Metrô que o Rio Precisa – “O problema do Galeão não é o Santos Dumont, mas a falta de acesso de”

Rio de Janeiro – Inauguração do Píer Sul, novo espaço do Aeroporto Internacional Tom Jobim – RIOgaleão. O local é uma expansão do Terminal 2 e conta com mais de 26 novas pontes de embarque (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Em continuidade ao post “Governo avalia limitar expansão de voos no Santos Dumont e construir metrô até a Ilha do Governador”, no qual pontuamos a crítica do prefeito do Rio, Eduardo Paes, sobre o edital de concessão do Aeroporto Santos Dumont, afirmando que o projeto atual pode inviabilizar economicamente a operação do Aeroporto do Galeão, destacamos o posicionamento da página “O Metrô que o Rio Precisa” sobre a questão.

O Urbe CaRioca observou que limitações, imposições governamentais e questões envolvendo os projetos e obras “pra Olimpíada” tornam as críticas atuais do prefeito um tanto incompreensíveis. Paralelamente a isso, e ratificando o que foi dito, o  “O Metrô que o Rio Precisa” afirma:

“Não é limitando o Santos Dumont que irá salvar o Galeão. O problema do Galeão não é o Santos Dumont, mas sim a falta de um acesso decente até o aeroporto internacional. Incrível como passamos por uma Olimpíada, e ao invés de se pensar numa conexão eficiente entre o centro e o aeroporto, resolveram colocar ônibus insuficientes, os tais BRTs, um fracasso total.

Segundo o Plano Diretor de Transportes Urbanos (PDTU de 2003), a Ilha do Governador deveria ser conectada pelas linhas 5 ( Galeão – Centro – Santos Dumont) e 6 ( Barra – Taquara- Madureira- Irajá- Ilha do Gov.)

Mas é difícil falar de metrô no aeroporto, numa cidade onde não conseguem sequer terminar 1 (uma) única estação, a Gávea, abandonada no meio da construção em 2014. Mais Incrível ainda o total silêncio do governo do estado e da ALERJ, que ignora qualquer manifestação (seja nossa desde há alguns anos, seja de outros)… para que pagamos o salário dos deputados e do governador?”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.