MARINA DA GLÓRIA – CENTRO DE CONVENÇÕES ASSOMBRA PARQUE DO FLAMENGO. DE NOVO.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Lota Macedo Soares e o Parque do Flamengo – Doodle do Google
Como uma assombração que paira, o Parque do Flamengo se vê ameaçado, mais uma vez, pela construção (e/ou instalação) de um Centro de Convenções, uso estritamente comercial, alheio à finalidade da área pública e de lazer em que se constitui o Parque, ainda carinhosamente chamado pelos cariocas de “aterro”, devido à sua origem na década de 1960, criado com material de desmonte do Morro de Santo Antônio.
 
OG, 04/05/2017
 
 
A nota publicada hoje na coluna Gente Boa (O Globo, 04/05/2017 Marina da Glória ganha centro de convenções: ‘Sonho de hoteleiros’) – provavelmente “plantada” para conhecer as reações – afirma que “Riotur e o Rio Convention Bureau bateram ontem o martelo com a BR Marinas para a instalação de uma área fechada de 5 mil m², e mais 6 mil m² de espaço aberto”.
 
 
Sonho de hoteleiros, pesadelo dos defensores do Parque do Flamengo.
 
 
Se é estranho que a Riotur e o Rio Convention Bureau tenham “batido o martelo” com a empresa privada BR Marinas, esta cuja legitimidade para assumir a Marina da Glória foi questionada, mais estranha é a “garantia” de que não haverá problemas com o IPHAN por tratar-se de uma área fechada. Ora, a prerrogativa de aprovar os usos e atividades permitidos e adequados ao Parque do Flamengo não é da iniciativa privada e tampouco somente do IPHAN.
 
A competência é dos órgãos de proteção do patrimônio cultural responsáveis – federal e municipal – e da antiga Secretaria Municipal de Urbanismo, hoje apenas parte da temerária miscelânea que fundiu urbanismo, meio ambiente, habitação e patrimônio cultural sob uma única caneta!
 
O Parque no Flamengo não é lugar para a construção de um Centro de Convenções, mais um projeto impossível. Sugerimos localizá-lo na Zona Portuária, região próxima que implora por investimentos e empreendimentos.

E, para quem tem medo de assombração ou é supersticioso,  vale lembrar que o mentor anterior do Centro de Convenções no Parque foi o senhor Ai Que, preso até pouquíssimo tempo.

Abaixo, lista de posts sobre o assunto.
Urbe CaRioca
 
Arte do Blog sobre fotografia do jornal O Globo
 
JANEIRO 2013
FEVEREIRO 2013
MARÇO 2013
ABRIL/2013
MAIO/2013
JUNHO/2013
 
OUTRAS POSTAGENS
2013                                                      

EXTRA! MARINA DA GLÓRIA x IPHAN: DEPOIMENTO DE SONIA RABELLO SOBRE A REUNIÃO ONTEM EM BRASÍLIA

Artigo: PREFEITO DO RIO PRETENDE DEFINIR PARÂMETROS EDILÍCIOS PARA PARQUE PÚBLICO! , de Sonia Rabello

MARINA VOLTOU. A DA ENSEADA. DA GLÓRIA. NO RIO. DE JANEIRO.

Artigo – A ELITIZAÇÃO DA PAISAGEM PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE, de Antonio Guedes

2015

Artigo: “PRESENTE” DO PREFEITO AOS CARIOCAS NOS 450 ANOS DO RIO: AUTORIZA DESMATAR SEU PARQUE SÍMBOLO!, de Sonia Rabello

Artigo: O NÓDULO ILEGAL NO PARQUE DO FLAMENGO: O PROJETO PARA A MARINA DA GLÓRIA, de Sonia Rabello

Artigo – MARINA DA GLÓRIA: LICENÇA PARA MATAR ÁRVORES, de Canagé Vilhena

MARINA DA GLÓRIA – RESENHA DOS ASPECTOS JURÍDICOS NA AUDIÊNCIA PÚBLICA REALIZADA EM 17/04/2015

MARINA DA GLÓRIA – UM DESVIO DE FINALIDADE

MARINA DA GLÓRIA – AÇÃO CIVIL PÚBLICA

MARINA DA GLÓRIA, OBRAS DESAUTORIZADAS – POLÊMICA ANTIGA, CAPÍTULO NOVO

MARINA DA GLÓRIA, UMA OBRA BUMERANGUE

ATERRARAM A BAÍA! UM ATERRO SALVO PELO PARQUE, de Sonia Rabello

A RODA-GIGANTE, A MARINA DA GLÓRIA, E AS PAINEIRAS

2016

SEM GLÓRIAS – DOIS FINADOS HOTÉIS E A MARINA

O HOTEL GLÓRIA, OS ÁRABES, E O TRIÂNGULO DO Sr. X

O RESGATE DE ÁREAS LIVRES PARA OS CARIOCAS

MARINA DA GLÓRIA, CICLOVIA e VELÓDROMO

MARINA DA GLÓRIA – TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA SURPREENDE, SONIA RABELLO COMENTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *