CONSTITUIÇÃO, A DOS PÉS-DE-MOLEQUE, EM ‘PROSPECÇÕES CASUAIS’ de Eduardo Cotrim

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
CroniCaRioca

Rua da Constituição, Centro, Rio de Janeiro, em 1920.
Foto: Malta

O abaixo-assinado que pede às autoridades a preservação do calçamento com pedras “pé-de-moleque” encontrado na Rua da Constituição durante as obras para instalação dos trilhos do Veículo Leve sobre Trilhos, o VLT, continua a receber adesões. Igualmente os artigos e análises postados neste blog têm tido ótima repercussão. A lista abaixo inclui assuntos correlatos sobre a Rua Primeiro de Março e a Praça XV de Novembro.

O PASSADO RESSURGE NO CAMINHO DO VLT, de Marcus Alves

PÉS-DE-MOLEQUE AGORA NA PRAÇA XV

RIO BRANCO x PRIMEIRO DE MARÇO – DOMINGOS NA URBE CARIOCA

RUA DA CONSTITUIÇÃO, PÉ-DE-MOLEQUE SOBRE PÉ-DE-MOLEQUE

PÉS-DE-MOLEQUE DO RIO ANTIGO – PASSADO REVIVIDO, RIO A PRESERVAR

Curiosa coincidência a descoberta ter ocorrido na rua que leva o nome da Carta Magna Brasileira, topônimo dado também ao antigo Largo do Rocio Grande, mais tarde e, até hoje, Praça Tiradentes (Brasil Gerson – História das Ruas do Rio).

Comentários no abaixo-assinado estão no final da postagem. Boa leitura.

Urbe CaRioca


Rua da Constituição, Centro, Rio de Janeiro, out/2015.
Foto: Marconi Andrade


PROSPECÇÕES CASUAIS

Eduardo Cotrim
Em a Mão e a Luva, logo no início, Machado de Assis conta que um dos três pretendentes da jovem Guiomar, o Luís Alves, mais ambicioso, morava na Rua da Constituição…
“(…) que então se chamava dos Ciganos, – então, isto é, em 1853, uma bagatela de vinte anos lá se vão (…)”.
No final da história, Luís Alves e Guiomar dialogam. O bruxo do Cosme Velho não diz onde, mas provavelmente no sobrado da Constituição.  Já estavam casados há um mês.
“(…) E com um modo gracioso continuou:
– Mas que me dá você em paga? Um lugar na câmara? Uma pasta de ministro?
– O lustre do meu nome, respondeu ele.
Guiomar, que estava de pé defronte dele, com as mãos presas nas suas, deixou-se cair lentamente sobre os joelhos do marido, e as duas ambições trocaram o ósculo fraternal.
Ajustavam-se ambas, como se aquela luva tivesse sido feita para aquela mão.”
Enfim, ainda que Guiomar não tenha ganhado um lugar na câmara nem pasta de ministro, não fosse o VLT, não enxergaríamos os pés-de-moleque a um metro das calçadas, coisa que Luís Alves em 1874 também não via mais. Por outro lado, ironicamente, nada sobrou das casas em que Machado viveu.
_____________________
Eduardo Cotrim é arquiteto

NOTA: PÉS-DE-MOLEQUE NA RUA DA CONSTITUIÇÃO – ABAIXO-ASSINADO E COMENTÁRIOS. PARA ASSINAR ESTE É O LINK
Nome e Comentário

Geraldo S.      assinado.
Henrique .      Mantenham viva e visível a história do Rio de Janeiro, não cubram de asfalto e concreto o calçamento pé-de-moleque.
Helen V.         Em nome da História da nossa Cidade!!!
Lais S.  apoio integralmente esse projeto!
Márcia P.        A cidade precisa preservar a sua memória e a sua história
Sergio R.         Diante de tantas obras porque não acrescer mais uma!!
Mariana M.    assino pq acho pertinente
Murilo M.       Apoio plenamente. Preservar a História desta Cidade é preservar a História do Brasil.
luiza s. Eu apoio!!! É necessário manter nosso patrimônio, principalmente o histórico!!!
Cristina I.        Está ficando praticamente impossível caminhar pelas ruas da cidade, estas obras não tem fim, nossos pontos de ônibus são transferidos para locais mais impróprios, de difícil acesso e inúmeras vezes no mesmo ano… um total descaso com os comerciantes e com quem circula por lá a trabalho, a estudo ou por qualquer outro motivo…a cidade é nossa, pagamos impostos demais pra nos limitarem os acessos, tirarem nosso direito de ir e vir…
Cláudio D.      Pelo patrimônio histórico sempre!
Maria S.          O Rio merece esse presente.
clara s.            Passei por lá há algumas semanas e fiquei encantada com isso. Acho mais que justo termos o passado histórico da cidade preservado.
ernesto f.       Pela preservação da história da cidade do Rio de Janeiro,,,
Cleydson G.    Esta rua como outras muito antigas no centro, pode sim um museu a céu aberto. É de extrema importância preservar um exemplar do rio colonial. Para que a população aprecie e reflita, sobre o desenvolvimento de sua cidade.
Jane C.            Absurdo destruir o testemunho de uma época!
Maria S.          Excelente iniciativa para manutenção de nosso patrimônio histórico tão desprezado.
celia o.            …tantos problemas mais urgentes a resolver: saúde, educação, moradia…e eles preocupados com o calçamento pé de moleque que é o cidade tem de melhor…
Franz W.         Eu apoio!
Elisa M.           Santa Teresa presente!
Vera n.           Preservar o pouco que resta do Rio Antigo.
Vanessa M.    Pela preservação da história carioca.
Julio R.            Eu apoio!
Ari P.   Nosso Rio de Janeiro quase não tem historia o pouco que existe temos que preservar .
Patricia A.      Estou morando temporariamente fora do Rio. É impressionante o cuidado que os europeus têm com cada cantinho de sua história. Isso valoriza muito as regiões, estimula visita turística, gera um carinho e uma relação diferente (melhor) com a cidade. Tanto do Rio Histórico já foi por água abaixo! É uma sorte termos encontrado algo. Vamos preservar!!!
Angela C.        Mantenha-se nossa história!!!!
Luis B. Preservar a História!
carmen l.        “Não se trata de preservar o passado, mas de realizar suas esperanças” … o Rio ficará ainda mais bonito com a convivência do passado e do futuro …
Gabriel .         Preservem no mínimo, um pouco de cada bem encontrado.
Fatima p.        Tem todo o meu apoio.
Hélcio f.          Mais uma vez o Brasil dá as costas a sua história… se lutarmos, quem sabe o prefeito não preserva essa joia que estava escondida!?
Monica B.       Sou a favor da preservação do calcamento da Rua da Constituição!
Anita S.          Precisamos aprender a preservar nossa História.
Monica s.       Vamos defender nossa história.
Hylton L.        A preservação da história da cidade é uma necessidade que todas as oportunidades arqueológicas devem ser aproveitadas.
Vânia R.          Tive a oportunidade de visualizar o calçamento através da obra. Confesso que meu coração ficou balançado em saber que se perderia a preservação do calçamento da época imperial. Se houvesse outra cultura de preservação, tal fato não aconteceria. Parabenizo a iniciativa da luta.
paulo b.          por favor senhores administradores do Rio de Janeiro não permitam que isso permaneça escondido de nossa memória.
Carlos C.         Nossa história deve ser preservada, Não podemos desprezar os avanços. Porém, devemos preservar nossas raízes históricas.
jeanne m.       Pela preservação.
Teócrito A.     Vamos preservar!
Amelia F.        concordo
Gilson K.         Um belo legado do Rio antigo para o Rio do futuro.
Eduardo S.     Sou a favor do resgate do Rio antigo.
Antonio S.      Concordo coma petição
Luiz F.  História, Memória e Desenvolvimento não são incompatíveis. Calçada Pé-de-moleque é tradição e beleza.
Tifany F.         Sou cadeirante e só ando pelo asfalto. O descaso de Eduardo Paes é revoltante. E fala na sua frente que deveria ter feito mais acessibilidade. Ele deveria ter feito, pelo menos, alguma acessibilidade. Devia sentá-lo em uma cadeira, não, ele não tem competência para ser cadeirante!
Marcia M.      Calçamento da Rua da Constituição: vestígio de um “Rio Antigo” que deve ser preservado.
licia .   Vamos preservar o nosso patrimônio e a nossa história. Nós queremos solução.
Alex V.            Mantenham o patrimônio histórico!
Arquiteta S.   As obras estão desvelando a história e as imagens postadas nos emocionam… queremos ver respeitado nosso direito constitucional à preservação da memória do Rio de Janeiro! Rua da Constituição… uma preciosidade a céu aberto!!!!
Andressa C.    Essa prefeitura não tem compromisso algum com preservação do patrimônio histórico ou com a transparência de contratos públicos. Uma vergonha.
rosa t. Rio de Janeiro também tem Centro Histórico preservado
luiz p.  Esperar o que desses M…..
MARIA B.        Que a arquitetura e o urbanismo continuem nos contando sobre a nossa própria história, para isso, urge preservá-los integralmente!!
Alessandra A. Vamos conservar nosso patrimônio!
Nara N.           Sou apaixonada pelo Rio Antigo e lamento a destruição da memória carioca… Acho que o que ainda existe deve ser “restaurado” e preservado.
Vanessa D.     Gente ajudar a manter a historia de nossa cidade viva!.
Amélia L.        Maravilha
Eduardo .       A rua da Constituição e a antiga e histórica Praça da Constituição reúnem os fatos históricos de maior relevância para a memória política, econômica e industrial do Brasil. Ali D. Pedro I jurou em 1824 nossa primeira constituição e seu filho D. Pedro II inaugurou em 1862 a estatua equestre de seu pai em comemoração a efeméride nacional, nesta mesma rua o futuro Visconde de Mauá, com seus sócios norte-americanos, fazia circular os bondes da Ciª de Carris de Ferro do Jardim Botânico ligando o centro da cidade aos pontos mais distantes da cidade da Tijuca ao bucólico Jardim Botânico. Ali também o Visconde de Mauá inaugurou a primeira Companhia Telephonica Brazileira em 1878 onde também se transmitia mensagens telegráficas pela Companhia do Cabo-Submarino inaugurada em 1874. As mais progressivas iniciativas na América Latina no século XIX…..
Andrei C.        EU APOIO ESSA LUTA!!!
Rosa k.            Não podemos destruir nossa história!
Claudio M.     Por um passado preservado. Se não existe viabilidade técnica de preservar, remover o calçamento e transpor para uma área com este fim. Uma praça ou esplanada com seções preservadas desse calcamento do Rio Antigo. Ou pelo menos que se doe o calçamento para quem possa e queira preserva-lo.
Alex B.            Apoio a criação de um museu a céu aberto expondo o calçamento original da Rua da Constituição.
carlos a.          Conheço os locais e sem dúvida que vale a pena preservar estes testemunhos vivenciais da vida de há 200 anos para cá! Não outros e não há mais! Depois…
Andréa R.       Oportunidade preciosa de resgatar a história urbana viva do Rio de Janeiro.
Alice S.           Preservar o passado é a garantia de ter informações no futuro, preservar a história de uma cidade é fundamental para as próximas gerações, a cidade do RJ merece esse reconhecimento, cuidado e preservação! Grata
Nelson B.        Providenciem, por favor. Aqui a urgência e a seriedade se fazem necessárias.
Maria V.         Deve-se cuidar da história de uma cidade nos mínimos detalhes para que seja preservada na sua inteireza.
Carlos D.         Uma oportunidade única para preservar um legitimo testemunho da evolução urbana da Cidade Maravilhosa.
PROFESSOR C.Somos a favor da preservação do Calçamento da Rua da Constituição!
Elisabeth S.    Desviem o percurso do VLT, é simples.
Cláudio G.      A memória precisa ser mantida! O registro histórico-arqueológico precisa ser conservado!
Jonathan A.   Pela memória da cidade!
Adua N.          Pela preservação do calçamento descoberto na Rua da Constituição.

Maria . Nem um povo pode esquecer o seu passado, pois se o fizer estará assinando sua passagem de volta para os primórdios da civilização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *