Crescimento de árvore em edificação preservada no Centro do Rio

26 de janeiro de 2020 –Marcos Moraes de Sá

Assunto: Crescimento de uma árvore em edificação preservada no Centro do Rio

O arquiteto Marcos Moraes de Sá, atento observador da Cidade do Rio de Janeiro, analisa em detalhes o crescimento de uma árvore em edificação preservada situado na Travessa do Tinoco, no Centro do Rio.

“Primeira inadequação; fez-se uma jardineira colada à fachada. Duplo erro, pois trata-se de uma fachada preservada.

Segunda inadequação; nasceu uma Leucena no canteiro, uma espécie invasora agressiva. Por desconhecimento, deixaram que ela crescesse.

Terceira inadequação; maravilhados com a árvore que nasceu junto à edificação, não só a deixam crescer, como a conduzem e amparam.

Além de inadequado ao patrimônio pelos problemas de danos e também pela questão estética, é inadequado do ponto de vista ambiental.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *