O ACORDO ENTRE A PREFEITURA E A RIO ÔNIBUS, E O TRANSPORTE PÚBLICO NA URBE CARIOCA

Foi assinado na última semana um acordo entre a Prefeitura do Rio e as empresas de ônibus que circulam na capital do estado. O objetivo apresentado do entendimento é recuperar o sistema rodoviário na cidade, aumentando a circulação de veículos, sem acréscimo no preço na passagem.

Sobre a questão, recebemos a manifestação do engenheiro, Coordenador do Fórum de Mobilidade Urbana RJ, Membro dos Conselhos Estadual e Municipal de Transportes, Licinio M. Rogério, sobre o acordo entre a Prefeitura e a Rio Ônibus – sindicato das empresas de ônibus da Cidade do Rio, afiliado à Fetranspor – na qual destaca a importância da participação da Sociedade Civil desses novos tempos, começando “agora, com a definição das linhas que serão restauradas e do aumento dos carros nas linhas que operam com poucos veículos”. Leia mais

Fim de caso : Justiça determina que tombamento do Capanema impede sua venda a particulares

A Justiça Federal decidiu que o edifício Palácio Gustavo Capanema, no Centro do Rio, não pode ser vendido a particulares. Ícone da arquitetura moderna, o prédio de 16 andares integrava uma lista de imóveis que o governo federal pretende vender à iniciativa privada. Entretanto, a Justiça considerou que o tombamento impede a venda, sob pena de multa em caso de descumprimento da decisão.

Urbe CaRioca Leia mais

O rapto do Rio Carioca, de Roberto Anderson

Neste artigo, publicado originalmente no Diário do Rio, o arquiteto Roberto Anderson aborda as transformações que o Rio Carioca sofreu ao longo do tempo, destacando a sua importância como alvo ideal para dar início à grande jornada de recuperação dos nossos rios. “Ele não pode continuar sendo misturado ao esgoto e jogado em alto mar. Os cariocas querem o seu rio de volta”, afirma. Leia mais

Notícias sobre o projeto para o Palacete Modesto Leal

Há alguns dias publicamos o post “Associações de moradores de Laranjeiras promovem abaixo-assinado pelo tombamento definitivo da Chácara Modesto Leal”. Na ocasião não obtivemos informações sobre a proposta para construção de um condomínio no terreno onde se situa o belo palacete chamado Modesto Leal, em Laranjeiras.

Neste sábado,  a empresa responsável pelo futuro empreendimento divulgou informe de página inteira no jornal O Globo com texto explicativo e um desenho do terreno com os respectivos setores e usos planejados. Leia mais

Diário do Rio: Bancas de jornal do Rio deverão ser alinhadas e cumprir normas

Publicado no Diário Oficial do Município desta quinta-feira, decreto que determina que, a partir de agora, as bancas de jornal situadas nas calçadas do Rio de Janeiro deverão estar posicionadas de modo que alinhem suas respectivas partes traseiras aos logradouros ou edificações onde estão, em contiguidade com o limite interno do meio-fio ou com a extensão do elemento construído. Os jornaleiros terão até 90 dias para a adequação. Leia mais

Inspirado em Malibu, posto “trambolho” invade a orla de Copacabana

O protótipo de uma cabine de salvamento dos bombeiros, inspirado na série televisiva americana da década de 90, “SOS Malibu”, está sendo montado nas areias de Copacabana, em frente ao Hotel Othon Palace.

Influenciado pelas icônicas torres de salva-vidas projetadas pelo arquiteto William Lane, o “trambolho” deverá entrar em fase de testes, podendo ser, pasmem, efetivamente utilizado após um período de avaliação. Leia mais

Associações de moradores de Laranjeiras promovem abaixo-assinado pelo tombamento definitivo da Chácara Modesto Leal

Associações de moradores de Laranjeiras reunirão assinaturas nesta segunda-feira, dia 9 de maio, das 10h às 17h, na praça da General Glicério, em apoio ao projeto do deputado Carlos Minc. O parlamentar apresentou no início do mês de abril, na Assembleia Legistlativa do Rio de Janeiro (Alerj), projeto de tombamento ambiental e cultural da chácara Modesto Leal e do anexo onde foi instalado o primeiro Instituto Pasteur do mundo. Leia mais

Os “trigêmeos do Flamengo”, por Rafael Bokor

Recentemente, a página Rio Casas e Prédios Antigos, criada por Rafael Bokor, jornalista, escritor e guia de Turismo, publicou um post sobre o conjunto de edifícios Anchieta, Barth e Nóbrega, os “Trigêmeos do Flamengo”, uma construção do estilo art déco inaugurada em 1943. Esses prédios foram objeto da CrôniCaRioca “Quando eu era criança, 2019 – Beco do Tamandaré, em outubro de 2019. O primeiro fechamento dos espaços foi com um muro vazado, também divulgado pela página Leia mais

Grama sintética versus árvores de verdade: prioridades versus gastos públicos

No artigo abaixo, o arquiteto Roberto Rocha, integrante do Conselho Municipal de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro (Consemac) e do Grupo Ação Ecológica (GAE), aponta uma contradição entre as prioridades da Prefeitura do Rio em relação às questões ambientais e climáticas.

No final do último mês, foi publicada no Diário Oficial do Município a chamada da Fundação Parques e Jardins para licitação para a “Implantação e recuperação de campos de grama sintéticas de áreas de lazer” no valor aproximado de R$ 22 milhões ! Leia mais

Decreto municipal proíbe caixas de som em praias do Rio de Janeiro

Nesta terça-feira, dia 26, mesmo dia em que a Prefeitura do Rio publicou no Diário Oficial, o decreto que veda o uso de equipamentos de som, incluindo os de pequeno porte e potência, para fins de apresentação de artistas de rua na Praça São Salvador, em Laranjeiras, e em suas redondezas, foi também publicado o decreto que proíbe o uso de caixas de som nas faixas de areia das praias da Cidade, bem como o uso dos amplificadores sonoros também em unidades de conservação de proteção integral do município. Leia mais

Prefeitura do Rio proíbe uso de caixas de som na Praça São Salvador, em Laranjeiras

Há muitos anos, a movimentação que transformou a rotina e sobretudo as madrugadas da vizinhança da Praça São Salvador é alvo de reclamações de moradores da região. Tanto, que desde 2013 a página no Facebook Praça São Salvador  reúne fotos e relatos dos distúrbios. Um perfil no Youtube contém ainda vídeos das festas que se desenrolam até altas horas da madrugada.

Após várias polêmicas ao longo de todo esse tempo, a Prefeitura do Rio publicou nesta terça-feira, dia 26, no Diário Oficial, decreto que veda o uso de equipamentos de som, incluindo os de pequeno porte e potência, para fins de apresentação de artistas de rua no local e em suas redondezas. Leia mais