SIM AO MUSEU DO HOLOCAUSTO, NÃO NO MORRO DO PASMADO

 

Este blog é favorável a que a cidade receba a construção de um Museu do Holocausto, ao tempo que mantém a opinião de que o local escolhido pelo Prefeito do Rio para a homenagem é completamente inadequado: O Morro do Pasmado, local que já foi ocupado por uma favela e hoje abriga um parque e um mirante, de onde se desfrutam as mais belas paisagens cariocas (v. links para os demais artigos sobre o assunto no final desta postagem).

Conforme noticiado pela grande imprensa, começaram as providências para o início das obras, inclusive com a marcação das árvores que serão cortadas.

A AMAB – ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DE BOTAFOGO, que tem a mesma visão, criou um abaixo-assinado para quem quiser se manifestar contrariamente à decisão do alcaide, com foco exclusivo na defesa da paisagem. A seguir, o texto e o link para acesso ao documento.

Urbe CaRioca  

 

Ajude a defender o Parque Municipal do Pasmado. É urgente!!!*

AMAB – ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DE BOTAFOGO criou este abaixo-assinado para pressionar Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro Prefeito Marcelo Crivella.

 

Abaixo-assinado

A área verde do Parque Municipal do Pasmado, com sua linda vista da baía de Guanabara, sua vegetação e seus pássaros, vai ser substituída por um obelisco em memória ao Holocausto. É isso mesmo! A prefeitura cedeu essa área pública para a construção de um prédio particular de grandes proporções com anfiteatro, salas de exposição e um museu, além de um obelisco com 22 metros de altura, que provocarão um dano irreversível na nossa paisagem tombada pela UNESCO.

Esse abaixo assinado tem como finalidade mostrar a inadequação do projeto ao local escolhido. Portanto, não negamos a importância da homenagem, questionamos sim, veementemente, o local da escolha.

A bandeira do Brasil foi retirada. As árvores foram marcadas para serem cortadas.

As obras estão prestes a se iniciar, mas ainda há tempo para salvar o nosso Mirante.

Assine e nos ajude a demonstrar que o local é totalmente inadequado à construção do Memorial do Holocausto.

O projeto foi idealizado para um local térreo e não para o topo de um Mirante com visibilidade nacional e internacional, prejudicando uma das mais belas paisagens do Rio.

O Parecer Técnico do 108/2017/COTEC IPHAN-RJ/IPHAN-RJ descreve o projeto como: “nos parece uma proposta desprovida de coerência com o objetivo de valorização das Paisagens Cariocas reconhecidas como Patrimônio Mundial pela UNESCO”. E conclui: “sugerimos o reestudo completo do projeto ou a transferência do Memorial do Holocausto para outro local”.

Se não houver forte mobilização a paisagem do Rio será mortalmente afetada por esse projeto.

Assine e nos ajude a mostrar que o Memorial do Holocausto não deve ser construído no Mirante do Pasmado!

https://www.galeriadaarquitetura.com.br/Blog/post/mudanca-de-local-do-memorial-as-vitimas-do-holocausto-no-rio-de-janeiro-e-criticada

https://vejario.abril.com.br/cidades/projeto-de-memorial-no-mirante-do-pasmado-causa-polemica/

http://www.caurj.gov.br/tag/memorial-do-holocausto/

https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/crivella-autoriza-construcao-de-memorial-do-holocausto-no-rio-22042018do

_________________________________________________________________________________________

Posts anteriores sobre o assunto:

Morro do Pasmado – Prefeitura insiste em macular a paisagem carioca com obra inadequada

Morro do Pasmado – IPHAN protege a paisagem e nega a construção

Morro do Pasmado e a Paisagem Maculada – Uma polêmica quase internacional

Morro do Pasmado – A paisagem maculada e a opinião de Hildegard Angel

Morro do Pasmado – Triste notícia sobre a paisagem carioca 

Morro do Pasmado – Prefeito insiste em construir monumento que ofende a paisagem carioca

Morro do Pasmado – Indagação sobre o monumento nocivo à paisagem 

Morro do Pasmado – O Sítio relevante e o monumento questionável – Comentários nas Redes

Morro do Pasmado e a Paisagem Maculada – Homenagem e Desprestígio 

Morro do Pasmado – A Favela, o Parque, o Quiosque, o Monumento e a Paisagem Maculada

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *