O DESAFIO ÁGORA, O GOLFE, E MUITAS SURPRESAS DESAGRADÁVEIS

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Um projeto duvidoso na Urbe CaRioca, lançado pela Prefeitura do Rio.



Atualização em 06/11/2014:
Pedimos desconsiderar o parágrafo destacado com a cor amarelo no texto abaixo, pois a afirmação foi um equívoco por parte do blog, já explicado no post cujo link está a seguir, o que, no entanto, não invalida o número excepcional de votos negativos concedidos apenas a essa ideia entre 378 propostas.



_________________


Os leitores do Urbe CaRioca já conhecem a proposta deste blog ao projeto da Prefeitura do Rio de Janeiro denominado Desafio Ágora, assim batizado porque “Na Grécia Antiga, as pessoas se reuniam para discutir a cidade e as políticas nas praças públicas, chamadas de Ágoras”, como explica o site respectivo. Ou seja, aparentemente trata-se de um chamado para ouvir a sociedade.


A apresentação da proposta ‘PRESERVAR O PARQUE ECOLÓGICO MUNICIPAL MARAPENDI ÍNTEGRO’ ao projeto Ágora, idealizada pela signatária, responsável Urbe CaRioca, teve enorme repercussão é ótima receptividade. Divulgada aqui e nas redes sociais Facebook e Twitter ligadas ao blog, foi compartilhada muitas vezes por arquitetos, urbanistas, biólogos, engenheiros florestais, advogados, e cariocas das mais diversas profissões e atividades, além de outras divulgações impossíveis de acompanhar devido ao processo multiplicador natural nas redes pessoais de cada um que aprovou a ideia, e dela decidiu dar conhecimento amplo.

Assim, na Primeira Fase do Projeto Ágora (Proposição)durante mais de um mês, de 10/09/2014 a 23/10/2014, nossa proposta recebeu inúmeros votos de aprovação e comentários positivos, o que garantiu a colocação entre os primeiros lugares no conjunto de mais de 350 ideias, chegando a estar em 1º LUGAR no grupo específico onde foi inserida.

Cabe lembrar que as ideias mais votadas passarão à Segunda Fase (Discussão).

Logo nos primeiros dias entre dezenas de votos positivos recebemos cerca de 6 ‘desaprovações’, quando verificamos que cada voto negativo anulava dois votos positivos, fato que estranhamos sem, no entanto, dar a devida atenção. Analisando tal aspecto, mais adiante, não concordamos com os pesos diferentes atribuídos aos votos – a favor dos votos negativos – e denunciamos. Os votos negativos cessaram.

Nas últimas duas semanas a ideia sempre esteve entre o 1º e 3º lugares no grupo, entre as primeiras na votação geral. Atingimos 111 votos na ideia e a 6ª posição entre o total de ‘contribuidores’ (pontuação concedida diretamente a cada participante por outros mecanismos), mantida a colocação entre as três primeiras ideias mais votadas e comentadas, entre mais de 350 propostas durante mais de um mês, vale repetir.
Até ontem. Não mais.

Surpreendentemente, ontem à noite, faltando apenas 3 dias para o encerramento da Primeira Fase – quando será anunciada a lista das ideias escolhidas que passarão à Segunda Fase (NOTA acrescentada em 25/10: os administradores do Desafio Ágora entraram em contato com o blog e esclareceram que todas as propostas passarão à fase 2), a proposta que defende meio ambiente, uma conquista da cidade e dos moradores através das ações de inúmeras sucessivas administrações públicas ao longo de décadas, que é um direito dos cariocas, passou a receber uma ‘enxurrada’ de votos negativos – praticamente não existentes durante mais de um mês – que ameaçam expurgá-la do projeto municipal “no último minuto do segundo tempo”, para usar uma expressão popular.

É evidente que interesses diversos dos que a voz da sociedade civil manifestara através da votação expressiva pela proteção do parque, não permitiriam que esta prevalecesse. Sejam os próprios setores da prefeitura que licenciaram o campo de golfe sobre a reserva ambiental, seja a Empresa Olímpica, sejam os empresários da construção civil e os proprietários do imenso terreno agraciados com benesses urbanísticas prejudiciais ao Rio de Janeiro e ao interesse público… Suposições, é claro, o voto é secreto!
Não, jamais permitiriam.
Como convocar a imprensa para anunciar os mais votados da Primeira Fase do Projeto Ágora e correr o risco de estar em primeiro lugar a defesa de uma Reserva Ambiental que a própria Prefeitura encarregou-se de devastar, para tanto alterando leis urbanísticas e de proteção ambiental?
Não poderiam permitir.
A enxurrada de votos negativos surgidos súbita e tardiamente – não tão tarde para eliminar a ideia mais votada do projeto até hoje – é a maior comprovação de que o Projeto Ágora da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, não é uma ação séria e carece de credibilidade. Foram mais de 40 votos contrários em apenas duas horas ontem à noite, coincidentemente durante a realização de uma reunião dos organizadores do Ágora no antigo teatro Imperator, bairro do Méier, para o qual foram convidados os participantes “mais engajados” no projeto, inclusive este blog, que não pode comparecer.
Em breve publicaremos novo texto a respeito, detalhado, com vídeos impressionantes e outros esclarecimentos que comprovam tratar-se de uma brincadeira – de extremo mau gosto – lançada pela Prefeitura no mínimo a título de autopromoção, ironicamente em tempos de eleições gerais no país quando todas as atenções estão voltadas para as escolhas majoritárias.
Ao que tudo indica, mais uma vez, trata-se de confete para a mídia e para os cariocas. Ou será apenas imaginação? O leitor e e eleitor da que foi considerada uma das melhores propostas ao Desafio Ágora, melhor dirão. 
Desde já agradecemos pelo esforço e participação de todos neste estranho processo que exigiu dedicação e paciência para votar através de um sistema confuso e talvez capcioso.
Andréa Redondo / Blog Urbe CaRioca

NOTA: Se alguém ainda quiser votar o link é
https://desafioagorario.crowdicity.com/post/62170
Estranhamente aparecerá um cadeado e a informação de que não é mais possível votar. Não é verdade. A chamada para a página também mudou. agora conduz direto à ‘aba’ da segunda fase e confunde o leitor que se retira ao saber que não pode mais votar. PODE: Basta clicar em PROPOSIÇÃO e a janela correta aparecerá. Se o leitor entender que o parque deve ser mantido, poderá ainda votar POSITIVO. FALTAM SÓ DOIS DIAS.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *