TERRA ENCANTADA E MISTERIOSA

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

A postagem AI! QUE TERRA ENCANTADA É O RIO!, de 21/02/2013, permanece, misteriosamente, entre os artigos mais lidos neste blog há muitos meses!

Foi publicado no tempo em que o empresário Eike Batista pretendia participar, junto com um grupo de fundos de pensão, do projeto de construção de um “novo bairro”  no enorme terreno onde funcionou o antigo parque de diversões Terra Encantada, situado na Barra da Tijuca.

O post gentilmente mostrou aos leitores que a lei urbanística vigente não permitia concretizar tal intento.


Internet

Como se sabe, os problemas financeiros econômicos do conhecido Sr. “X”, exauriram sua capacidade de realizar vários projetos, como os do “triângulo” explicado em 19/01/2016 no post  O HOTEL GLÓRIA, OS ÁRABES, E O TRIÂNGULO DO Sr. X.

O noticiário, por sua vez, já informara em 2014 – portanto após a paralisação dos negócios de Eike Batista – que as construtoras Cyrela e a Queiroz Galvão Desenvolvimento Imobiliário haviam comprado o terreno, e que  a primeira fase do projeto seria entregue em 2015, o que não ocorreu.

Notícias recentes na imprensa revelaram que, de fato, a construtora Cyrela pretende erguer um condomínio no local…


O Globo, 03/02/2016 – Construtora tenta erguer condomínio em área do Terra Encantada

RIO — Os moradores da Barra da Tijuca talvez não precisem conviver com o esqueleto do Terra Encantada por muito mais tempo. No mês passado, a Secretaria municipal de Meio Ambiente (SMAC) recebeu um pedido da construtora Cyrela, dona do terreno da Avenida Ayrton Senna 2.800, para construir um “grupamento residencial multifamiliar” em um dos lotes que compunham o antigo parque.
Em março do ano passado, a Cyrela já havia requisitado à secretaria o desmembramento do Lote 1 do PAL 46051, área correspondente a um dos trechos do terreno. Com a mudança, o espaço foi dividido. O pedido feito em janeiro à SMAC se refere ao lote 6, que agora faz parte da Avenida Ayrton Senna 2.600.
Inaugurado em 1998, o Terra Encantada funcionou por 12 anos e fechou permanentemente em 2010, após um acidente em um dos brinquedos causar a morte de uma cliente de 61 anos. Procurada, a Cyrela informou que “a RJZ Cyrela e a Queiroz Galvão estão em fase de desenvolvimento do projeto para o terreno onde funcionava o Parque Terra Encantada e todas as licenças estão sendo providenciadas para a sua continuidade.” (…)

… e que a demolição do parque abandonado já começou:

 

A demolição do Parque Terra Encantada, fechado desde 2010, caminha para a reta final, mas o futuro do espaço, na Barra da Tijuca, ainda é incerto. A ideia era construir empreendimentos comerciais e residenciais no local. O cenário de crise, no entanto, atrapalhou os planos das empresas Queiroz Galvão e Cyrela, que há três anos desembolsaram cerca R$ 1,5 bilhão pelo terreno. De acordo com elas, o projeto ainda está em fase de planejamento. (…)


A notícia informa ainda que o “desmembramento do Lote 1 do PAL 46051, área correspondente a um dos trechos do terreno” dividiu o espaço, que “o pedido feito em janeiro à SMAC se refere ao Lote 6, que agora faz parte da Avenida Ayrton Senna 2.600”, e que o projeto para o terreno está em desenvolvimento.

Abaixo, o desenho do PAL nº 46051 (Av. Ayrton Senna nº 2.800), cujo Lote 1, portanto, foi dividido.

Aguarda-se esclarecimentos sobre o mistério do referido Lote 6, inclusive se será proposta pelo Poder Executivo uma nova lei urbanística para, mais uma vez, mudar o Plano Piloto para a Baixada de Jacarepaguá, como foi feito, por exemplo, no caso do PEU Vargens, agraciando, entre muitos terrenos, o do Parque Olímpico e o do Condomínio de edifícios chamado Ilha Pura.

A desencantar.
Urbe CaRioca


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *