Automóvel Club do Brasil: Do pleno esplendor ao mais completo abandono

Interior do edifício do Automóvel Clube do Brasil, um exemplar neoclássico do século XIX, que já foi o mais importante salão de bailes imperial, exemplifica bem o estado atual do patrimônio cultural carioca: uma história riquíssima em ruínas, devido ao descaso das três esferas de governo e o desinteresse de boa parte da sociedade civil –  Sheila Castello – SOS Patrimônio/Reprodução

O contraste da beleza de um frontão neoclássico e o mais completo abandono que se arrasta há anos descreve a atual situação do prédio que abrigava a antiga sede do Automóvel Club do Brasil, na Rua do Passeio, no Centro do Rio.

Inaugurado em 1860 com um baile ao qual compareceu Dom Pedro II, o prédio já foi residência do Barão de Barbacena e sede da Sociedade de Baile Assembleia Fluminense, da Sociedade Cassino Fluminense e do Automóvel Clube no Brasil, palco para o último discurso do então presidente João Goulart antes do golpe de 1964 e até mesmo locação para o filme “O Homem do Sputnik”. (Confiram trechos das cenas gravadas e o link para o filme na íntegra ao final do post)

“Sofreu invasões e muito vandalismo e agora seu telhado desabou. Se nada for feito, podemos perdê-lo por completo com a próxima chuva”, destaca Augusto Ivan Freitas Pinheiro, arquiteto e urbanista, e ex-presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, em matéria publicada na revista Veja.

Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), o imóvel de três andares abrigou o Bingo Imperial até 2003, antes de fechar as portas e abrir caminho para o abandono e a decadência. Hoje, o edifício que carrega parte da história do Centro do Rio afoga-se na degradação.  Mais um triste exemplo do descaso com o patrimônio da Cidade do Rio de Janeiro.

Agradecemos a Cleydson Garcia por lembrar do importante registro e divulgá-lo nas redes ligadas à questão do Patrimônio Cultural

Urbe CaRioca

 

Trecho do filme “O Homem do Sputnik” e que usou o Automóvel Clube do Rio como locação

Assista ao filme completo aqui.

Ficha Técnica:

Data: 1959 –  Local : Rio de Janeiro / DF / Brasil

Direção: Manga, Carlos – Produtor: Farney, Cyll

Companhia Produtora: Atlântida Empresa Cinematográfica do Brasil S.A.

Fotografia: Sermet, Ozen – Roteiro: Cajado Filho, José

Duração: 97min53seg – Gênero : Comédia

Elenco: Oscarito, Farney, Cyll, Macedo, Zezé, Aparecida, Neide, Perez, Alberto, Bengell, Norma, Helena, Heloísa, Ferreira, Hamilton, Soares, Joe, Gamboa, Geraldo, Labanca, João, Cristian, Diego, Tozzi, Luiz Gilberto, Viola, César, Braga, Ernesto, Montemar, Nestor, Nascimento, Abdias do, Pêra, Abel, Fregolente, Grijó Sobrinho, Gomes, Hilton, Pozzolli, Joméri, Galano, Laura, Acyr, Maria, Grey, Denys, Blanche, Riva, Roberto, Sergio, Tutuca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *