A SEMANA – 18/03/2013 A 22/03/2013


Ou seja, o dono do hotel quer fazer um anexo ao prédio, no Parque Público, como se o lugar fosse sua propriedade, o seu quintal!

Andréa Redondo em ‘MAIS MARINA: A PROPAGANDA QUE ENGANA=&1=& =&2=& =&2=&
JORNAL O GLOBO – CAPA DO CADERNO ESPECIAL NO 448º ANIVERSÁRIO DE
FUNDAÇÃO DA CIDADE DE SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO, 01/03/2013
=&2=& =&2=& =&6=& =&7=&

Os posts imediatamente anteriores dos quais o mais lido foi MARINA DA GLÓRIA: CENTRO DE CONVENÇÕES E SHOPPING – DUAS OPINIÕES. A polêmica sobre a Marina Pública do Rio prosseguiu na mídia e nas redes sociais. Este blog publicou =&9=&. , que teve ótima receptividade. O famigerado Campo de Golfe começou a ser construído. E a comemoração pelas 40 mil visualizações em menos de um ano de vida. 

Enquanto O Elefante caminha e o ‘road-show continua, o abaixo-assinado de repúdio ao projeto de empreendimento comercial para a Marina já foi divulgado em outros Estados e tem recebido muitas adesões. No mais, dos dez posts mais populares dos últimos trinta dias, cinco foram sobre a marina.
Boa leitura!
Blog Urbe CaRioca




Segunda, 18/03/2013

A SEMANA – 11/03/2013 A 15/03/2013


Publicações da semana que passou e textos mais lidos.

É doutrinação para que os olhares se dirijam às Formigas enquanto o Elefante caminha devagar e discretamente.  É fazer aflorar a vaidade dos que detém o poder no momento, chamados a opinar, por conveniência. E cultivar essa vaidade até obter a aprovação final. Trecho de‘Os Mistérios Não Interessam


O ‘ROAD-SHOW’ CONTINUA. DOMINGO, ORLA DO RIO DE JANEIRO: PROPAGANDA SOBRE DUAS RODAS. Onde se lê: ‘UMA NOVA MARINA…” Leia-se: SHOPPING COM 50 LOJAS E CENTRO DE CONVENÇÕES.

Foto: Urbe CaRioca, 17/03/2013


=&2=&

MARINA DA GLÓRIA: CENTRO DE CONVENÇÕES E SHOPPING – DUAS OPINIÕES

“Ciente de que o uso pretendido não é permitido no local, após a inexplicável liberação pelo IPHAN o interessado iniciou o processo de sedução via propaganda: liberou o projeto para a imprensa, e esta para leitores e espectadores; expôs a maquete no Parque; convidou instituições, vários profissionais e políticos, ditos ‘formadores de opinião’, para apresentar-lhes a proposta. Doutrina os incautos para desviar os olhares do cerne da questão e dirígi-los aos detalhes: chama a opinar, por conveniência, os que detêm o poder no momento, para fazer aflorar a vaidade e cultivá-la até obter a aprovação final”. =&0=&

MARINA DA GLÓRIA – OS MISTÉRIOS NÃO INTERESSAM


O assunto da Marina Pública do Rio, situada no Parque do Flamengo, tem sido tratado por este Blog. Segue em evidência.



GOVERNADOR CARLOS LACERDA ESPANTADO COM O ELEFANTE QUE ATERRISSA NA MARINA DA GLÓRIA
Arte livre sobre imagem do Jornal O Globo publicada no caderno especial do dia 01/03/2013, aniversário de fundação do Rio.


O post MARINA DA GLÓRIA, O PROJETO IMPOSSÍVEL, publicado na última sexta-feira, dia do aniversário da Mui Leal e Heroica Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro repercutiu nas redes sociais. Foi o quarto da série iniciada com AI! QUE A MARINA VOLTOU, prosseguiu com MARINA DA GLÓRIA, 2 -ENTREVISTA AO BLOG ELIOMAR, seguido de EXTRA, EXTRA! – AI! QUE A MARINA DA GLÓRIAFOI APROVADA! SERÁ MESMO?
O PROJETO IMPOSSÍVEL resumiu as análises anteriores e apontou a essência do caso: o uso pretendido de Centro de Convenções e Shopping é vedado pelas normas urbanísticas e pelos critérios que nortearam tombamento do bem cultural ímpar que é o Parque do Flamengo.

A afirmação da empresa que apresentaria o projeto tão logo aprovado confirmou-se. Após a espantosa aprovação dada pelo órgão federal de tutela do patrimônio histórico e cultural, notícia publicada no último sábado pela imprensa (Desvendados os Mistérios…) informou-nos, finalmente, algumas características do projeto.

A revelação do misterioso projeto tem por objetivo provocar a discussão sobre sua qualidade, se feio ou bonito, arrojado ou conservador, adequado ou inadequado. No caso, não interessa. O que deve ser levado em conta é a sua natureza. Sendo proibidos os usos de shopping e Centro de Convenções não há o que discutir ou apreciar. Mesmo com o apoio do Prefeito, do IPHAN e da imprensa. É perda de tempo.

Mas, os interessados na construção – Prefeitura e empresa concessionária, conforme consta no parecer do órgão federal -, têm tempo.

Após o sinal verde do IPHAN, o concessionário da Marina deu início ao processo de “road show” da sedução através da propaganda: liberou o projeto para a imprensa que se encarregou de divulgá-lo para o público leitor e a

audiência da televisão Leia mais

MARINA DA GLÓRIA, O PROJETO IMPOSSÍVEL

Primeiro de março de 2013, data do 448º aniversário de fundação da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro
Flickr


“Quando examinar um projeto cuidado para o elefante não passar!
Depois não adianta preocupar-se com as formigas”.


Ensinamentos de Diretor do antigo
Departamento de Edificações – DED -, Anos 1980.


A nota que circulou na internet segundo a qual o IPHAN de Brasília aprovara projeto para a construção de Shopping e Centro de Convenções da empresa EBX – controlada pelo empresário Eike Batista -, para a área pública onde funciona a Marina Pública do Rio de Janeiro, foi confirmada pelo jornal O Globo com extensa e detalhada matéria a respeito. Segundo a reportagem a assessoria do IPHAN declarou que as intervenções não ferem a paisagem cultural do Rio (?!).

O jornal O Dia teve acesso à planta esquemática do empreendimento e apontou, entre outras questões, que o desenho não prevê local para os barcos que ficam em terra – o dique seco -, e esclarece o que disse a assessoria do empresário: “o projeto de revitalização da Marina da Glória contempla melhorias e será apresentado tão logo aprovado”.

Quanto a ferir a paisagem, é incrível que o órgão federal de patrimônio histórico e cultural tenha se limitado a analisar este aspecto. Do ponto de vista urbanístico há muito mais a ser visto: por exemplo, se as normas vigentes permitem instalar uma nova atividade no Parque do Flamengo fora do padrão das poucas e esparsas construções excepcionais, que foram estipuladas no projeto original para atrair frequentadores ao parque, garantir sua animação, e manter sua característica de ser um espaço absolutamente democrático.
Se o competente órgão federal não considerar apenas um ponto da questão, isto é, medidas e inserção na paisagem, e ignorar a atividade comercial, demonstrará que muitas outras construções poderão ser erguidas no Parque com os usos e atividades de toda a ordem; afinal, em espaço tão gigantesco e generoso será fácil encontrar soluções arquitetônicas que se encaixem na paisagem discretamente ao longo de seus 1.200.000m². Bons profissionais não faltarão! E, por isonomia, o que é permitido a um empresário perante o Poder Público, deve ser possível para qualquer cidadão!

Não, a exceção não é possível porque o terreno da Marina fica fora do tecido urbano edificável nos bairros cariocas, dos terrenos próprios para construir e investir, não pertence às áreas da cidade destinadas a atividades comerciais de grande porte. A empresa foi…


Criada em 2008 para identificar oportunidades de negócios no segmento imobiliário, a REX, empresa do segmento imobiliário do Grupo EBX, entrou em operação em 2011 com dois focos de atuação: desenvolvimento de projetos urbanísticos e investimentos em ativos imobiliários para renda“. Leia mais

EXTRA, EXTRA! – AI! QUE A MARINA DA GLÓRIA FOI APROVADA! SERÁ MESMO?

Imagem: Alex Uchoa
A página na rede social Facebook denominada PRESERVAÇÃO DE PRÉDIOS HISTÓRICOS Pmrj informou há pouco que o IPHAN de Brasília fez pré-aprovação do projeto da empresa EBX – leia-se: o empresário Eike Batista –  para a área pública onde funciona a Marina da Glória, no Rio de Janeiro.

Caso a notícia seja verdadeira, trata-se de mais um desmando sobre o uso do solo urbano na Cidade do Rio de Janeiro, que macula o nome do órgão federal de proteção do patrimônio histórico e cultural do Brasil, sob o inexplicável silêncio dos seus pares nas esferas estadual e municipal, pelo menos até agora.



Na imagem encontrada em busca na internet,
uma curiosidade: além das flechas que ferem
São Sebastião, o alfinete sobre o mapa
antigo do Rio ‘espeta’ – e, portanto, fere – ,
exatamente a área da Marina da Glória.

Blog Rio que Mora no Mar

A página divulgou o seguinte texto:



Informo às pessoas de bom-senso, todas, certamente, admiradoras da beleza do tombado Parque do Flamengo, que o Iphan de Brasília, lamentavelmente, acaba de fazer a pré-aprovação do projeto da EBX para modificação da Marina da Glória.

O que causa espécie, é que o projeto havia sido rejeitado no Iphan Rio. A EBX levou o projeto ao Iphan Brasília e até agora logrou êxito.

Em respeito à beleza do mal-cuidado, mas ainda assim, belíssimo Parque do Flamengo, os conselheiros do Iphan Brasília não devem homologar absurdo projeto.

A implantação do projeto, como já demonstrado anteriormente, vai contribuir consideralvente para a degradação do Parque, cuja concepção paisagística é de autoria de Burle Marx”.



Muito já foi dito e explicado neste espaço – o blog – sobre o assunto, em especial nos posts AI! QUE A MARINADA GLÓRIA VOLTOU, MARINA DA GLÓRIA: Entrevista ao Blog Eliomar, e ontem, no texto AI! QUE TERRA ENCANTADA É O RIO! Leia mais

AI! QUE TERRA ENCANTADA É O RIO!

RBP Designer – Flirck
Notinha discreta publicada no Jornal O Globo nos informa que o empresário Eike Batista e um grupo de fundos de pensão devem participar “do projeto de construção de um novo bairro onde funcionou o natimorto parque Terra Encantada, na Barra, no Rio”. =&0=&