Metrô: Linhas Cruzadas

Há algum tempo, este Urbe CaRioca não traz à tona novas questões relativas ao metrô do Rio, aquele que chamamos de “metrô tripa”. Em muitas ocasiões, nosso site repetiu à exaustão que o alardeado projeto da Linha 4 do Metrô – obra apresentada também como ‘legado olímpico’ – é, na verdade, a extensão da Linha 1 pelos bairros de Ipanema e Leblon até a Gávea.

Na verdade, a Linha 4 deveria ligar o Centro à Gávea via Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico e Gávea e, a partir da Estação Gávea, seguir em direção à Barra da Tijuca, conforme o traçado da Linha 4 verdadeira, o que teria trazido inúmeros benefícios para a mobilidade urbana da Cidade do Rio de Janeiro, compreendendo um legado real para os cariocas.

Hoje, entretanto, temos a situação da Estação Gávea sem conclusão – com as obras paradas desde o primeiro semestre de 2015  – apresentando “a existência de risco de estruturas ruírem e colocarem em perigo vidas e a estrutura de prédios” do entorno da estação”.

Além disso, vale destacar que a plataforma fantasma da Linha 2, na Carioca, permanece desativada e o prolongamento da Linha 2, importante para o sistema e para a população, sequer é mencionada pelas gestões mais recentes.

Mais uma vez, a atenta página “O Metrô que o Rio precisa” alerta sobre uma nova “gambiarra” à vista, conforme explicado no texto abaixo.

Urbe CaRioca

Fonte: Metrô que o Rio precisa

Alguém aí percebeu que o metrô estava se arrastando hoje? (Mais que o normal). Acontece que a Metrô Rio está testando levar a Linha 2 até a estação General Osório 1 (aquela antiga, inaugurada em 2009 aos custo de R$ 400 milhões e está fechada desde a inauguração da atual General Osório, há três anos)

Os trens de Linha 2 que costumam retornar em Botafogo, estavam desembarcando os passageiros nessa estação e seguindo vazios até Ipanema. Porém ao cruzarem o trecho Cantagalo – General Osório 1, impedem a passagem dos trens vindos da Barra (pela General Osório 2) devido a um cruzamento em mesmo nível implementado ali, alguns trens estavam pegando o “tráfego a frente” devido a mais esse advento de um uso errado da tecnologia e também do nosso dinheiro.

É mais uma uma gambiarra a vista. No desenho abaixo, tento dar uma explicada de como irá funcionar esse esquema operacional. E como era pra ser?

No projeto original do metrô, a Linha 2 jamais entraria na Linha 1. Seguiria da Pavuna para a Praça XV passando na Estácio e Carioca (onde existe uma estação embaixo da atual já pronta), com trens de 8 carros ( não os atuais 6 carros) e a cada 100 segundos (não os mais de 5 minutos atuais).

Ainda não existe uma data definida para a Linha 2 ir até General Osório, porém os testes estão sendo postos em prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *