Momo! Há que se buscar uma solução. Os velhos, os doentes, as crianças pequenas, os que precisam de assistência de urgência, não podem ficar reféns da alegria dos demais.





rio24horas.wordpress.com




Certamente não são questões de fácil remédio. Certamente as cabeças pensantes irão encontrá-lo. Se quiserem levar o Rio de Janeiro a sério.


Blog Fala Rio
   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *