Comentários sobre o aeroporto Galeão/Jobim, de Atílio Flegner

Em mais algumas reviravoltas, o governo federal anunciou que a concessionária RIOGaleão, controlada pelo grupo Changi, pediu para devolver a concessão do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, à União, conforme divulgado pela grande mídia.

Abaixo, comentários de Atílio Flegner sobre a localização privilegiada do Aeroporto do Galeão e a paradoxal carência de transportes e acessos eficientes ao terminal.

Urbe CaRioca

Texto do Atilio Flegner

Apesar de termos um aeroporto Internacional de tamanho avantajado e com uma super pista de 4km (dá pra pousar o ônibus espacial lá), é um aeroporto totalmente sub aproveitado. Um dos principais motivos é o péssimo acesso até o Tom Jobim.

E não tem nada a ver com distância. Veja que o Galeão, a 15km do centro, é muito mais perto que o Guarulhos, a 26km do centro de São Paulo, ou o Heathrow, a 30 km do centro de Londres, ou ainda o aeroporto internacional de Seoul, mais de 45 km do centro daquela cidade.

Pra falar a verdade o Galeão é um dos aeroportos internacionais de grande porte mais próximos do centro que eu conheço. Só que por incrível que pareça, não existe uma única linha de ônibus urbano ligando o Galeão ao Centro ou à Zona Sul da Cidade. Muito menos um VLT, um metrô ou um trem… e apesar de estar numa ilha, rodeado pelas águas da baía de Guanabara, também não há sequer uma linha de barcas para lá… incrível, não?

Nos horários de pico, esses apenas 15km, podem levar até 1h (ou mais), de bicicleta seria mais rápido, porém também não há ciclovias pra lá (e nem calçadas!) … que lugar isolado, não? Tão perto e ao mesmo tempo tão longe.

E por incrível que pareça, esse aeroporto fica numa cidade que sediou uma Olimpíada (2016), uma Copa do mundo de futebol (2014) e um Panamericano (2007) e a situação nunca mudou! Alias em 15 anos a única coisa que fizeram foi um, pasmem, ônibus articulado que passa a cada 40 min, que vai pra Barra, se arrastando por Penha, Madureira e Jacarepaguá, levando mais de 1h20min. Eu preciso falar o que São Paulo, Santiago, Moscow, ou qualquer cidade da China fez em 15 anos em matéria de metrô e trem? Ou seria muita humilhação?…

Comentários:

  1. Perfeito o artigo do Atílio Flegner. Não podia ser melhor. Poderíamos acrescentar que o Galeão tem suficiente área para se expandir, caso fosse necessário. É inacreditável a falta de visão dos governos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.