Mais-Valia-Valerá ampliada, novo “round”

Foto: Gabriel Monteiro 27-03-2020 / Agência O Globo

Conforme nota publicada no jornal “O Globo”,  o município do Rio recorreu esta semana ao STF contra a decisão do TJ estadual de anular os efeitos do que ficou conhecida como a “Lei do Puxadinho”. É aquela regra idealizada por Crivella que autorizou modificações em casas e prédios, mediante o pagamento de valores à Prefeitura.

Porque o comando do Executivo mudará de mãos daqui a poucos dias, resta saber o que o futuro novo-antigo prefeito fará em relação ao assunto, considerando ter sido o autor do embrião dessa lei perniciosa, ao criar a apelidada “mais-valerá” em uma de suas gestões.

Urbe CaRioca

Leia também:

Leis inconstitucionais produzem efeitos? O caso adverso da “Lei dos Puxadinhos” no Rio, de Sonia Rabello

LC nº 219/2020 – CAU/RJ quer ser ‘amicus curiae’

PLC 174/2020 e LC 219/2020 – Representação por inconstitucionalidade

PLC 174/2020 e LC 219/2020 – O Powerpoint que nada justifica

Considerações sobre a Lei Complementar nº 219/2020 e o PLC nº 174/2020

PLC 174 / LC 219 – Parecer da Comissão de Direito Urbanístico, OAB Barra da Tijuca

Debate sobre a “Lei dos Puxadinhos”

PLC 174/2020 – O escárnio já é lei

PLC 174/2020 – Análise e Comentários

Ainda sobre o PLC 174/2020

PLC 174/2020 – O “Diário da Vergonha”

Notícias sobre o PLC 174/2020, mais um absurdo urbanístico no Rio

Projeto de Lei Complementar 174/2020 é rejeitado por entidades profissionais e associações de moradores

PLC nº 174/2020 – Mais-valia, Mais-valerá, Mais uma surpresa

IAB-RJ e CAU-RJ manifestam firme oposição ao Projeto de Lei 174/ 2020

Sempre o Gabarito: PLC nº 174/2020 – O que a nova-velha lei propõe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *