Morro do Pasmado: Manifestação pela proteção do Parque Público

O Mirante do Pasmado precisa de policiamento, apenas. Não de um museu, jamais de uma construção, nunca um obelisco sobre a Enseada de Botafogo. Os que defendem a obra não querem o Museu do Holocausto, mas, visibilidade.

Ou, o Museu seria bem-vindo em outro local, adequado à paisagem urbana e natural, dentro da área aedificandi da Cidade, não em um Parque Público conquistado pela sociedade há mais de meio século, classificado como área non-aedificandi.

Neste sábado, dia 16 de março, houve um grande ato de protesto, organizado pela Associação de Moradores e Amigos de Botafogo (AMAB), contra a possível e inadequada construção de um Museu do Holocausto no local, escolhido pelo prefeito do Rio para a homenagem, composto por um obelisco com cerca de 20 metros de altura sobre larga base na qual estariam auditório e café/restaurante, além de jardins no seu entorno.

A sucessão de erros e decisões lamentáveis do prefeito, vereadores, IPHAN e Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro demonstra insensibilidade para com a Cidade e sua paisagem, em prol de um grupo respeitável, mas que tem interesse apenas na causa própria, e que os órgãos governamentais não têm coragem de contrariar, oferecendo alternativa adequada e observando os princípios do interesse público.

Por isso, vale repetir à exaustão: Sim ao Museu. Não no Pasmado.

Urbe CaRioca

 

 

AMAB – ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DE BOTAFOGO criou um abaixo-assinado para quem quiser se manifestar contrariamente à decisão do alcaide, com foco exclusivo na defesa da paisagem. Já conta com mais de 9 mil assinaturas.

Abaixo-assinado

Posts anteriores sobre o assunto:

Morro do Pasmado – Prefeitura insiste em macular a paisagem carioca com obra inadequada

Morro do Pasmado – IPHAN protege a paisagem e nega a construção

Morro do Pasmado e a Paisagem Maculada – Uma polêmica quase internacional

Morro do Pasmado – A paisagem maculada e a opinião de Hildegard Angel

Morro do Pasmado – Triste notícia sobre a paisagem carioca 

Morro do Pasmado – Prefeito insiste em construir monumento que ofende a paisagem carioca

Morro do Pasmado – Indagação sobre o monumento nocivo à paisagem 

Morro do Pasmado – O Sítio relevante e o monumento questionável – Comentários nas Redes

Morro do Pasmado e a Paisagem Maculada – Homenagem e Desprestígio 

Morro do Pasmado – A Favela, o Parque, o Quiosque, o Monumento e a Paisagem Maculada

Site da professora e jurista Sonia Rabello – A sociedade em busca do seu Direito

Rio. Pasmado. Cessão ilegal de área pública. Descumprimento frontal à Lei Orgânica da Cidade

Rio: Mirante do Pasmado – um totem de irregularidades… Parte 1: no IPHAN

Rio e o “nosso” Mirante do Pasmado: por que cedê-lo a uma associação privada por 30 anos?

Morro e Mirante do Pasmado no caminho da proteção da Paisagem Cultural Mundial

Poluição visual ameaça Paisagem Cultural Mundial do Rio no Morro/Mirante do Pasmado

O Conselho Consultivo do IPHAN: mais do que simples competências formais. Legitimidade é a questão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *