QUE 2017 SEJA UM ANO BOM!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
CrôniCaRioca

Foto: JAGR, julho 2007

Quando eu era pequena, adolescente e jovem adulta achava graça quando ouvia pessoas perguntando umas às outras: “Onde você vai passar o ‘Ano Bom’?”.

A Noite de Natal era a “Noite Feliz” da música que cantávamos na reunião de família com as crianças, mais tarde acrescentada de rocks alegres e sucessos do momento para receber Papai Noel.

Já o “Ano Bom”, custei a entender que era apenas a Noite de Ano Novo, a virada do calendário que – data, no final das contas, como outra qualquer – motivo para celebrar a chegada de uma desejada nova época onde tudo seria melhor do que aquela que se encerrava, ao menos era esta a esperança! Não, não era passar o ano que se aproximava inteirinho em algum lugar diferente onde tudo fosse bom durante trezentos e sessenta e cinco dias seguidos… Até chegar, outra vez, um outro Ano Bom!

Há muito tempo não ouço aquela expressão que me lembra o PaiCaRioca e a Mãe CaRioca, ela, sempre às voltas com as arrumações da casa, dos presentes, e com a preparação de quitutes deliciosos, ele pensando que ficaria de encalorado dentro da roupa vermelha de Papai Noel, em uma sala cheia de gente e sem ar condicionado… mas, que valia muito a pena!

Há muito tempo dizemos Feliz Ano Novo!

Pelas boas lembranças que vieram neste dia 31 que encerra o mês de dezembro – no querido Rio de Janeiro mesmo com sensação térmica de quase 50 graus –, desejamos aos caros leitores,

“Que 2017 seja um Ano Bom”!

Que o nosso Rio de Janeiro continue lindo, que fique menos violento e mais seguro, que a população seja bem atendida nos Serviços Públicos, que os hospitais funcionem, que as escolas ensinem bem, que as pessoas não sejam diariamente massacradas nos transportes públicos, que a economia melhore, que comércio e indústria prosperem, que sejam gerados muitos empregos, que os jovens vislumbrem um futuro digno, e que as prioridades dos governos estadual e municipal olhem por todos, em especial por quem mais precisa. Afinal, não temos mais a desculpa de que “Tudo é pra Olimpíada”!

Se todos esses aspectos melhorarem, em 2017, por certo teremos um Ano Bom.

É o que basta!

Andréa Redondo/Blog Urbe CaRioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *