MARINA DA GLÓRIA, NOVOS CAPÍTULOS


…presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade,
também presidente do Conselho Municipal de Proteção 
do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro, informou que
 a proposta para a construção do
empreendimento comercial no Parque do Flamengo
entraria em pauta na reunião de Conselho hoje, 18/04/2013.
Em primeiro plano, o parque integrado visualmente à Praça Paris, o Monumento aos Mortos na II Guerra e a pista de aeromodelismo. À esquerda, o terreno da Marina da Glória com edificações de apoio às atividades náuticas. Ao Fundo, Praia do Flamengo, Baía de Guanabara,  Morro Cara de Cão, Pão de Açúcar e Morro da Urca e Morro da Babilônia.

À direita as construções dos bairros da Glória e Flamengo, com destaque para o prédio do Hotel Glória, inaugurado em 1922, hoje de propriedade da EBX. A imagem mostra com clareza a separação entre área urbana edificável – os bairros – e a área pública non-aedificandi, o Parque do Flamengo, bem de uso comum do povo.
É HOJE.

A SEMANA – 08/04/2013 a 12/04/2013: Artigo de L. F. Janot, Patrimônio Cultural, e as CrôniCaRioquinhas

“…cabe ao IPHAN opinar apenas se uma lei urbanística geral – zoneamento e índices urbanísticos de um bairro -, ao incidir sobre um bem tombado, na vizinhança deste, ou na sua área de influência, poderá causar interferências”.
Trecho de
PATRIMÔNIO DO RIO: DECISÕES ALÉM DA COMPETÊNCIA=&1=& =&2=& =&3=& =&3=& =&5=& =&6=& =&7=&

PATRIMÔNIO DO RIO: DECISÕES ALÉM DA COMPETÊNCIA

PARQUE DO FLAMENGO
Em pelo menos dois casos recentes que envolvem pareceres do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional–IPHAN, procedimentos administrativos que tratam do licenciamento de obras e intervenções em bem culturais tombados foram invertidos e resultaram em decisões altamente questionáveis. As consequências podem ser desastrosas para a Cidade do Rio de Janeiro. Foram eles:
1.    A construção de um Centro de Convenções e de Shopping com 50 lojas no trecho do Parque do Flamengo onde se situa a Marina da Glória, área projetada e executada no início dos anos 1960, e tombada em 1965 pelo órgão federal citado;
2.    A construção irregular de casas no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, espetacular patrimônio carioca criado em 1808 logo após a transferência da Corte Portuguesa para o Brasil pelo então Príncipe Regente, nosso futuro rei D. João VI, e tombado em 1938, também pela instância federal. =&2=&

O TRAMBOLHO DA ENSEADA: A CRÔNICARIOCA DA POITA

CRÔNICARIOCA*** =&1=&.



jb.com.br



Agora é a vez de Botafogo. Em frente ao Pão de Açúcar, espelho d’água tombado… O Rio de Janeiro não deveria pagar um preço tão alto pela sua beleza. A cobiça sem fim pela paisagem urbana – natural e construída – faz lembrar a história da Galinha dos Ovos de Ouro, aquela que acabou morrendo…


Anuncia-se uma boate flutuante, a Waterland Club, com water boys e water girls, que sejam felizes! Mas, música alta, de madrugada, em frente a áreas residenciais? Um trambolho horroroso maculando a nossa paisagem? Não, isso não deveria ser possível. Pena, em tempos de barbaridades urbano-cariocas uma atrás da outra, nada mais espanta…


As imagens falam por si. Estas são de matéria publicada no Jornal do Brasil em 07/03/2013, quando ainda não havia autorização para o funcionamento. 


Mas, parece que já houve. Ao menos de sábado para domingo o som rolou.



Fotos: Vítor Silva, Jornal do Brasil, 07/02/2013



Você sabe o que é a POITA?


Um leitor do Blog Urbe CaRioca reclama da instalação “deste Bordel Flutuante na nossa vizinhança”, e nos ensina:


Leia mais

CRÔNICA DE UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA ANUNCIADA: O “ROAD-SHOW” DA REX-MARINA


Para entender a paródia do Elefante e das Formigas,
ler Os Mistérios não Interessam e  =&1=&.

T-REX, O PREDADOR DO PARQUE DO FLAMENGO.
Na imagem não aparecem seus assistentes PREFEITU-REX e IPHAN-REX.
Imagem: Infoescola



Anteontem o Blog compareceu à‘audiência pública’ sobre a Marina da Glória, o que chamamos de Road-Show, para usar a linguagem empresarial sobre a venda de produtos, ou, simplesmente, ‘propaganda’. A Secretária de Urbanismo não compareceu, nem outros Secretários e componentes da mesa antes anunciados.


Segue um resumo em escrita livre e informal sobre a reunião, a apresentação do Elefante. As Formigas foram tratadas com preocupação e carinho. Apenas 3 pessoas questionaram o paquiderme, quer dizer, o uso. Já foi alguma coisa… Mas, não houve tempo para que outros pudessem falar…

A pressa impera. Rex quer começar a obra no segundo semestre. Mas, não pode, não apenas pela falta da licença: há uma ação judicial em curso e o concessionário está impedido de fazer qualquer coisa diversa de restaurar a situação original da Marina. O processo sumiu, o que não é contado no Road-ShowA busca pela concordância do IPHAN pode estar ligada à referida ação. Uma vez obtido, o espantoso ‘de acordo’ poderá ser o argumento usado no recurso, quando, quem sabe, o processo desaparecido então ressurgirá…


Bingo?


Uma pergunta: se o dono do Copacabana Palace, hotel irmão do Hotel Glória em idade e estilo, ambos construídos pela mesma empresa, desejar erguer um Centro de Convenções do outro lado da rua, isto é, nas areias de Copacabana, será possível? A localização é perfeita! Quem sabe o IPHAN aprovaria, pintado de três cores areia acima: bege, azul da cor do mar, e azul da cor do céu, mimetizando a construção na paisagem carioca?

No mais, vejamos aqui quanto será o faturamento do concessionário depois que construir o que quer no Parque Público, ou de outro felizardo caso venda o negócio imediatamente após a aprovação.
Leia mais

ZERO, DOZE, QUARENTA E DOIS METROS – A TORRE DO BNDES

=&0=&
Ou o que virá depois?

Divulgando o poema,

Não me omito. Somos dois? =&5=& Final do 2º Poema da Especulação Imobiliária



Em junho do ano passado publicamos o poeminha copiado abaixo, primeiro de uma série de quatro. Um dos itens apontados era a proposta para construir um prédio com 42.00 m de altura ao lado da torre do BNDES, terreno inapropriado para edificações considerado inicialmente “non-aedificandi” – na época do plano de massa para a esplanada de Santo Antônio, definido para a área resultante do desmonte do morro de mesmo nome. =&6=&

MARINA DA GLÓRIA: ESTE PROJETO É IMPOSSÍVEL

O artigo abaixo foi publicado em 15/03/2013 no Portal Vitruvius de Arquitetura e Urbanismo. Hoje, daqui a pouco, acontecerá na Câmara de Vereadores a chamada Audiência Pública para apresentação do projeto. Na opinião deste blog, como já se sabe, não há  que debater. Mas, vamos aos Road-Show empresarial que tem o apoio da Prefeitura e o inexplicável de acordo do IPHAN (que não é mandatório, cabe lembrar). Em breve, notícias sobre a apresentação. Leia mais

A SEMANA – 25/03/2013 A 29/03/2013 – Mais Marina, Trambolho na Lagoa, Semana Santa


Os que acompanham o blog sabem que nossa opinião é a de que não deveria haver debate porque não há o que debater, tratando-se de um projeto ilegal. Mas, esperamos que na reunião seja possível apresentar visões divergentes, e conhecer os argumentos dos que são a favor da construção de centro de convenções e shopping no Parque do Flamengo, os quais, certamente, poderão ser rebatidos um a um.

em MARINA DA GLÓRIA: AUDIÊNCIA PÚBLICA – 02/04/2013 =&1=& =&2=&
PAIXÃO DE CRISTO, CONGONHAS DO CAMPO – MESTRE ALEIJADINHO
Imagem: Itaú Cultural
=&3=& =&4=& =&5=& =&6=& =&7=& =&8=&=&8=&
Marina da Glória – Lona ‘provisória’ para eventos.
Foto: flickr
=&8=&=&8=& =&12=& =&13=& =&14=& =&13=& =&16=& =&17=&=&18=& =&19=& =&20=& =&21=& =&22=& =&23=&=&24=& =&12=& =&12=& =&27=& =&12=& =&29=& =&12=& =&31=& =&12=& =&33=&=&34=&
JORNAL O GLOBO

Componentes da mesa
Carlos Alberto Muniz – SMAC
Alexandre Pinto da Silva – SMO
Maria Madalena San Martin de Astacio – SMU
Carlos Roberto Osório – SMTR
Francis Bogossian – Clube de engenharia
José Conde Caldas – Ademi 
Sérgio Magalhães – IAB 
Empresa Imobiliária REX (Grupo EBX)
Maria Cristina Vereza Lodi – Iphan
Associação de Moradores: Flamengo, Catete e Glória



Quinta, 28/03/2013


Sexta, 29/03/2013

CrôniCaRioca





www.cupomnow.com.br 


Posts mais lidos da semana
Para acessar copie o título na caixa de pesquisa acima.
MARINA DA GLÓRIA: AUDIÊNCIA PÚBLICA – 02/04/2013

SEMANA SANTA, SEMPRE EM PETRÓPOLIS

MAIS MARINA: A PROPAGANDA QUE ENGANA
O TRAMBOLHO NA LAGOA

MAIS MARINA – PORTAL VITRUVIUS DIVULGA ABAIXO-ASSINADO

VENDO O RIO – Poeminha da Especulação Imobiliária

Leia mais

MAIS MARINA – PORTAL VITRUVIUS DIVULGA ABAIXO-ASSINADO

O Parque do Flamengo é o parque artificial mais lindo do mundo. Idealizado originalmente por Lota de Macedo Soares, é um aporte soberbo de arte e ciência. O passado nos legou esta maravilhosa e inacreditável aventura, que envolve as áreas da engenharia (desmonte do morro de Santo Antonio), urbanismo e arquitetura (equipe liderada por Affonso Reidy) e paisagismo (Roberto Burle Marx e equipe). A transformação deste espaço público extremamente qualificado em empreendimento privado é uma agressão aos mestres do passado. Que nós, cidadãos de hoje, não sejamos capazes da simples tarefa de legar aos nossos descendentes este esforço do passado é algo inacreditável.
PORTAL VITRUVIUS, Março 2013
CRISTO REDENTOR, ABENÇOE SEMPRE A NOSSA CIDADE
Foto: AAGR
Com o título Movimento de salvaguarda do Parque do Flamengo a página de notícias do Portal Vitruvius de Arquitetura e Urbanismo divulgou o manifesto de repúdio ao empreendimento comercial que poderá ser erguido na área da Marina da Glória, bem como o link para o respectivo abaixo-assinado. =&1=&

O TRAMBOLHO NA LAGOA


Da série ‘Trambolhos no Rio’:=&1=&
Evento da Heineken – março, 2013
Foto: SOS ESTÁDIO DE REMO



Parece que há um complô nesta Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro quando o assunto é barco, água, paisagem cultural, bem tombado, área pública, área de proteção ambiental… Contra a cidade, deve-se logo esclarecer.



Enseada de Botafogo
Foto: Pousada Rio Sol



O QUE SERÁ?
Foto: SOS ESTÁDIO DE REMO
Não bastando a polêmica sobre a Marina da Glória – e muita água ainda vai rolar – mal passou o réveillon, período durante o qual fomos obrigados a conviver durante dias com um monstrengo branco plantado às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas, em cima da construção do Estádio de Remo que abriga os barcos, eis que o alvo elefante (não o da Marina, aquele continua caminhando a passos largos em direção ao Parque do Flamengo) retorna.




Note-se que a altura máxima permitida nas margens da lagoa é de 4.00m, apenas para pequenas construções de apoio às atividades de parque público que circunda a orla deste bem cultural tombado pelo município e união. Nem perguntem sobre os cinemas. Será que o IPHAN esteve por lá, também?



Dirão alguns ‘é só uma construção provisória, vai ficar ali durante pouco tempo’…, a mesma desculpa ou condescendência que planta outros monstrengos, que vão e voltam, em cima do Forte Copacabana – de novo bem cultural tombado, paisagem magnífica, etc.etc –, que já semeou as lonas da Marina da Glória, e outros provisórios-permanentes.



Laje de cobertura dos cinemas, atrás da segunda arquibancada, transformada em terraço para eventos. Local do novo trambolho, maior do que o da primeira foto.
Foto: Blog Cabresto



A reforma da laje que cobre as garagens de barcos não deixava dúvidas: aumentar a altura só um pouquinho, reforçar a laje de cobertura… Que não se estranhe caso em breve surja mais um andar ali. Afinal, se o monstro branco ficar, for embora, e voltar, sistematicamente, por que não fazer algo definitivo? A justificativa será igual à da Marina: “a altura do projeto é igual à do que lá está”. E, quem sabe, também no Forte?


O mesmo acontece em relação à segunda arquibancada. É nova. A antiga foi demolida irregularmente, na calada da manhã, enquanto a liminar judicial estava a caminho. Reconstruída, mais alta (para que os cinemas coubessem , é claro) – com a laje que se vê na imagem acima, nada inocente.


No código de obras há um artigo interessante, apelidado ‘o da finalidade lógica’. Ora, qual a finalidade lógica daquelas lajes? Por enquanto, receber trambolhos de lona. Mais adiante… aguardemos.


Leia mais

A SEMANA – 18/03/2013 A 22/03/2013


Ou seja, o dono do hotel quer fazer um anexo ao prédio, no Parque Público, como se o lugar fosse sua propriedade, o seu quintal!

Andréa Redondo em ‘MAIS MARINA: A PROPAGANDA QUE ENGANA=&1=& =&2=& =&2=&
JORNAL O GLOBO – CAPA DO CADERNO ESPECIAL NO 448º ANIVERSÁRIO DE
FUNDAÇÃO DA CIDADE DE SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO, 01/03/2013
=&2=& =&2=& =&6=& =&7=&

Os posts imediatamente anteriores dos quais o mais lido foi MARINA DA GLÓRIA: CENTRO DE CONVENÇÕES E SHOPPING – DUAS OPINIÕES. A polêmica sobre a Marina Pública do Rio prosseguiu na mídia e nas redes sociais. Este blog publicou =&9=&. , que teve ótima receptividade. O famigerado Campo de Golfe começou a ser construído. E a comemoração pelas 40 mil visualizações em menos de um ano de vida. 

Enquanto O Elefante caminha e o ‘road-show continua, o abaixo-assinado de repúdio ao projeto de empreendimento comercial para a Marina já foi divulgado em outros Estados e tem recebido muitas adesões. No mais, dos dez posts mais populares dos últimos trinta dias, cinco foram sobre a marina.
Boa leitura!
Blog Urbe CaRioca




Segunda, 18/03/2013