PARTE 2 – APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO – PARTE 2

=&0=&=&1=&
Foto: Urbe CaRioca, nov. 2015

ONTEM publicamos APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO: PROVENTOS INTEGRAIS EM RISCO, postagem que teve grande repercussão. HOJE uma notícia na grande imprensa informou que em novembro passado o Tribunal de Contas do Município exigira a aplicação do desconto, bem como determinara “a mudança na aposentadoria, que deixaria de ser integral e passaria a ser calculada com base na média dos maiores salários do período trabalhado (80% dos vencimentos mais altos)”, e o “fim do abono de permanência – que beneficia os servidores que continuam na ativa mesmo com tempo para se aposentar e, por isso, não pagam contribuição previdenciária”. =&3=& TAMBÉM HOJE a Newsletter Ex-Blog publicou análise sobre o tema, que considera o desconto um “absurdo arrocho… sem base e sem cálculo sério”, conforme texto transcrito abaixo, onde aponta caminhos possíveis para reduzir o déficit previdenciário, comenta os dados numéricos, e afirma que há uma leitura equivocada do balancete parcial passado à imprensa. Por outro lado, a Câmara de Vereadores convida para o Debate Público da Frente Parlamentar em Defesa da Previdência Municipal quem será realizado em 22/03/2017, às 10h, no Plenário daquela Casa de Leis. Enquanto a polêmica prossegue, circula nas redes sociais um abaixo-assinado dirigido ao Prefeito da cidade com o título – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro: Sr. PREFEITO. NÃO QUEREMOS a taxação 11% sobre os proventos dos aposentados (=&5=&). =&6=&    =&7=&