A Roda-Gigante finalmente chega à Zona Portuária do Rio!

No primeiro fim de semana de funcionamento da Rio Star, a maior roda-gigante da América Latina, centenas de pessoas fizeram filas para desfrutar o passeio no brinquedo de 88 metros de altura na Praça Muhammad Ali, na Zona Portuária do Rio.

O equipamento, que  chama a atenção de quem passa pela Via Binário e pelas ruas da região, confirma que será uma grande atração turística, ocupando uma área de 2560 m²  e com expectativa de receber um milhão de pessoas todos os anos.

Outro destino – O empreendimento, entretanto, em 2014, tinha como destino a Enseada de Botafogo, na Zona Sul, próximo ao Morro do Pasmado. Porém, a Associação de Moradores e Amigos de Botafogo – AMAB, incansável na defesa do bairro, e contrária à instalação naquele local, fez campanha a respeito nas redes sociais, obtendo grande apoio.

Na época, este site Urbe CaRioca também criticou a pretensão inicial e sugeriu a escolha de outra região, a ser requalificada e animada pela presença de um novo entretenimento. Entre as sugestões estavam algum bairro da Zona Norte e a Zona Portuária, conforme várias postagens publicadas (confira abaixo).

Veto do Conselho –  E meio à polêmica, o Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro, finalmente, vetou a ideia. Tanto quanto o Urbe CaRioca, técnicos do órgão da Prefeitura consideraram que o equipamento “causaria impacto visual na paisagem”. O parecer sugeriu que a roda panorâmica fosse levada para a Zona Norte.

Agora, o novo local permite melhor acessibilidade aos moradores das mais diversas regiões, inclusive da Região Metropolitana, pela centralidade e transporte público favorável, com a promessa de contribuir para o sonhado projeto de revitalização da Zona Portuária seguir adiante.

Que seja bom para a cidade!

Postagens sobre o tema:

A roda-gigante e o pé de feijão, de Carla Crocchi

A roda-gigante , a Marina da Glória e as Paineiras

A roda-gigante dá voltas, volta …e quer parar de rolar no bairro do Flamengo

A roda-gigante rodou: bravo Conselho de Patrimônio Cultural

Onde a roda-gigante deve ser instalada?

Roda-gigante na Enseada de Botafogo é vetada

Roda-gigante na Praia de Botafogo

Veja ainda matéria publicada no jornal O Globo sobre o primeiro fim de semana da Rio Star.

Urbe CaRioca

 

Multidão toma conta da Zona Portuária para andar na roda-gigante

Centenas de pessoas ficaram na fila antes mesmo de o brinquedo abrir. Passeio dura quase 20 minutos

Danilo Perelló e Gilberto Porcidonio
O Globo – 09 de dezembro de 2019 – Link original

Primeiro domingo de dezembro com sol atrai milhares de pessoas para conhecer a nova estrela do Rio Foto: Ana Branco / Agência O Globo

Uma multidão tomou a Zona Portuária no primeiro fim de semana de funcionamento da Rio Star, a maior roda-gigante da América Latina, inaugurada na sexta-feira. Havia de tudo: gente que tinha comprado com antecedência ingressos para a nova atração carioca, “engarrafamento” de carrinhos de pipoca e milho-cozido, músicos fazendo apresentações ao ar livre e uma boa turma de curiosos, disposta apenas a curtir o sol e ver as cabines subirem e descerem. Ontem de manhã, cerca de 300 pessoas faziam fila antes mesmo de o brinquedo de 88 metros de altura começar a girar na Praça Muhammad Ali, a mesma do AquaRio.

— Comprei os ingressos na terça-feira, e a previsão não era de tempo aberto. Demos sorte de aproveitar um domingo tão bonito — comemorou o advogado Thales Eduardo Nóbrega, que foi com a mulher e as enteadas fazer o passeio de quase 20 minutos na roda-gigante.
Embora cada cabine possa receber oito passageiros, a roda-gigante, em seu fim de semana de estreia, funcionou com capacidade reduzida: de forma alternada, uma fazia a rotação com dois; a outra, com seis. Isso acabou gerando uma longa espera para o embarque. A expectativa é que, em duas semanas, o equipamento esteja girando a todo vapor. Segundo a organização, dez mil ingressos já foram vendidos. Os tíquetes custam R$ 70 e podem ser comprados pela internet (riostar.tur.br) ou na bilheteria. Porém, até o dia 19, está com valor promocional de R$ 49, que será mantido para moradores do Rio — basta apresentar um comprovante de residência.
No embarque e no desembarque, funcionários pedem para que os passageiros equilibrem o peso dentro da cabine. No caso de duas pessoas que queiram fazer o passeio sozinhas, uma deve ficar sentada de frente para a outra.

— Confesso que fiquei com um pouco de medo da altura. Mas a vista compensa — pontuou estudante de Psicologia Juliana Rocha, que dividiu a cabine com a irmã, Mariana.

Do topo da roda-gigante, é possível ver pontos emblemáticos da cidade, como o Cristo Redentor, a Baía de Guanabara, o Museu do Amanhã, o Morro da Providência, a Central do Brasil, o Pão de Açúcar, a Ponte Rio-Niterói e a Igreja da Penha.

No sábado, no entorno da roda-gigante, havia um “paredão” de pipoqueiros, vendedores de brinquedos e artistas de rua. A atriz Rayse Thaynare resolveu ir até o local para ganhar a atenção da criançada. Caracterizada como a personagem Elsa, de “Frozen”, ela, que mora em São Cristóvão, aproveitou a tarde de sábado para “livre estar” no novo point.

Movimento no entorno

Morador do Estácio, o estudante Renan Candido ficou impressionado com o tamanho da roda em meio aos prédios históricos. No sábado, ele não conseguiu comprar o ingresso a tempo (o equipamento fecha às 18h), mas curtiu o movimento.

— Aqui sempre foi uma área meio abandonada da cidade, sem opções de lazer. Agora está agradável e segura — disse Renan.

E a Rio Star não tem bombado apenas na Zona Portuária. No Instagram, a hashtag #RioStar já foi compartilhada com cerca de 3 mil fotos, publicadas por pessoas que foram curtir a atração e o entorno. Entre elas estavam o analista de sistemas Jean Marx e sua mulher, a farmacêutica Juliana do Amaral, que moram em Caxias e fizeram seus registros tendo a gigante como pano de fundo.

— Andamos na roda e foi ótimo. E aqui embaixo não nos sentimos em perigo na hora de pegar o celular para tirar mais fotos — afirmou Juliana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *