OS PERIGOS DO RIO: MÁ CONSERVAÇÃO, DESGASTE E DESCASO

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Canal de Marapendi, Barra da Tijuca
Foto: Paronamio


Enquanto tentam demolir o Elevado da Perimetral – algumas alças já se foram – e salvar o Elevado do Joá – aquele que não oferecia riscos, mas onde, pelo sim, pelo não, proibiram o acesso a caminhões (São mais pesados! Então há risco!) e limitaram a velocidade máxima a 60 km/h para nos salvar – os riscos estão por toda a parte.


No último dia 03 um pobre rapaz foi atingido por um pedaço de reboco que despencou de um viaduto em Del Castilho, na zona norte do Rio, quando ia trabalhar. Infelizmente morreu dias depois.


Em janeiro deste ano o túnel da Grota Funda – novo, inaugurado em junho/2012 e que ajudará a cidade a crescer para Guaratiba – precisou ser fechado e passar por reparos depois que foram encontradas fissuras na rocha da abóbada.


JO CARIOCAS
TRAVE DE EQUILÍBRIO
Viaduto sobre o Canal de Marapendi, Barra da Tijuca
Foto: Urbe CaRioca


Na Barra da Tijuca, o pilar do viaduto que atravessa o Canal de Marapendi, na Barra, ligando a Avenida das Américas à Avenida Armando Lombardi apresenta sinais de deterioração…


JO CARIOCAS
SALTO EM ALTURA
Viaduto sobre o Canal de Marapendi, Barra da Tijuca
Foto: Urbe CaRioca



Além das ameaças intrínsecas à má conservação da estrutura, neste caso há um agravante: as condições de mobilidade dos pedestres no local são péssimas. Sim, anda-se em cima do viaduto e também há travessias, tudo feito a pé! O acesso, se assim é possível denominar, é feito por uma escada improvisada das obras do metrô, a caminhada se dá sobre a murada de proteção do viaduto, e a descida ou e a subida pelos taludes laterais!




JO CARIOCAS
400m COM BARREIRAS
Viaduto sobre o Canal de Marapendi, Barra da Tijuca
Foto: Urbe CaRioca
Não fossem os perigos a que os pedestres se submetem por falta de alternativas, seria um verdadeiro treinamento pré-olímpico com caminhadas de obstáculos e muito equilíbrio necessário!!! Os cariocas que “treinam” por ali, principalmente nos horários de entrada e saída de trabalho para chegar ao ônibus do outro lado, não usufruem as ‘benesses’ olímpicas, como foi feito para os hotéis com o Pacote Olímpico 1 e para o mercado imobiliário com o Pacote Olímpico 2.


Tomara que com tanta verba pública, um Metrô milionário, pontes estaiadas cinematográficas, e muitas “parcerias” ditas público-privadas, sobre algum dinheirinho para uma ponte simples e baratinha que ajude a proteger a vida no dia a dia de trabalho.



JO CARIOCAS
 CAMPO de CROSS-COUNTRY ou CORRIDA A CORTA-MATO
Viaduto sobre o Canal de Marapendi, Barra da Tijuca
Foto: Urbe CaRioca

O Sr. Prefeito poderia dizer que é ‘prá Olimpíada’, desculpa que tem usado para as grandes obras complexas e caríssimas, como já foi mostrado neste blog.




“Esse negócio de Olimpíada é sensacional prá você usar como desculpa prá tudo. Então tudo que eu tenho que fazer, agora vou fazer prá Olimpíada, fazer prá Olimpíada. Tem coisa que tem a ver com Olimpíada, tem coisa que não tem nada a ver, mas eu uso”. Prefeito Eduardo Paes em 14/10/2012



Sobre as condições cruéis a que o carioca e o habitante da região metropolitana são submetidos diariamente, além dos vários textos divulgados aqui sobre o Metrô, vale a pena conhecer o artigo A FRAGMENTAÇÃO DAS VIAS (E DAS VIDAS) NO RIO DE JANEIRO METROPOLITANO do blog Arrepios Urbanos.


JO CARIOCAS
 CROSS-COUNTRY OU CORRIDA A CORTA-MATO – 2
Sob o Viaduto, Canal de Marapendi, Barra da Tijuca
Foto: Urbe CaRioca



E que nosso alcaide e o governador enxerguem, entre tantas faltas, os absurdos que são atravessar um simples canal a pé ou de bicicleta – como exemplificado acima -, esperar um ônibus e ser atingido por um pedaço de concreto, caminhar perto de postes e árvores que podem cair a qualquer momento, e transformar a Ayrton Senna em uma AVENIDA NADA TRANSUMANADA, submetendo o pedestre ao desumano.




O poste danificado: pedestres temem que o mobiliário desabe
 
Fotos do leitor Marcus Vieira / Eu-Repórter
O GLOBO, 23/03/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *