Ramos, subúrbio carioca, amarga meia década de abandono das obras de “Legado Olímpico”

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

O geógrafo Hugo Costa, incansável e atento observador das carências dos subúrbios cariocas, destaca que neste mês, Ramos, na Zona Norte do Rio de Janeiro,  “comemora”, ou melhor, agoniza, meia década de abandono das obras de “Legado Olímpico” que destruíram a região. “Nada mudou desde 2014”, destaca. Confiram este triste e lamentável cenário.

Urbe CaRioca

Em 2015

Moradores reclamam de passarela inacabada em Ramos, zona norte do Rio. As vias foram parcialmente destruídas por causa das obras do BRT Transcarioca que vai ligar a Ilha do Governador, zona norte do Rio, até a Barra da Tijuca, zona oeste. Apesar do términos das obras, a passarela não foi terminada. Além desta, outras estão em péssimas condições.

Em 2016

A Transcarioca ficou pronta há dois anos, mas ainda há muitos problemas sem solução. A obra, que custou um bilhão e setecentos milhões de reais aos cofres públicos, apresenta falhas em vários trechos.

O Globo – “Entorno da Transcarioca tem falhas urbanísticas e gambiarras”

Passarela para o abismo, praça sem drenagem e falta de mobiliário urbano estão entre os problemas em Ramos

Linha férrea com lixo ao lado da via BRT Transcarioca, onde usuários de drogas ocupam pista de skate; sistemas de transporte recebem tratamento diferente do governo BÁRBARA LOPES/AGÊNCIA O GLOBO

RIO — Entregue em 2014, a Transcarioca liga a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, passando por 27 bairros. O traçado que saiu do papel foi uma ampliação das obras previstas no Dossiê de Candidatura do Rio para os Jogos Olímpicos, que continha a promessa de ligar o bairro da Zona Oeste apenas até a Penha. As intervenções feitas na cidade para a construção do corredor exclusivo de BRT entre a Penha e o Tom Jobim, a etapa 2 do projeto, não mereceram o devido cuidado dispensado à região que abriga o Parque Olímpico. E o bairro de Ramos, assim como os seus moradores, se ressentem disto.  (Leia mais)

Em 2018

Em Ramos, obra de uma praça está abandonada há quatro anos

Moradores de Ramos reclamam de falta de área de lazer e de passarela inacabada

Eles dizem que os problemas começaram com as obras do corredor do Transcarioca do BRT.

Em 2019

Ramos sofre com rastro de problemas

Moradores reclamam do abandono deixado no bairro após conclusão de obra da Transcarioca – Luciano Belford / Agência O Dia

Rio – Reduto do samba e do chorinho, Ramos, na Zona Norte do Rio, é um dos bairros cariocas mais tradicionais. Uma região que tem muita história e uma lista de problemas, principalmente os herdados após a construção da Transcarioca. Passarelas inacabadas, falta de lazer e alagamentos são algumas das reclamações de moradores. (Leia mais)

Hugo Costa diz ainda que a “única resposta que foi publicada, que nada responde até hoje, expirado em muito os 10 dias de prazo que consta na reportagem foi a publicada no jornal “O Globo”:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *