NOTÍCIAS – 05/09/2013: Guaratiba, BRS, Zona Portuária, Santa Teresa e Deodoro

O noticiário local televisivo do último dia 24/08 trouxe vários temas que têm sido tratados neste blog: o anúncio de um pacote de urbanização para Guaratiba; o aviso de que um novo BRS – Bus Rapid Transport – seria implantado a partir do dia 26/08/2013; as novas alterações no trânsito da Zona Portuária; e os dois anos desde O trágico acidente com o bonde de Santa Teresa. Mais: a polêmica sobre a construção de um Autódromo em Deodoro, continua.
Entendemos ser de interesse comentar as notícias, cujas imagens e reportagens estão nos links dos títulos respectivos que remetem aos vídeos e às informações on line. São cinco assuntos.


URBE CARIOCA 1 – PACOTE DE URBANIZAÇÃO PARA GUARATIBA =&2=&

SEMANA 19/08/2013 a 23/08/2013 – HOTÉIS, DEMOLIÇÕES, ESTAÇÃO GÁVEA, E O METRÔ-TRIPA EM 2016

“Em tempos de manifestações, aguardemos as opiniões das instituições ligadas ao urbanismo e ao meio ambiente, e da academia, sobre a enxurrada hoteleira e a invasão predadora da Floresta da Tijuca, enquanto o Hotel Nacional continua abandonado. E de juristas sobre tantos benefícios fiscais…”.

Trecho de DEMOLIÇÕES 3 – OS HOTÉIS E O PACOTE OLÍMPICO 1

 

Internet
=&0=& =&1=& =&2=& =&3=& =&4=& =&5=& =&4=& =&7=&

VOU DEMOLIR! HUMMM.. REFLETI… NÃO VOU DEMOLIR…

“Uma piscina linda, cheia de história, de vida e que marcou a carreira de muitos de nós. Imagens que ficarão guardadas para sempre em nossa memória e registradas aqui na Best Swimming.”
Fonte: www.bestswimming.com.br
Antigo Museu do Índio, Parque Aquático Júlio Delamare, Estádio de Atletismo Célio de Barros, Escola Municipal Friedenreich, um dominó ao contrário: as decisões sobre a destruição desses prédios públicos, afirmadas e reafirmadas com veemência, foram modificadas uma a uma. Para o bem, tudo indica. =&0=&

Artigo: ENTENDENDO A ESTAÇÃO CARIOCA – PARTE 2, de Miguel Gonzalez

Internet
O Blog Metrô do Rio é fonte importante de informações e análises sobre este sistema de transportes da Cidade do Rio de Janeiro. Responsável pelo blog, o jornalista Miguel Gonzalez já nos brindou com o excelente artigo UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO, publicado em 27/06/2012 e um dos posts mais lidos até hoje.=&1=&

SEMANA 24/06/2013 a 28/06/2013

Semana em que brasileiros continuaram nas ruas e a Seleção Brasileira de Futebol venceu a Copa das Confederações.
Internet


Publicações da semana que passou
e textos mais lidos.
Os posts imediatamente anteriores; comentários sobre a (i)mobilidade urbana e a escolha de prioridades equivocada, complementadas por vídeo inacreditável (entrevista do sr. Prefeito após a reeleição em outubro/2012); a análise do cientista social Guina Ramos sobre os transportes no Rio de Janeiro; e notícias sobre o pacote de leis urbanísticas que está na Câmara de Vereadores.
Boa leitura.
Blog Urbe CaRioca


“Enquanto tramitavam dois mil itens (…), aprovavam-se em paralelo dois Pacotes Olímpicos, PEU Vargens, Torres na Lapa e para BNDES, Hotéis com gabaritos excepcionados, condomínios com índices especiais fantasiados de Parque Olímpico, e muitas outras barbaridades urbano-cariocas”.

Trecho de PACOTE DE NOVAS – OU VELHAS? – LEIS URBANÍSTICAS: COM OS VEREADORES


=&10=& =&10=& =&13=& =&10=& =&15=&=&16=& =&17=& =&17=& =&17=&
Maracanã – Projeto da Prefeitura anterior ao que foi licitado pelo
governo estadual: equipamentos esportivos mantidos e
integrados ao entorno do estádio.
 Imagem: Internet
PUBLICAÇÕES 10/06/2013 a 14/06/2013 DIVERSOS,18/06/2013 – Leme, Hotel Glória, Metrô, Transportes e a Revolta do Vintém (mais link para entrevista do Sr. Prefeito à TV Globonews) Artigo:ALTERNATIVAS À DEMOLIÇÃO DE ESTÁDIOS ESPORTIVOS NO ENTORNO DO MARACANÃ, de Roberto Anderson Magalhães Artigo:VANDALISMO OFICIAL CONTRA O PATRIMÔNIO PÚBLICO: O CÉLIO DE BARROS E O JÚLIO DELAMARARE, de Sonia Rabello =&10=& =&10=&=&22=& =&10=& =&24=&=&16=& =&17=& =&17=&

“Esse negócio de Olimpíada é sensacional prá você usar como desculpa prá tudo. Então tudo que eu tenho que fazer, agora vou fazer prá Olimpíada, fazer prá Olimpíada. Tem coisa que tem a ver com Olimpíada, tem coisa que não tem nada a ver, mas eu uso”.

Prefeito Eduardo Paes em 14/10/2012




Quinta, 27/06/2013


 [...] Leia mais

OS SOCOS DO PREFEITO, ISTAMBUL, E A POLÍTICA URBANA


Muitos já escreveram sobre os socos que o prefeito desferiu no rapaz que interrompeu momentos de lazer do alcaide. Não cabe alongar o caso. O músico não tinha o direito de ofender e insultar o Chefe do Executivo, nem este de revidar as ofensas com socos. O primeiro reconheceu os insultos e o segundo desculpou-se com a população. Ponto final.


O que nos interessa é o motivo da discussão.


Conforme a imprensa, a indignação do ‘contribuinte’ deveu-se à política urbana praticada pela Prefeitura, que entende equivocada. Nota de esclarecimento divulgada pelo músico diz:


Nossa critica é contra um poder municipal que loteia NOSSA cidade, desapropria e expulsa os pobres, abrindo lugar para os ricos. Uma gestão de poucos, que vem promovendo, à revelia de muitos, uma violenta elitização do Rio de Janeiro – nitidamente vinculada à especulação imobiliária.
 Como não reagir a isso? São questões de NOSSA cidade, que afetam nossas vidas diariamente, e sobre as quais não conseguimos ser ouvidos. Estamos sendo aniquilados por um modelo de gestão autoritário e excludente. Impossível não se afetar. Impossível se calar, quando temos a chance de ser ouvidos”.

O jornal NYT, comentando o lamentável episódio, utiliza o termo ‘gentrification’: “[the constituent]…said he had directed his scorn at Mr. Paes because he believed that the mayor’s policies were benefiting a select group of real estate speculators and contributing to gentrification ahead of the 2014 World Cup and 2016 Summer Olympics…”. A notícia na íntegra pode ser lida neste link. =&1=&, uma tradução literal do inglês “gentrification” que não consta nos dicionários de português, a um conjunto de processos de transformação do espaço urbano  que, com ou sem intervenção governamental, busca o aburguesamento de áreas das grandes metrópoles que são tradicionalmente ocupadas pelos pobres, com a consequente expulsão dessas populações mais carentes, resultando na valorização imobiliária desses espaços’.
cristovao1.wordpress.com

Ou seja, o tema que provocou a reação do Prefeito foi a Política de Urbanismo. Nada sobre hospitais, escolas, desordem pública, transportes, o dia a dia da cidade… Muito embora todos esses tópicos enquadrem-se em ‘urbanismo’ -, o alvo do protesto foram as decisões que produzem efeitos a médio e longo prazos e que podem durar décadas ou séculos: transformações urbanas e o uso do solo!




Pouco tempo depois o noticiário internacional dá conta dos distúrbios na Turquia que crescem a cada dia – as manifestações contra o governo que se espalharam por várias cidades. Curiosa e infelizmente o estopim da revolta aconteceu em função da derrubada de árvores em uma praça vizinha a um parque público, em Istambul, para a construção de um shopping-center!  Por óbvio os motivos da revolta são mais abrangentes e envolvem aspectos político-culturais complexos. Mas, vieram à tona quando da agressão a um espaço público, propriedade do povo, de fato, para seu uso, gozo e fruição, destinatário final que é dos espaços públicos: a Praça Taksim, no Parque Gezi, no coração da cidade.

Impossível não nos lembrarmos da Praça N. S. da Paz e da construção de empreendimento comercial  no Parque do Flamengo proposta com o apoio governamental.

A quem interessar, relatos importantes estão em What is Happening in Istambul? e em O Véu, o Álcool e a Mini-saia, da jornalista Helena Celestino

Wikimedia



Voltando à urbe carioca, em 27/05/2013 arquitetos e urbanistas reuniram-se para o debate Uma cidade em transformação: intervenções urbanas no Rio de Janeiro.


Vale conhecer o resultado do encontro relatado no blog RioReal criado pela jornalista e escritora americana Julia Michaels: além de comentários gerais sobre as discussões, a autora exalta a qualidade do debate – em suas palavras ‘difícil haver uma troca tal como a desse encontro’ –  e lista as sete principais críticas apontadas sobre a política urbana que vem sendo adotada no município do Rio de Janeiro.


Os últimos acontecimentos demostram que movimentos pela gestão democrática da cidade que nasceram na década de 1980, e perderam força ao longo do tempo, estão de volta. A voz da sociedade civil – prevista nos Planos Diretores de 1992 e 2010, na Lei Orgânica do Município e no Estatuto da Cidade, tem se feito ouvir.

Exemplos estão nas manifestações contra a devastação da Praça Nossa Senhora da Paz em nome de uma decisão errada sobre as prioridades no traçado do Metrô; na corrente que se formou contra a demolição do prédio do antigo Museu do Índio  suspensa depois de ter sido autorizada pelo Prefeito; na luta para impedir a diminuição da Área de Preservação Marapendi e o uso de áreas públicas para a construção de um campo de golfe; nas ações judiciais e movimentos de associações de moradores decididos a garantir a proteção do Parque do Flamengo/Marina da Glóriaprevista em lei, e impedir a construção de um Centro de Convenções e Shopping-Center no parque público; no abraço ao prédio e na missa celebrada em intenção da preservação do Quartel General da PM que tem 200 anos de História; nas discussões sobre o Píer da Zona Portuária.


E, ainda, na organização de encontros institucionais e acadêmicos; e nos inúmeros abaixo-assinados que questionam decisões prejudiciais ao meio ambiente, ao patrimônio cultural e ao uso do solo.


[...] Leia mais

NO MEIO DO CAMINHO TINHA UM TRAMBOLHO


IPANEMENSES E TIJUCANOS, UNI-VOS

CONTRA A FEIURA, E LEMBRAI-VOS: LINHA 1 LINHA 4!  CrôniCaRioca
LE CROISSANT D’IPANEMÁ
Panoramio – Foto: Marcelo Carneiro
=&2=&, uni-vos contra a feiura“! =&5=&feiura“! Lembrei-me do caso de duas amigas que, visitando Paris, ficaram paradas em frente a uma loja esperando  o ônibus que as levaria para um passeio. O dono da loja foi até à calçada e pediu que elas se retirassem porque estavam atrapalhando a visão – pelos transeuntes – da sua vitrine – dos produtos, portanto! – , e que prejudicariam as vendas!


CADÊ A LOJA QUE ESTAVA AQUI? O JORNALEIRO COMEU!
Imagem: Internet

CADÊ A CALÇADA QUE ESTAVA AQUI? A BANCA COMEU!
Imagem: Blog Carlos Emerson Jr.



Aqui, entre os trambolhos de toda natureza estão bancas de jornal, enormes e desproporcionais aos espaços tampam lojas e letreiros sem a menos cerimônia. O francês não poderia mandar que elas – as bancas – se retirassem!



Internet



Pelo menos os abrigos nos pontos de ônibus, são bonitos. Pena que em alguns casos ocupem quase toda a calçada, imprensados entre o meio-fio e as grades instaladas na frente dos edifícios. E em outros a transparência dos vidros tenha sido eliminada. Como sempre, a feiura da propaganda, a invenção que se sobrepõe a tudo. Somos marquetingue-addicts, parece! Não mais se vive sem ela!



[...] Leia mais

A SEMANA – 11/02/2013 A 15/02/2013

CARNAVAL CARIOCA. O SOL VOLTOU. O RIO FERVEU. =&0=&Publicações da semana que passou e textos mais lidos.

Os posts imediatamente anteriores e ponderações sobre Carnaval x Metrô e a Desordem Urbano-CaRioca. A CrôniCaRioca remete ao artigo da jornalista Cora Rónai de quinta-feira, que fez menções à ‘Festa de Momo’ e à demolição do Velódromo do Rio. 

=&3=&

CARNAVAL, METRÔ, PERIGOSA DESORDEM URBANO-CARIOCA



RIO DE JANEIRO, CARNAVAL 2013

ENCONTROS FELIZES!
Foto: Acervo Urbe CaRioca
Quisera que Urbanildo Barbosa não tivesse razão!=&0=&, por sua vez, questionou em vários posts a opção do governo de esticar a Linha 1, que hoje termina na Praça General Osório, antes de construir a Linha 4 original (além do texto com link acima, v. Mais Metrô 11 e outros de autoria de Miguel Gonzalez) . Por certo o Carnaval não dura o ano inteiro. Ainda assim, a quantidade de blocos e número de foliões que não param de crescer somados à preferência pelos bairros da Zona Sul criam situações inadmissíveis, como a retratada abaixo. 
 Imagem que circula nas redes sociais com o texto abaixo retrata incapacidade absoluta de atender à demanda. E, infelizmente,  o perigo em potencial. Não se deve esquecer que esta mesma linha de Metrô, já indevida e criminosamente ligada à Linha 2, receberá em breve a população da Barra da Tijuca e de outros bairros da Zona Oeste.  

“Atenção autoridades !!! Não esqueçam as mortes da boate em Santa Maria
Metrô General Osório domingo à noite: perigo absurdo !!!!!”
Foto de Lukas Rodrigues



Por outro lado, há a sujeira, o barulho, o cheiro de xixi! São problemas que não se pode relevar, nem em nome da festa de Momo! Há que se buscar uma solução. Os velhos, os doentes, as crianças pequenas, os que precisam de assistência de urgência, não podem ficar reféns da alegria dos demais.



[...] Leia mais