O Apanhador de Lembranças nos Campos do Crepúsculo, de Francisco Fonseca

CrônicaCaRioca

Em mais uma crônica recheada de singularidades, o arquiteto Francisco Fonseca detalha lembranças de sua infância passada em São Luís – capital do Estado do Maranhão -,  e  rememora as andanças com o seu avô, em um misto colorido pelo encantos dos passeios e os sentimentos de aventura desenhados pela imaginação e a curiosidade de uma criança atenta a tudo e a todos. “À medida que o futuro se encurta, o passado vai se tornando cada vez mais presente. Talvez a consciência da nossa finitude, mais palpável à medida que o tempo passa, seja a responsável pela necessidade de ficarmos recolhendo reminiscências, como quem começa a organizar a bagagem, mesmo apostando que a viagem não será pra já”, destaca o autor. Leia mais

Prefeitura do Rio analisa descontos de IPTU

Reportagem publicada no jornal O Globo informa que a Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento (SMFP) está fazendo um pente-fino nos cadastros de cerca de 2,7 mil imóveis que tiveram isenções ou abatimentos previstos em leis. Entre eles está  o antigo Hotel Glória, ícone da arquitetura neoclássica da Cidade e fechado desde 2013 como reflexo de problemas financeiros do ex-proprietário, o empresário Eike Batista.  Segundo a reportagem o imóvel deixou de recolher pelo menos R$ 1,9 milhão de IPTU em 2019 e 2020 por falhas no cadastro da Prefeitura. O prédio era beneficiado por um desconto de 40%, aplicável somente para estabelecimentos que hospedem visitantes, como forma de estimular a atividade. Leia mais

Lagoon, na Lagoa, outra vez destino incerto

A Justiça do Rio decidiu pela reintegração de posse do espaço Lagoon, na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio, conforme noticiado na coluna de Ancelmo Gois, no jornal O Globo. Em janeiro de 2020, o governo notificou a concessionária de que não havia interesse na renovação do termo de permissão de uso do imóvel na Avenida Borges de Medeiros.

Em agosto deste ano, a Justiça negou o pedido de recurso da empresa para impedir a reintegração do espaço Lagoon. Segundo a decisão, a concessionária responsável pela gestão do local não conseguiu explorar com êxito o espaço, o que provocou prejuízo econômico. A Justiça determinou um prazo de 90 dias para que a empresa desocupe o imóvel, cedido pela Prefeitura do Rio para a exploração de espaço gastronômico e cultural na cidade. Leia mais

Prefeitura do Rio lança Painel de Monitoramento do Plano Urbano Reviver Centro

A Prefeitura do Rio lançou na última sexta-feira, dia 8, em evento conjunto com a Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio de Janeiro (Sinduscon-Rio), o Painel de Monitoramento 3D do Plano Urbano Reviver Centro.

Hospedado no site Reviver.Rio, o painel de monitoramento permitirá a qualquer carioca acompanhar a evolução do projeto urbano, uma vez que será atualizado periodicamente com informações sobre os empreendimentos residenciais e mistos que forem licenciados dentro do escopo da nova legislação do Reviver Centro. Em versão beta desde o mês de julho, o painel foi colocado no ar há três semanas e já apresenta as duas primeiras licenças concedidas e um licenciamento já em andamento, desde que o conjunto de leis entrou em vigor. Leia mais

Campo Grande: Viva a Festa da Laranja !

Há alguns anos, o blog Urbe CaRioca tem convidado os interessados a relatarem suas experiências e visões sobre os muitos bairros do Rio de Janeiro, histórias antigas e atuais, trazendo registros para serem compartilhados com os leitores. E, entre esses, registram-se as memórias e o conhecimento da professora e socióloga Cleia Schiavo – que já nos brindou com diversos artigos que nos remetem ao “Sertão Carioca”, como era conhecida a Zona Oeste da nossa cidade até à primeira metade dos anos 1900. E, em “De mar a mar, modernidade e tradição: Cidade e campo no Rio de Janeiro”,  a autora destaca : Leia mais

Audiência pública debaterá as mudanças urbanísticas no Cosme Velho

Nesta quinta-feira, dia 7 de outubro, às 18h30, a Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal Rio realizará audiência pública para debater as mudanças urbanísticas no Cosme Velho e seus impactos no meio ambiente. A reunião será em ambiente virtual e transmitida pelo YouTube da Rio TV Câmara.

Entre os os assuntos que serão discutidos na reunião estão:

– Situação da APA Cosme Velho, instituída pela Lei nº1.784 de 1991.
– Licenciamentos e projetos para o Largo do Boticário.
– Impactos previstos pela aprovação do Projeto de Lei 136/2019 para a área.
– Proposta de mudança de zoneamento prevista para o próximo Plano Diretor. Leia mais

Audiência Pública sobre o Antigo Canecão

Nesta quinta-feira, dia 7 de outubro, das 10h30 às 14h, será realizada uma audiência pública na Câmara de Vereadores do Rio sobre o Projeto de Lei Complementar do prefeito Eduardo Paes que poderá permitir a reabertura do Canecão. O debate foi pedido pela reitora Denise Pires de Carvalho, da UFRJ. A instituição é a dona do espaço.

A mudança na legislação proposta por Paes permitirá, se for aprovada, que a universidade procure parceiros dispostos a investir na construção de uma nova casa de espetáculos, com 1.500 lugares. Leia mais

Dia 9 de outubro: Abrace a Cobal

A Associação dos Empresários da Cobal do Humaitá e do Leblon, em continuidade à luta pela preservação dos espaços tradicionais que consistem em áreas de “respiro” nos bairros respectivos, e aproveitando a celebração dos 90 anos do Cristo Redentor, convidam a todos para fazer mais um Abraço na Cobal.

Recentemente, o Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos aprovou a venda dos hortomercados do Leblon e de Humaitá, no Rio de Janeiro, além de armazéns e outros prédios da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), totalizando mais de 150 imóveis. Leia mais

Justiça determina que Supervia, Estado e União apresentem plano de reforma da Estação Leopoldina

Conforme reportagem publicada no portal G1, o juiz Paulo André Espirito Santo, da 20ª Vara Federal do Rio condenou a concessionária SuperVia, a Companhia Estadual de Transportes e Logística (Central) e a União a reparar os danos causados à Estação Ferroviária Barão de Mauá, a histórica Leopoldina, edifício inaugurado em dezembro de 1926. Segundo a matéria, os réus que descumprirem a medida estão sujeitos a multa diária de R$ 30 mil, limitada ao teto de R$ 12 milhões. Leia mais

Centro Cultural dos Correios em risco

Segundo publicação na coluna do Ancelmo Gois, no O Globo, a empresa estatal dos Correios, por meio de comunicado,  informou que não descarta a possibilidade de  fechar o seu espaço de exposições de arte e que está conduzindo “um abrangente estudo para otimizar sua carteira imobiliária, o que enseja a avaliação de todos os prédios nela constantes”.

O prédio, em estilo eclético e erguido no início do século passado, transformou-se num espaço cultural para a Exposição Ecológica 92, evento integrante do calendário da Eco 92, conferência da ONU para o meio ambiente. Leia mais

Lágrimas Distópicas – uma CrôniCarioca de Francisco Fonseca

CrôniCaRioca

Um halo difuso em torno das lâmpadas acesas nos postes da Av. das Américas, que se repetia em volta do clarão da lua cheia, me levou aos cuidados de um oftalmologista. Feito um mapeamento de retina, e apoiado na opinião de um especialista em córnea, recebo o diagnóstico: lágrimas distópicas, em tradução livre, e pra usar uma palavra da moda.

Mais afeito a uma visão poética do mundo, sempre pensei nas lágrimas como mensageiras da alma, um contraponto aos sorrisos. Às vezes bem vindas, às vezes inconvenientes, mas sempre portadoras de sentimentos. Nunca tinha me ocupado delas nas suas funções fisiológicas. Leia mais

Mapeamento aponta que grande parte de imóveis públicos estão vazios ou subutilizados no Centro do Rio

Baseado em informações divulgadas pela Prefeitura e pelo Estado do Rio, mapeamento feito num trecho de menos de um quilômetro quadrado no Centro do Rio, apontou, de acordo com matéria publicada no O Globo, que boa parte dos imóveis públicos estão vazios ou são subutilizados. De 141 imóveis vistoriados, 40% estão na situação descrita.

O estudo mostra que seria possível construir 450 apartamentos de 50 metros quadrados cada, em região de 22.790 metros quadrados delimitada entre a Avenida Presidente Vargas, a Rua Primeiro de Março, a Rua da Carioca e o Campo de Santana. Leia mais

MPF pede para que obras do Memorial do Holocausto sejam interrompidas

O Ministério Público Federal ingressou com ação civil pública, com pedido de liminar, contra a Associação Cultural Memorial do Holocausto. O MPF pede para suspender toda a obra, inclusive a subterrânea, no Morro do Pasmado, em Botafogo, no  Rio. É que o Morro do Pasmado é tombado pelo Iphan, e o MPF pede para que a construção seja interrompida até o julgamento do mérito.

Conforme já publicamos, o Memorial seria bem-vindo em outro local, adequado à paisagem urbana e natural, dentro da área aedificandi da Cidade, não em um Parque Público conquistado pela sociedade há mais de meio século, classificado como área non-aedificandi. Leia mais