Proibida a convocação de nova licitação para o autódromo de Deodoro

Apesar da convocação publicada no Diário Oficial para licitação do Autódromo de Deodoro, no próximo dia 21, a Prefeitura do Rio de Janeiro teve os seus planos freados pela determinação do Tribunal de Contas do Município no fim da tarde desta sexta-feira, dia 15, que proibiu a nova data sob a alegação de que não haveria tempo hábil para análise das mudança no edital, além do fato de o o prazo de mais de 30 dias, obrigatório para quando se publica novos editais, fosse respeitado.[...] Leia mais

Adiada a licitação do Autódromo de Deodoro – que seja para sempre

Marcada para a esta quinta-feira, dia 31, a abertura das propostas para a concessão do novo autódromo do Rio, em Deodoro, foi adiada, sem previsão de nova data. Isso porque foram encontradas inconsistências no edital, como variações em metragens e discrepância nas garantias. Para evitar futuros questionamentos, optou-se por uma revisão do projeto.

Veja mais detalhes na matéria publicada pelo jornal “Extra” e, ainda, confira o Relatório de avaliação da vegetação do fragmento florestal do Morro do Camboatá, no Centro de Instruções de Operações Especiais, no bairro de Deodoro.[...] Leia mais

A saga do novo autódromo continua

Em continuidade aos vários posts publicados neste blog sobre a questão da possível construção de um autódromo na Floresta do Camboatá, na Zona Oeste do Rio, em uma importante área de Mata Atlântica, e questionada por vários segmentos da sociedade, temos a notícia publicada no Jornal “O Globo” desta segunda-feira, dia 28 de janeiro.

A matéria relata a previsão de licitação pela Prefeitura do Rio para a concessão da área e a construção do novo autódromo da cidade. Segundo a minuta de contrato publicada no Diário Oficial do dia 14 de dezembro do ano passado, a abertura dos envelopes será feita às 10h30 da próxima quinta-feira, dia 31, na Comissão de Licitação da Casa Civil.[...] Leia mais

Pela preservação da Floresta do Camboatá

A possível construção de um autódromo na Floresta do Camboatá, na Zona Oeste do Rio, em uma importante área de Mata Atlântica, é questionada por vários segmentos da sociedade. Conforme dito anteriormente neste blog , o imbróglio reflete, de forma repetida, a incoerência dos gestores públicos que, após demolirem, sob protestos, o Autódromo Nelson Piquet, em Jacarepaguá, e mesmo tendo outras áreas públicas sem uso na cidade, já correm “a passos acelerados” para a construção do novo autódromo no bairro de Deodoro, em uma região onde ambientalistas defendem a construção do Parque Natural Municipal de Camboatá.[...] Leia mais

A ameaça de um novo autódromo continua

Em continuidade ao post “Hoje o Rio está carente de tudo, menos de um Autódromo”, temos a matéria publicada no Jornal do Brasil em que destaca-se que a possível construção de um autódromo na Floresta do Camboatá, na Zona Oeste do Rio, em uma importante área de Mata Atlântica, questionada por vários segmentos da sociedade.

Conforme citado anteriormente, o imbróglio reflete, de forma repetida, a incoerência dos gestores públicos que, após demolirem, sob protestos, o Autódromo Nelson Piquet, em Jacarepaguá, e mesmo tendo outras áreas públicas sem uso na cidade, já correm “a passos acelerados” para a construção do novo autódromo no bairro de Deodoro, em uma região onde ambientalistas defendem a construção do Parque Natural Municipal de Camboatá.[...] Leia mais

Hoje o Rio está carente de tudo, menos de um Autódromo

Mais uma vez, a incoerência dos gestores públicos bate à porta. Para os Jogos Pan-americanos de 2007, o Autódromo Nelson Piquet, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, passou por intervenções para dar lugar ao Complexo Esportivo Cidade dos Esportes, e teve sua pista reduzida. No ano seguinte, foi anunciada oficialmente a sua demolição sob a justificativa de abrigar instalações para os Jogos Olímpicos de 2016, o chamado Parque Olímpico. Mesmo tendo outras áreas públicas sem uso na cidade. Em 2012, o autódromo foi demolido por completo e fechado após 35 anos de existência.[...] Leia mais

Dia Mundial do Meio Ambiente 2018 – O monumento e o Autódromo indesejáveis

Hoje a Urbe CaRioca poderia ter sido presenteada com alguma ação em prol da proteção do seu Meio Ambiente para comemorar o dia a esse dedicado. Ao contrário, nas últimas horas a cidade foi contemplada com duas notícias inesperadas e indesejadas por muitos.

O Prefeito do Rio fará um show destinado a angariar fundos para a construção do Museu do Holocausto – medida louvável não fosse ele o Chefe do Executivo a exercer atividade estranha ao cargo, e o local inadequado escolhido para erguer a construção com altura de 5,00 metros, acrescida de um obelisco que atingirá 22,00 metros: o Morro do Pasmado, onde fica o Mirante do Pasmado, de onde se mira a estupenda paisagem da Baía de Guanabara e do Pão de Açúcar. Na visada oposta, o Morro do Pasmado é também moldura para Enseada de Botafogo, para o mesmo Pão de Açúcar, e para o Morro da Urca, conjunto que conforma paisagem única, Patrimônio da Humanidade que será maculado pela construção indevida. Por tudo vale repetir: “Contra a falta de sensibilidade não há remédio… de que serve o Plano Diretor do Município do Rio de Janeiro… o que diz o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural… as vítimas de tal barbaridade merecem todas as homenagens… entretanto… o local escolhido é inadequado”.[...] Leia mais

APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO: PROVENTOS INTEGRAIS EM RISCO

O desenho de Canagé Vilhena ilustra a um só tempo a pretendida redução de proventos de aposentados e pensionistas, e o fim da vegetação em Deodoro, onde será construído um novo autódromo, conforme anunciado pelo novo prefeito do Rio de Janeiro.
O tema está na grande mídia há três dias. O novo prefeito da Cidade do Rio de Janeiro pretende descontar parte dos proventos de aposentados e pensionistas da Prefeitura que recebem acima de determinado valor, de modo a reduzir o anunciado déficit orçamentário do Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro – Previ-Rio. A situação financeira precária do Estado do Rio de Janeiro é apresentada como o futuro certo no município para justificar as medidas propostas. =&0=& =&0=& =&2=& =&3=& =&4=&

SEMANA 02/09/2013 a 06/09/2013 – AGOSTO, GABARITOS EM NITERÓI, NOTÍCIAS URBANO-CARIOCAS, E A CRÔNICA DAS PALAVRAS

“A cada notícia sobre a Zona Portuária, especialmente sobre trânsito, é impossível não recordar a ausência do Metrô”.

Trecho de =&0=&

Trecho lilás = BRS = parte da Linha 2 do Metrô que não foi construída.
Faria a ligação direta Zona Norte-Centro, substituída pela união das Linhas 1 e 2.

Agora é o “Metrô na Superfície”. Leia-se: Ônibus comum.
Imagem: Blog Caos Carioca

Publicações da semana que passou
e textos mais lidos.

Os posts imediatamente anteriores; o resumo do mês de agosto; artigo de Guina Ramos sobre a proposta de ocupação da orla de Niterói – Caminho Niemeyer – com prédios altos; várias notícias urbano-cariocas; e a CrôniCaRioca sobre palavras, sons, livros e homenagens.


NOTA: Agradeço ao Coronel Wilton Ribeiro pelas palavras gentis no post QUARTEL DA PM: EM GUARDA e no Blog do Cel Wilton lembrando que, conforme o título, a vigília pela proteção do sítio histórico, o antigo Quartel dos Barbonos, deve continuar. =&4=& =&5=& =&5=& =&7=& =&5=& =&9=& =&10=& =&11=&