PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL DO RIO DE JANEIRO EM SITUAÇÃO DE RISCO

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
Antigo Museu do Índio, Maracanã, Rio de Janeiro. Foto: O Globo

O grupo S.O.S. Patrimônio, sempre atuante em defesa dos bens culturais construídos no Estado e no Município do Rio de Janeiro divulgou lista dos imóveis e mobiliário urbano que estão em situação de risco, que será entregue pelo Fórum Faz Cultura ao Ministro da Cultura no próximo mês de março.

O trabalho, em fase final de elaboração, é fruto de das denúncias e enquetes realizadas pelo grupo desde 2014. Nas próximas semanas a lista será atualizada pelo S.O.S. Patrimônio definindo-se a ordem de prioridade para o restauro ou providência cabível ao bom funcionamento e preservação dos bens relacionados, e novamente divulgada por este site.

Urbe CaRioca

Prédio do antigo Automóvel Club do Brasil, Centro, Rio de Janeiro – foto: Domingos Peixoto / O Globo

LISTA DOS BENS CULTURAIS SEPARADOS CONFORME A PROPRIEDADE – ESTADO, MUNICÍPIO, E IMÓVEIS PARTICULARES – E BREVES COMENTÁRIOS 

ESTADO DO RIO DE JANEIRO

1 – Convento do Carmo, na Praça XV, Rio de Janeiro, RJ; Prédio histórico onde morou Dona Maria I, que durante anos esteve sob a responsabilidade da faculdade Cândido Mendes e foi retomada no governo Sérgio Cabral com o argumento de que seria instalada a sede do INEPAC no prédio;

2 – Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro, na Gávea, Rio de Janeiro, RJ. Pertence ao Estado mas cedido ao Município – fechado há mais 7 anos e só reinauguraram o prédio ANEXO;

3 – Museu do Primeiro Reinado, Casa da Marquesa de Santos, em São Cristóvão, Rio de Janeiro, RJ – fechado;

4 – Museu Carmen Miranda – fechado;

5 – Prédio do ex-Museu do Índio , no Maracanã, Rio de Janeiro, RJ – fechado;

6 – Museu dos Esportes – o museu foi desmontado, não se sabe onde se encontra o acervo;

7 – Museu dos Teatros – fechado;

8 – Museu Laura Alvim (ficava dentro da Casa de Cultura Laura Alvim). Onde está o acervo – fechado;

9 – Museu de Artes e Tradições Populares

10 – Casa de Oliveira Viana – a casa sofre risco de incêndio mas abre para visitação durante a semana;

11 – Antiga sede e capela da Fazenda Colubandê, São Gonçalo, RJ; Casa grande e capela abandonadas e corre riscos de incêndio e invasão;

12 – Palacete na ilha de Brocoió

MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

13 – Prédio do Automóvel Clube do Brasil, no Passeio Público, Rio de Janeiro, RJ (Foi feita restauração só da fachada. O interior está ruindo);

14 – Monumento ao General Osório, Praça XV;

15 – Conjunto arquitetônico do Campo de Santana – Praça da República, em especial os portões e vasos das colunas de entrada e inúmeros postes de época depredados (foram tirados alguns vasos e o florão de um portão, não se sabe porque);

16 – Conjunto arquitetônico do Passeio Público e antigos quiosques – recuperação em andamento, mas inspira cuidados. A área vem sendo alagada por água de esgoto;

17 – Lei/fiscalização de cumprimento de tratamento paisagístico que impeça fios aéreos à frente dos bens/fachadas;

18 – Estações dos bondes de Santa Teresa e todo o sistema do transporte – obra sem qualidade e material em desacordo com o patrimônio histórico – inacabado;

19 – Casa de Banho de D. João, atual Museu da Comlurb, no Caju – fechado;

20 – Chafariz da Pirâmide de mestre Valentim, na Praça XV – necessita de restauro;

21 – Chafariz da rua Riachuelo, poluição visual;

22 – Chafariz de Paulo Fernandes, na rua Frei Caneca – abandonado;

23 – Chafariz do Lagarto, também do mestre Valentim, na rua Frei Caneca – abandonado;

24 – Estátua de João Caetano na porta do Teatro João Caetano, Centro, Rio de Janeiro, RJ; recentemente restaurada e já vandalizada;

25 – Casa da Fazenda Capão do Bispo, Del Castilho, em Rio de Janeiro, RJ; Precisando de restauro urgente, com guarita e vigia;

26 – Fonte dos fundos da Igreja São Francisco de Paula, no Lgo. De São Francisco – uma das fontes mais bonitas da cidade. Quebrada e faltando um pedaço enorme. Não sei como se autoriza um estacionamento no pátio da igreja;

27 – Monumento a Benjamin Constant, na Praça da República – vandalizada. Faltando inúmeros adornos;

28- Museu do Bonde em Santa Teresa, tinha sede ao lado da garagem/oficina de bondes – fechado;

29 – Portão de entrada do Parque Guinle – em avançado processo de deterioração causado por ferrugem e apenas a 200 m do Instituto Pereira Passos (Instituto Rio Patrimônio da Humanidade). Inúmeras peças decorativas do portão já sumiram;

30 – Solar do Barão de São Lourenço, na rua do Riachuelo;

31 – Balaustrada da Glória;

32 – Balaustrada de São Cristóvão;

33 – Coreto de São Cristóvão;

PROPRIEDADE PRIVADA

34 – Palacete São Cornélio, atuar junto aos proprietários – Santa Casa, Rio de Janeiro, RJ;

35 – Museu do Gás – Av. Pres. Vargas, Centro – fechado, não se sabe onde se encontra o acervo;

36 – Hotel Glória: só existe a fachada. Abandonado, as gruas foram retiradas e, segundo informação do segurança, sem perspectiva para o recomeço da obra. É urgente uma vistoria para avaliar risco de desabamento;

37 – Igreja Anglicana, em Santa Teresa: a fachada está em péssima estado de conservação;

38 – Largo do Boticário, conjunto arquitetônico;

39 – Solar dos Abacaxis, no Cosme Velho – privado em estado de abandono e já foi depredado;

40 – Recuperar os postes antigos que ainda estão por toda a cidade, especialmente os da Av. Rio Branco;

41 – Esculturas diversas nas praças estão maltratadas, quebradas;

42 – Escultura representando a Maternidade ou Proteção – está com nariz quebrado e maltratada. Aliás fica em um lugar que ninguém percebe, no aterro do flamengo, quase debaixo do viaduto que vai para a Pinheiro Machado;

43 – Reservatório da Quinta da Boa Vista (1867), em São Cristóvão. Propriedade da CEDAE e Bem Tombado Estadual. Localizado na rua dos Mineiros, nº 81;

44 – Antigo prédio do Dops, na rua da Relação, Centro, Rio de Janeiro, RJ; tem estrutura em risco e documentos abandonados. O prédio foi apenas restaurado na fachada e esquadrias externas;

45 – Estação de trem Barão de Mauá, ramal da Leopoldina, na Av. Francisco Bicalho, São Cristóvão, Rio de Janeiro – RJ;

46 – Manutenção do Chafariz da Gloria, na Glória;

47 – Teto da Igreja de Santa Clara, em Porciúncula – RJ, corre o risco de ruir ou ser trocado – ESTADO;

48 – Monumento Rodoviário, Serra das Araras, via Dutra, RJ;

49 – Igreja Positivista, Rua Benjamin Constant, Glória;

50 – Igreja Nsa. Sra. do Bonfim e Nsa. Sra. Do Paraíso, São Cristóvão (ao lado da Av. Brasil), Rio de Janeiro, RJ. COM RISCO DE DESABAMENTO – já foi invadida;

51 – Estação de trem da família Imperial, São Cristóvão, abandonada há anos;

52 – Monumento a Barão do Rio Branco, na Praça dos Expedicionários;

53 – Obra do pintor de botequins Nilton Bravo. Tombar e proteger;

54 – Registrar, manter atualizado e disponibilizar para consulta os acervos de todos os museus, principalmente os que estão fechados;

55 – Antiga Escola de Eletrotécnica do Rio de Janeiro (Faculdade de Comunicação da UFRJ), no Campo de Santana, esquina de rua Visconde do Rio Branco, Rio de Janeiro, RJ.

56 – Conjunto arquitetônico em Campinho, de 1914 (Município – decreto 24560/2004) – DEMOLIDO;

57 – Estalagem do Campinho, em Campinho (Município – decreto 24560/2004) – DEMOLIDO;

58 – Igreja de Nsa. Sra. da Conceição do Campinho, em Campinho (Município – decreto 24560/2004);

59 – Hangar Tenente Lucena, no Campo dos Afonsos (Município – decreto 18995/2000);

60 – Estação Ferroviária – Vila Militar, em Deodoro (Município – lei 2650/1998);

61 – Matriz Nsa. Sra. da Apresentação, em Irajá (Município – Decreto 12654/1994);

62 – Ciclo Suburbano, em Madureira (Município – Decreto 24560/2004);

63 – Cinema Alfa, em Madureira (Município – Decreto 12654/1994);

64 – Conjunto Arquitetônico dos cinemas Beija-Flor e Madureira, em Madureira (Município – decreto 24560/2004);

65 – Igreja do Santo Sepulcro, em Madureira (Município – decreto 14516/1996);

66 – Grêmio recreativo Escola de Samba Porte, em Madureira (Estrada do Portela: Município – decreto 24102/2004;

67 – Rua Clara Nunes, em Madureira (Município – decreto 3134/2000);

68 – Sobrados Rua Agostinho Barbalho, 217 e 225, em Madureira (Município – decreto 24560/2004);

69 – Escola Municipal Santos Dumont, em Marechal Hermes (Município – decreto 9414/1990);

70 – Estação Ferroviária, de Marechal Hermes (Município – decreto 14741/1996);

71 – Teatro Armando Gonzaga, em Marechal Hermes (Estado – resolução SEC 1504/1989);

72 – Estátua Índia, na Penha (Município – decreto 19011/2000);

73 – Santuário Mariano de Nsa. Sra. da Penha de França, na Penha (Município – decreto 9413/1990);

74 – Reservatório da Penha, na Penha (Estado – tombamento processo 18/001.542/98);

75 – Parque Ary Barroso, na Penha Circular (Estado – decreto 857/1965);

76 – Prédio Cinema Rosário, em Ramos (Município – decreto 16134/1997);

77 – Cinema Guaraci, em Rocha Miranda (Município – decreto 26644/2006);

78 – Cine Vaz Lobo, em Vaz Lobo, tombamento provisório em 2014 pelo município;

79 – Coreto em Vigário Geral (Estado – processo e – 18/300.288/85);

80 – Escola Municipal Grécia, em Vila da Penha (Município – decreto 9414/1990);

81 – Conjunto arquitetônico da antiga Colônia Juliano Moreira, Jacarepaguá, Rio de Janeiro, RJ; aqueduto, igreja, capelinha, coreto e prédios da antiga fazenda e os mais recentes utilizados como pavilhões;

82 – Escola Técnica Estadual Martins Pena – pertencia à FUNARJ – Secretaria Estadual de Cultura;

83 – Remanescente do Aqueduto da Lagoinha ou Rio Comprido, na Estrada Joaquim Mamede e arco na Rua Santa Alexandrina, no Rio Comprido – o arco fica dentro de um terreno com torres da Light;

84 – Marina Pública da Glória, no Parque do Flamengo – cumprir os projetos de concepção da Marina e do parque (paisagismo de Burle Marx);

85 – Monumento ao Marechal Deodoro, no Centro;

86 – Monumento ao Almirante Barroso, no Centro;

87 – Igreja da Santíssima Trindade de Papucaia, Cachoeiras de Macacu, RJ; ereta em 1737, tornando-se sede da freguesia até a sua transferência para a Igreja de Santana de Japuíba em 1854. Depois a igreja entrou em ruínas lentamente. Há alguns anos restavam 3 paredes, agora só restam as paredes laterais da nave;

88 – Igreja Paroquial Nsa. Sra. do Pilar, em Duque de Caxias, RJ; Um patrimônio tombado e que necessita de novas obras de restauro. Esta igreja conta 400 anos de história do Brasil – ESTADO;

89 – Estação Ferroviária da Leopoldina, em Sumidouro, datada de 1884 situada no município de Sumidouro, patrimônio cultural, foi vendida pela prefeitura local, para dar lugar a um Banco Privado, podendo ter sido aproveitado para dar lugar a uma biblioteca municipal, local para exposição de flores, etc..;

90 – Lápides de personagens da história da cidade no Cemitério do Catumbi, no Catumbi;

91 – Estação Ferroviária de Chiador, em Chiador, próximo à Paraíba do Sul – RJ;

92 – Ruínas da antiga Escola Estadual no distrito de Serrinha, Bom Jesus de Itabapoana, RJ;

93 – Antiga estação de Calaboca, em Itaipuaçu, Niterói – fazia parte da extinta Estrada de Ferro Maricá, desativada em 1964;

94 – Estação ferroviária de Japeri, em Japeri, RJ;

95 – Largo da Prainha, Pequena África, na Gamboa – Rio;

96 – Casario histórico das Rua do Teatro, Rua Sete de Setembro, Rua da Carioca e entorno, no Centro do Rio;

97 – Museu da Santa Casa de Misericórdia, Centro do Rio;

98 – Palacete do Visconde de Itamaraty, no Alto da Boa Vista, Rio de Janeiro, RJ;

99 – Fortaleza da Laje, Baía de Guanabara, Rio;

100 – Patrimônio histórico da cidade de Angra dos Reis;

101 – Capela Santana do Basílio, no Basílio, em Rio Bonito. Tombada pelo IPHAN na década de 70. Planta nascendo sobre a torre sineira causando infiltração de água da chuva. Único exemplar da última fase do barroco. Nas laterais o capim está crescendo sobre o telhado e já apresenta rachaduras em franca expansão, que são visíveis;

102 – Capela de São Pedro e Cemitério do Maruí, em Niterói;

103 – Ruínas da Antiga Capela de Nossa Senhora da Conceição, em Niterói;

104 – Casa do antigo comandante do Exército à rua Mascarenhas de Morais – abandonada, em Niterói;

105 – Antigo Mercado Municipal de Niterói;

106 – Museu Antônio Parreiras, em Niterói;

107 – Conjunto arquitetônico da Ilha da Boa Viagem, em Niterói;

108 – Conjunto arquitetônico da Serra da Tiririca e Serra de Calaboca, em Niterói;

109 – Antigo palacete do Barão de São João de Carahy, situado no bairro do Fonseca e onde também existiu o importantíssimo Colégio Brasil, em Niterói;

110 – Ruínas da Fazenda do Engenho Novo, Monjolos, São Gonçalo – Rj;

111 – Preservação do que resta da Quinta da Boa Vista, Devolvendo ao parque as cavalariças que foram transformadas em estacionamento durante a Copa;

112 – Museu Nacional da Boa Vista, na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, RJ;

113 – Chafariz das Saracuras, em Ipanema – criado por Mestre Valentim em 1795 está completamente abandonado… Abandonado tanto quanto a praça;

114 – Museu Rodoviário, em Levy Gasparian. Embora pertencente a massa do extinto DNER, o Museu Rodoviário de Paraibuna, há 21 anos estava sob a responsabilidade “de fato” da Prefeitura local, numa iniciativa louvável do então prefeito Joel Maia, pois o dito museu tinha sido fechado no Governo Collor. Prefeitos anteriores ao atual promoveram algumas poucas medidas pontuais;

115 – Solar da Fazenda Mandiqüera, em Quissamã, RJ;

116 – Preservar o casario histórico e a ambiência do Bairro de Santa Teresa, no Rio;

117 – Usina de Tanguá, em Tanguá. Desapropriar os prédios remanescentes para uso público;

118 – Preservar o centro histórico de Barra do São João, Barra de São João – em total abandono;

119 – Preservar/cumprir a legislação/garantir a preservação dos sítios arqueológicos encontrados em locais de obras públicas, como aconteceu recentemente na Av. Rio Branco;

120 – Conjunto arquitetônico da Estação de Guia do Pacobaíba, Magé, RJ; (Estação Ferroviária de Guia de Pacobaíba e a Reativação da 1ª. Estrada de Ferro do Brasil, Mauá, Magé);

121 – Ruínas da Fazenda São Bernardino, Nova Iguaçu, RJ;

122 – Sanatório de Curicica, Jacarepaguá – obra do arquiteto Sergio Bernardes. Em total abandono;

123 – Estrada de Ferro Príncipe do Grão-Pará, Rio x Petrópolis -Um manifesto online foi criado em 2010 e visa reforçar a importância histórica e cultural dessa estrada e da viabilidade do projeto de sua revitalização, com a implantação do Expresso Imperial. Reativando a ligação ferroviária entre Rio de Janeiro e Petrópolis, seriam gerados grandes benefícios sociais, econômicos e ecológicos, conforme síntese de projeto já encaminhado ao Gabinete Civil da Presidência da República;

124 – Estação Ferroviária Sant´Anna de Maruí, Niterói;

125 – Antiga sede da Fazenda Engenho de Fora, em Jacarepaguá;

126 – Antiga sede da Fazenda Engenho D’ Água, em Jacarepaguá;

127 – Antiga sede da Fazenda do Viegas, em Senador Camará, Rio de Janeiro, RJ;

INCLUSÕES APÓS A AUDIÊNCIA:

128 – Museu do Cinema Brasileiro, projeto do Oscar Niemeyer em Niterói, foi totalmente patrocinado pela Petrobrás. Está fechado após 12 anos para concluir as obras, e sem qualquer previsão de inauguração;

129 – Cocheira do Imperador na Quinta da Boa Vista, São Cristóvão, Rio;

130 – Museu da Imagem e do Som, sede de Copacabana, Rio. Obra paralisada;

131 – Monumento a Juventude, no Maracanã, obra do escultor Haroldo Barroso, localizada no Maracanã, em frente a Uerj. Hoje ele está no pátio em frente ao Sambódromo. Acho que pertence a Prefeitura. Haroldo foi o Coordenador da Oficina de Escultura do Museu do Ingá;

132 – Fazenda Machadinha, em Quissamã, RJ;

133 – Capela de Nsa. Sra. de Mont Serrat, Estrada dos Bandeirantes – Nº 16064 – Vargem Pequena (CONFIRMAR);

134 – Igreja de Santo Elesbão e Santa Efigênia, centro do Rio (CONFIRMAR);

135 – Igreja Nsa. Sra. Mãe dos Homens, na Rua da Alfândega;

136 – Igreja de Nsa. Sra. do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos, na Rua Uruguaiana;

137 – Igreja de São Pedro Apóstolo, no Encantado, Rio de Janeiro, RJ;

138 – Igreja de Nsa. Sra. da Penha, Morro da Providência;

139 – Igreja de Bom Jesus da Coluna, Ilha de Bom Jesus (CONFIRMAR);

140 – Igreja São Joaquim da Grama, Rio Claro, RJ;

141 – Igreja São Francisco Xavier, Itaguaí; >>> TEM PROJETO DE RESTAURO APROVADO

142 – Torre da Igreja Matriz de Nsa. Sra. da Piedade de Igoassú, Vila de Cava, Nova Iguaçu;

143 – Capela Nosso Senhor do Bonfim, Magé, Rio de Janeiro, RJ;

144 – Igreja Matriz de Nsa. Sra. da Piedade de Bongaba, de 1696, Magé, RJ;
(Inhomirim?) onde foi batizado Duque de Caxias;

145 – Capela Nsa. Sra. dos Remédios, Praia da Ribeira, Angra dos Reis;

146 – Igreja de Santana, Ilha Grande, Angra dos Reis;

147 – Igreja do Rosário, Mambucaba, Angra dos Reis;

148 – Convento de São Bernardino de Sena, Angra dos Reis, RJ;
149 – Igreja de Santa Margarida, Cosmos (CONFIRMAR);

150 – Igreja de Nsa. Sra. Da Estrela dos Mares, Magé;

151 – Igreja de São José da Boa Morte, Cachoeiras de Macacu;

152 – Igreja de São José do Mutum, Lagoa, Macaé;

153 – Ruínas da Capela de São Jorge, Petrópolis;

154 – Capela São Benedito, Piraí;

155 – Igreja de São Barnabé, Itaboraí, Rio de Janeiro, RJ;

156 – Ruínas do Convento de São Boaventura, em Itaboraí.

157 – Solar D’el Rey, em Paquetá, Rio de Janeiro, RJ. Fechado desde 2009. Risco de tombamento do telhado;

INCLUÍDOS A PARTIR DA SEGUNDA ENQUETE

158 – Antiga Escola Nacional de Engenharia, Lgo. São Francisco, Rio de Janeiro, RJ;

159 – Antigo prédio da UNE, rua do Catete, Rio de Janeiro, RJ;

160 – Campus Praia Vermelha, Rio de Janeiro, RJ;

161 – Capela e Cemitério do bairro do Cantagalo, sepultura da Condessa, Três Rios, RJ;

162 – Capela São Pedro de Alcântara, no campus da UFRJ, Rio de Janeiro, RJ;

163 – Casa da Princesa Isabel, Petrópolis, Rio de Janeiro, RJ;

164 – Casa de Chiquinha Gonzaga, Rua do Riachuelo, Rio de Janeiro, RJ;

165 – Mirante do Palácio Guanabara, Laranjeiras, Rio;

166 – Cavalariças de Dom Pedro II, na Lapa – Rua Gomes Freire, Rio de Janeiro, RJ;

167 – High Life Club ou Solar da família do Barão do Rio
Negro, Glória, Rio de Janeiro – RJ;

168 – Igreja Matriz de São João Batista, Itaboraí, RJ;

169 – Igreja Nsa. Sra. do Rosário, Morro do Rosário em Paraíba do Sul, RJ;

170 – Mansão Amarela, do Morro do Rosário, em Paraíba do Sul, RJ;

171 – Palacete do Barão de Vassouras, Vassouras, RJ

172 – Restauro do relógio da antiga Catedral do Rio, na rua Sete de Setembro com Primeiro de Março, Rio de Janeiro, RJ;

173 – Casa de Norival de Freitas – Solar Notre Revê, Niterói, RJ;

174 – Demolir ou ordenar os quiosques da orla, preservando a estética tradicional das praias cariocas;

175 – Mirante ou Quiosque das Lendas, Teresópolis;

176 – Mirante da Colina, Teresópolis;

177 – Mirante do Vale do Paraíso, Teresópolis;

INCLUSÕES APÓS LEVANTAMENTO CONFORME ITENS ANTERIORES

178 – Escadaria do Selaron, Santa Teresa – Rio – tombada pelo município do Rio de Janeiro provisoriamente em 2005, até hoje não realizaram um simples inventário, sequer levantamento fotográfico;

179 – Museu do Carnaval, no Sambódromo, junto ao arco da Praça da Apoteose, Rio de Janeiro – RJ;

180 – Museu Nacional da Quinta, São Cristóvão, RJ – RJ;

181 – Conjunto arquitetônico do Parque Lage, necessita de conservação e preservação, Jardim Botânico, Rio de Janeiro – RJ;

182 – Escola Municipal Pedro Bruno, Paquetá, Rio de Janeiro – RJ;

183 – Conjunto habitacional da Rua Salvador de Sá, Estácio, Rio de Janeiro – RJ;

184 – Cemitério dos Pretos Novos, Gamboa; Rio de Janeiro – RJ;

185 – Obras diversas do artista Pedro Bruno, localizadas pela ilha de Paquetá, Rio de Janeiro – RJ;

186 – Capela de Nsa. Sra. De Guadalupe, sec. XVIII, Nova Iguaçú – RJ;

187 – Pavimentação da Estrada do Comércio, principal via de escoamento do café no Brasil Imperial, Nova Iguaçú – RJ;

188 – Varanda do Palácio do Catete, em risco de derrocada, Catete, Rio de Janeiro – RJ;

189 – Aterro do Flamengo (jardins do MAM, do Monumento dos Pracinhas, arboreto…), Centro – Rio de Janeiro – RJ;

190 – Conjunto arquitetônico do Largo do Machado (jardins, mosaico de pedra portuguesa), Rio de Janeiro – RJ

Comentários:

  1. Prezado (a), saudações.

    Estamos numa campanha no Senado Federal pela aprovação de um projeto de recuperação da primeira estrada de ferro do país: a Estrada de Ferro Mauá, tombada pelo IPHAN desde 1954.

    Basta votar no link do Senado:

    https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=100143&voto=favor

    Se puder pedir aos seus amigos e familiares para votarem também agradeceremos.

    Forte abraço.
    Antônio Seixas
    Presidente da Comissão Pró-Memória da OAB-Magé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *