A proposta da Prefeitura para o Plano Diretor – comentário sobre Botafogo, de Rose Compans

Está em discussão na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, o Projeto de Lei Complementar nº 44/2021 que “dispõe sobre a política urbana e ambiental do município, institui a revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Sustentável do Município do Rio de Janeiro e dá outras providências”.

Nas últimas semanas, ocorreram algumas chamadas audiências públicas na Casa Legislativa. Nesta segunda-feira, dia 6, representantes da Associação de Moradores e Amigos de Botafogo (AMAB), estiveram presentes na Audiência Pública do Plano Diretor sobre a área da AP 2.1, onde está incluído o bairro. “Se as mudanças que a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano (Prefeitura) forem aprovadas, perderemos mais ainda qualidade de vida, pois pretendem saturar mais ainda o bairro”, destacou a presidente da AMAB, Regina Chiaradia.

“A proposta do novo Plano Diretor ameaça acabar com todo o Plano de Estruturação Urbana (PEU) de Botafogo e as consequências, no mínimo, aumentarão os gabaritos e provocará mais adensamento pro bairro já tão saturado”, acrescentou.

Confiram, abaixo, a fala da arquiteta Rose Compans sobre a gravidade da proposta da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano para o Plano Diretor, caso essas mudanças sejam implementadas.

Acompanhe tudo sobre o Plano aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.