Amo praticamente

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Um diálogo entre Reclamilda e sua netinha de cinco anos no dia da eleição, 07/10/2018.

CrôniCaRioca

Internet

Netinha: Vovó, o que é “Amo praticamente”?

Reclamilda: Não entendi bem, Querida. Você quer dizer que ama praticamente todo mundo, ama todas as pessoas?

Netinha: Não, vovó, não é nada disso. É igual como falam naqueles desenhos que vocês estavam vendo ontem, e ficavam dando um monte de risadas.

Reclamilda: Hummm….. será o que estou pensando?

Netinha: É, aqueles vídeos* que tinham umas palavras que você disse que eu não podia escutar nem repetir, aí tampou a minha orelha, me dando beijinho na bochecha, mas eu ouvi assim mesmo, aquele moço de chapéu e o outro moço com dodói na barriga falaram bobagem, eu bem escutei.

Reclamilda: Ah, sabida! Você está falando da moça de pescoço comprido, que usava óculos e falava um monte de vezes “Democraticamente”?

Netinha: É, vovó! O que é “Democraticamente”?

Reclamilda: “Democraticamente” é assim, quando as pessoas têm ideias diferentes sobre algum assunto, todo mundo pode falar o que acha, e ninguém briga por isso. Um respeita o outro. As pessoas conversam, explicam porque pensam daquele jeito. Cada um fala na sua vez, diz qual é a melhor solução para um problema e porque acha que aquela é a melhor maneira de resolver. Entendeu?

Netinha: Acho que entendi… mais ou menos.

Reclamilda: Então calça logo o tênis porque vamos sair para votar. É tarde, as filas devem estar enormes! Você vai votar comigo e tomar conta do meu telefone celular. Não pode levar celular na hora de votar.

Netinha: Mas, peraí, vovó, o que é “votar”?

Reclamilda: Votar é o seguinte. Vamos escolher quem vai ser o presidente do nosso país, o…

Netinha: Brasil!

Reclamilda: Isso mesmo. Também vamos escolher quem vai governar, quero dizer, tomar conta, sabe? Do lugar onde moramos, o…

Netinha: Rio de Janeiro!

Reclamilda: Isso mesmo.

Netinha: Mas… ainda não entendi o que é votar.

Reclamilda: Lembra o que expliquei sobre dizer as ideias para resolver os problemas? Quem quer ser presidente já disse o que acha e como quer resolver as coisas, melhorar o  Brasil para os brasileiros. Todos aqueles que você viu no desenho querem ser, são os candidatos. Então hoje vamos escolher o que achamos o melhor e votar nele. É isso. Votar é escolher o candidato que quiser, da sua própria cabeça, sem deixar ninguém mandar em você.

Netinha: Agora entendi. E o “Amo praticamente”?

Reclamilda: Democraticamente!

Netinha: É, democraticamente!

Reclamilda: A mesma coisa, é o jeito de escolher. Quando cada pessoa pode escolher quem quer dizemos que a escolha é democrática. Vamos logo, votar, democraticamente!

Netinha:  Vamos, vovó. Só falta uma coisa. Quem vai ganhar?

Reclamilda: Ô, meu amor, vai ganhar o candidato que fizer mais pontos, igual àquele joguinho de que você gosta tanto. Explico melhor: aquele que mais gente escolher. E vem cá me dar um abraço apertado porque eu te amo praticamente, totalmente, integralmente, cada dia mais ainda!

 

Internet

_______________________________

*A netinha referia-se às animações Zumbis em Brasília, desenhos caricatos que fazem crítica feroz a todos os candidatos à presidência do Brasil, ressaltando suas idiossincrasias. Ressalvadas eventuais preferências e colorações político-partidárias, são bem feitos e engraçadíssimos. Estão disponíveis no youtube.com para quem quiser se divertir.

Urbe CaRioca

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *