METRÔ: QUEM DIRIA, A LINHA 4 VIROU LINHA 5!

=&0=&=&1=&=&2=& =&3=& =&3=& =&3=&
Foram inúmeras as postagens neste blog Urbe CaRioca relatando que a anunciada e alardeada Linha 4 do Metrô não era a Linha 4, mas, um prolongamento da Linha 1, esticada da Praça Antero de Quental, no Leblon, até a Gávea, para dali continuar em direção à Barra da Tijuca (Note-se que o projeto original da Linha 1 terminava no Jardim de Alah). Palavras ao vento…
Até o jornal O Globo, que em editorial recente havia retratado a realidade dando o nome certo ao boi, digo, à tripa, digo, à linha 1 do Metrô, acabou se rendendo à nomenclatura repetida à exaustão pelo governo estadual atribuída à construção que prossegue a passos de cágado, digo, de tatu, um enorme tatu, um tatuzão saindo da Praça General Osório (que recebeu mais uma plataforma não existente no projeto original e por isso ficou fechada durante meses!) em direção ao Leblon, que passou por baixo do Jardim de Alah, e no caminho arrancou árvores centenárias na Praça Nossa Senhora da Paz.


Em todas as placas, macacões, coletes, bonés, faixas, folders, notícias nos periódicos e televisão, loas à falsa Linha 4.

Finalmente o governo do Estado sinalizou que construirá o trecho do Metrô entre a estação Largo da Carioca, aquela que quase virou Pão Fresco, e o bairro da Gávea.




TRAÇADO ORIGINAL da Linha 4, licitado em 1998:
a Barra da Tijuca seria conectada à Botafogo, via Jardim Botânico.
Uma outra alternativa seria ligar a Barra diretamente à estação Carioca, via Laranjeiras.
Blog As Ruas do Rio, em 2010 – O mapa também indica o trecho não construído da Linha 2.

Os gestores tiveram dois probleminhas para resolver.

Primeiro, como chamar o trecho novo a ser licitado de Linha de 4 depois de repetir milhões de vezes que já a estavam construindo, a partir da Estação General Osório em direção à Praça Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Praça Antero de Quental, e dali fazendo uma enorme curva para encontrar a Estação Gávea, esta, sim, parte da Linha 4 Original até a Barra da Tijuca?

Fácil: rebatizaram o trecho entre o Centro e a Gávea, via Botafogo, de Linha 5. Mas a Linha 5 prevista era a  Galeão – Carioca, via Fundão, Leopoldina, Rodoviária e Santos Dumont, trecho espetacular e muito necessário, esquecido pelo Porto Maravilha, inexplicavelmente: região cavada, esburacada, renovada, sem a Perimetral, com túneis, sem habitação e… SEM METRÔ! Não é um problemão. Daqui a meio século, se ainda existir Metrô e essa Linha 5 for feita por certo encontrarão outro número para mais um rebatismo.
Segundo probleminha, o nome do trecho. Geralmente as Linhas são nomeadas do Centro para o destino final, por isso a Linha 4 original era Largo da Carioca – Barra da Tijuca. Agora, reduzida a um pedaço rebatizado de Linha 5, começando na Carioca, criou-se um cacófato impublicável. Como resolver? Fácil também, ora, bastava inverter o sentido e a leitura das estações. Ficou assim: Gávea – Carioca. Portanto:


Linha 4 Original: Carioca – Barra da Tijuca via Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico e Gávea.
Linha 4 Falsa: General Osório – Barra da Tijuca via Ipanema, Leblon e Gávea
Linha 5 Original: Galeão – Carioca (mas nosso aeroporto ganhou um BRT e uma linda ponte estaiada só para ele…)
Linha 5 Falsa: Carioca – … Opa! não dá! – Gávea – Carioca, pronto, resolvido!=&12=& =&13=& =&13=&

Moradores do Leblon debatem problemas do Metrô

Em reunião realizada no Colégio Santo Agostinho engenheiros especialistas explicaram o motivo dos problemas do Tatuzão: a opção por escavar na terra, em profundidade menor, em vez de na rocha como constava nos estudos técnicos da década de 1970/1980.

NOTA – Por ser um filme longo contendo explicações técnicas melhor direcionadas a especialistas, sugerimos conhecer pelo menos a parte apresentada pelo Engenheiro Fernando MacDowell, a partir dos 49 minutos.
Julho 2014 – Filmado por Caos CaRioca Disponível no Youtube ______________________

COMENTÁRIOS DE LEITORES DO BLOG (ATUALIZAÇÃO EM 26/11/2014)

[...] Leia mais

Artigo: NOVA LICITAÇÃO PARA O QUE JÁ EXISTE, de Miguel Gonzalez




O artigo de Miguel Gonzalez escrito para este Urbe CaRioca em junho/2012 – UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO – sempre esteve entre os mais lidos do blog desde então.

Estudioso do sistema metroviário do Rio de Janeiro e Região Metropolitana e responsável pelo Blog Metrô do Rio, diante do lançamento pelo Governo Estadual de licitação com vistas à elaboração de projeto para expansão da rede nos próximos 30 anos, no último dia 08 Miguel publicou em seu blog texto onde considera que “os projetos originais elaborados pela Rio Trilhos nos anos 80 ainda são os melhores”.

O interessante post está reproduzido abaixo. Enquanto isso, a Linha 4 falsa – construída “Pra Olimpíada” – prossegue conforme projeto do Metrô-Tripa e o METRÔ DOS SONHOS fica mais distante…

Boa Leitura.
Urbe CaRioca



Nova Licitação para o que Já Existe

Miguel Gonzalez


No começo de Julho, a Secretaria Estadual de Transportes publicou, no Diário Oficial, o edital de licitação para escolher a empresa que vai elaborar o projeto para a expansão da rede do metrô para os próximos 30 anos. A ganhadora terá um ano para apresentar os estudos de uso do solo, demanda e viabilidade para implantação de novas linhas no sistema de transporte subterrâneo no Rio de Janeiro. O custo para fazer este levantamento está estimado em R$ 4,1 milhões. O dinheiro será financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
[...] Leia mais

JOÃO UBALDO E A “PATRULHA DA CIDADE”

Uma CrôniCaRioca Politicamente Correta



Ontem teríamos uma crônica sobre futebol, rebarba da Copa e de lembranças que a bola rolando fez aflorar. Mas, com o último artigo de João Ubaldo Ribeiro, usualmente publicado aos domingos e antecipado pelo jornal O Globo para sábado devido ao súbito e precoce desaparecimento do escritor, programação do blog também mudou.

Quem diria! Com O CORRETO USO DO PAPEL HIGIÊNICO, ao chamar a atenção, ainda daqui desta terra, para o “patrulhamento sociológico”, já lá do Céu de Itaparica o ‘baiano-leblonense’ nos animou a contar uma história passada há pouco no mesmo bairro carioca que ele escolheu para viver. =&1=&

ARTIGO: METRÔ GÁVEA-CARIOCA, de Miguel Gonzalez

Em 27/06/2012 publicamos aqui UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO, artigo de Miguel Gonzalez, jornalista que é responsável pelo Blog Metrô do Rio (não oficial), fonte preciosa de informações, análises e memória sobre a história desse meio de transporte da Cidade do Rio de Janeiro. O Blog Urbe CaRioca havia sido criado apenas dois meses antes. Ao longo dos quase dois anos de existência deste espaço “urbano-carioca” o texto de Miguel esteve entre os mais lidos em praticamente todas as semanas. Além da importância do assunto em si e da clareza com que o autor expôs a questão, o fato demonstra o interesse de usuários e população do Rio em geral com os problemas que hoje vivemos função de uma demanda por transporte público crescente a cada dia, não atendida.
No último sábado o Blog Metrô do Rio publicou “GÁVEA – CARIOCA”, artigo esclarecedor sobre a decisão do Governo Estadual que pretende fazer a licitação para a construção da Linha 4 (Dessa vez a Linha 4  verdadeira, e não o prolongamento da Linha 1, ora em construção, conforme exaustivamente explicado em diversos posts!). =&2=&

POR QUE MAIS UM BLOG?

CrôniCaRioca de um blog que quase não existiu… … e chegou às 100 mil visualizações!




Foi difícil, confesso.

Incentivada pela mentora do Urbe CaRioca, a amiga e jornalista Marilia Martins – que insistia “o assunto é bom, há espaço para opinar” -, eu relutava.


“Por que mais um blog?”, pensava. Ninguém se interessaria por um tema tão árido e complexo como a legislação urbanística do Rio de Janeiroe suas consequências para a cidade – diante do dia-a-dia que massacra o carioca entre engarrafamentos, violência e poluição dos mais diversos tipos, momentos intercalados, é verdade pelo sentimento de prazer ao desfrutar a Cidade Maravilhosa, um privilégio.


Enquanto relutava conheci o ‘Bloguinho’, o cachorro de um amigo. Ao perguntar o porquê do nome ouvi em um tom carregado de obviedade: “Ora, porque todo mundo tem um blog!” – e o Urbe CaRioca ficou mais longe de nascer… Em seguida veio o comentário de uma amiga, ávida leitora e estudiosa, dizendo: “Não tenho tempo para ler tanta coisa, livros, jornais, textos na internet, e agora cada amigo que se aposenta faz um blog!”. Desânimo total!


Que diferença faria preservar e adaptar galpões antigos da Região Portuária como se faz mundo afora ou substituí-los, indiscriminadamente, para criar torres gigantes de 30, 40 e 50 andares e descartar prédios para habitação; demolir ou não demolir a via elevada chamada Perimetral; ocupar a Marina da Glória – no Parque do Flamengo – e a Floresta Nacional da Tijuca com um Centro de Convenções e estacionamentos para centenas de veículos; construir milhares de apartamentos no lamaçal deGuaratiba; beneficiar de forma desenfreada e perniciosa a indústria hoteleira; criar índices urbanísticos especiais para a Barra da Tijuca e a Região das Vargens; eliminar parte de uma Área de Proteção Ambiental para ao mesmo tempo construir um Campo de Golfe desnecessário e beneficiar o mercado imobiliário; ou questionar as prioridades dos governos do Estado e do Município quanto aos modais de transporte público e a escolha de trajetos?

Afinal, a falsa Linha 4 do Metrô está aí, e construções prontas são um ‘ponto final’, com raras exceções. Mesmo diante da renovação urbana constante no Rio, fruto do crescimento da metrópole natural ou estimulado, prédios de grande porte permanecerão por várias gerações.


Por outro lado, o desaparecimento da paisagem urbana mais humanizada e de marcos históricos e culturais acaba por ser assimilado, esquecido, ou lamentado, restando belas imagens e saudade até pelos que não viveram a época anterior.


[...] Leia mais

METRÔ-LINGUIÇA – PARA LEMBRAR: LINHA 1 NÃO É A LINHA 4

TRAÇADO ORIGINAL da Linha 4, licitado em 1998: a Barra da Tijuca seria conectada à Botafogo, via Jardim Botânico. Uma outra alternativa seria ligar a Barra diretamente à estação Carioca, via Laranjeiras.
Blog As Ruas do Rio, em 2010 – O mapa também indica o trecho não construído da Linha 2.
Final de ano, espírito natalino, pratos deliciosos, reuniões agradáveis, trocas de presentes, reencontros, tempo de esperanças e desejo de renovação. Também há os desentendimentos, as chuvas brasileiras de sempre, os desabrigados, as tragédias, os acidentes… =&0=&

SEMANA 28/10/2013 a 01/11/2013 – GUARATIBA, MAIS DEMOLIÇÕES E HOTÉIS, E O TRANSE DE RECLAMILDA


“Sabem o que vi ontem, aqui mesmo neste vagão que a ferrugem há de comer? Uma “desgentrificação”, juro”!

Trecho de RECLAMILDA EM TRANSE

Foto: Ricardo Cassiano/Prefeitura do Rio de Janeiro / Divulgação
Notícia: Portal Terra

Publicações da semana que passou e textos mais lidos
Os posts imediatamente anteriores; o artigo de Janot sobre Guaratiba; mais explicações sobre demolições x hotéis; e os devaneios de Reclamilda de Almeida viajando na falsa Linha 4 do Metrô.

NOTA: Ontem, domingo dia 03/11/2013, a Prefeitura deu início à demolição do Elevado da Perimetral, na Zona Portuária, embora anunciada para o próximo dia 17 (A quem interessar, link para informações do Jornal O Globo).
Blog Urbe CaRioca

Segunda, 28/10/2013
SEMANA 14/10/2013 a 18/10/2013 – O MÊS DE SETEMBRO, A ESPANTOSA REUNIÃO DO CONSEMAC, E O DIA DO MESTRE
PAINEIRAS: NOTÍCIA SOBRE O ELEFANTE MISTERIOSO
OUTRA PRAÇA CEIFADA: AGORA NO ANDARAÍ

Terça, 22/10/2013

Quarta, 30/10/2013

Sexta, 01/11/2013
CrôniCaRioca
Os 10 posts mais lidos da semana
Para acessar copie o título na caixa de pesquisa acima.

DEMOLIÇÕES 4 – CASA DE PEDRA, PACOTE OLÍMPICO 1, HOTÉIS E BENESSES

Artigo: A CAMINHO DE GUARATIBA, de Luiz Fernando Janot

RECLAMILDA EM TRANSE

OUTRA PRAÇA CEIFADA: AGORA NO ANDARAÍ

UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO, por Miguel Gonzalez

PACOTE OLÍMPICO 2 – APA MARAPENDI E O “PARQUE” DAS BENESSES

CAMPO DE GOLFE, APA MARAPENDI, E ESCLARECIMENTOS

RIO DE JANEIRO – HOTÉIS EM REFORMA, EM CONSTRUÇÃO, EM PROJETO OU EM ESTUDOS

UM OLHAR CARIOCA SOBRE FILIPEIA

[...] Leia mais