A reação da sociedade civil do Rio às ilegalidades urbanísticas na cidade obtém, enfim, o apoio do Judiciário, de Sonia rabello

Neste artigo da professora e advogada Sonia Rabello, publicado originalmente no site “A Sociedade em Busca do seu Direito”, uma análise sobre os aspectos que ratificam a importância da sociedade civil na mobilização pela vigilância da legalidade.

“Decisão da Desembargadora Flávia Rezende do Tribunal de Justiça do Estado do RJ manteve, hoje, a liminar da Juíza Natascha Maculan A. Dazzi que suspendeu as obras na `nova´ Estação do Corcovado, por suspeição de graves irregularidades na “aprovação” do projeto no local.Este é mais um caso de licença urbanística irregular, concedida pela Prefeitura do Rio.”

Vale a leitura ![...] Leia mais

Viva Cosme Velho questiona obras na Estação do Bonde do Corcovado

A polêmica pode ser acompanhada na página Viva Cosme Velho, da rede Facebook, da qual transcrevemos o texto a seguir, inclusive uma carta enviada ao “O Globo” que, no entanto, não foi publicada.

Urbe CaRioca

A NOVELA DAS OBRAS DA ESTRADA DE FERRO TREM DO CORCOVADO – QUARTA TEMPORADA

Na segunda-feira, dia 9 de maio, para surpresa dos passantes, a Estrada de Ferro do Corcovado cercou com tapumes a metade da seção inicial do muro contíguo à Praça São Judas Tadeu, e deu início à sua demolição. Como sempre, isso aconteceu à revelia da Lei da Boa Vizinhança, ou seja, sem qualquer aviso aos moradores, e sem mesmo a colocação da placa de obra detalhando o empreendimento e nomeando a firma responsável – o que é obrigatório, por lei.[...] Leia mais