MANCHETE, REPORTAGEM O GLOBO E OPINIÃO DO MOVIMENTO GOLFE PARA QUEM?

Hoje, 30/11/2014, o principal jornal da urbe carioca traz entre suas principais manchetes: =&0=& =&1=&

A reportagem Prefeitura prepara modelo de concessão do campo de golfe, na Barra, para depois da Olimpíada descreve alguns aspectos do caso essencialmente o ponto de vista da Prefeitura, com declarações repetitivas do Prefeito que, infelizmente, carecem de credibilidade e servem àqueles que não conhecem o assunto em profundidade como, por exemplo, usar a figura do “Parque das Benesses” para justificar a obra do campo, entre outros sofismas. =&4=&

DESAFIO ÁGORA – RELATÓRIO ENTREGUE AO PREFEITO DO RIO, PRESIDENTE DO C40

=&0=& =&1=& Ontem pela manhã tivemos ciência da decisão proferida pelo juiz Eduardo Antônio Klaunser, que, ao contrário do esperado, não atendeu ao solicitado pelo MPRJ. Entre outros aspectos considera que “Nenhum fato novo justifica a ampliação da medida deferida e a paralisação da implantação do campo de golfe para as Olimpíadas”. A decisão, entretanto, não invalida o resultado do Desafio Ágora da Prefeitura: =&2=& foi a proposta com maior aceitação e visibilidade. =&3=& =&4=&


O relatório final do projeto Ágora com as 25 propostas apresentadas pelos cariocas – comentadas por órgãos da Prefeitura e por outros participantes – foi entregue ao Prefeito do Rio na última segunda-feira. Os leitores do blog tem ciência de que a proposta do Urbe CaRiocaPRESERVAR O PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO MARAPENDI ÍNTEGRO’ foi a ideia mais debatida e comentada entre as 378 apresentadas. Em termos de pontuação foi a segunda colocada, mesmo com a enxurrada de votos negativos e estrelas sem brilho concedidos pelos predadores da cidade, que não conseguiram anular os muitos votos positivos e constelações trazidos pelos defensores da Cidade Maravilhosa, do Meio Ambiente, e do desenho urbano que contorna a Lagoa de Marapendi (v. reportagem no Globo Esporte).


A nosso pedido, os organizadores incluíram a descrição da ideia correta, antes considerada por eles, erroneamente, para “eliminar o Campo de Golfe”. A descrição inserida no documento final é:

Descrição:
Manter a continuidade da reserva ambiental ao longo de toda a margem norte da Lagoa de Marapendi, área protegida há mais de meio século, cuja parte destinada ao Parque vem sendo implantada há décadas durante sucessivas administrações públicas, mediante a doação de áreas à cidade gradativamente, na medida em que condomínios de edifícios, residências e prédios comerciais são construídos conforme códigos de obras baseados no Plano Piloto para a Baixada de Jacarepaguá, de autoria do arquiteto Lucio Costa.
A proposta também implica em garantir a possibilidade de completar a Avenida Prefeito Dulcídio Cardoso (antiga Via 2), idealizada por Lucio Costa para separar as terras destinadas à ocupação urbana e protege a área de reserva, além de consistir em alternativa ao trânsito da Avenida das Américas através de uma “via calma” que margeia a restinga e proporciona lazer contemplativo, passeios a pé, de bicicleta ou veículos.
Do ponto de vista urbanístico, ambiental e cultural, perder a continuidade da reserva e do parque de Marapendi é inaceitável. Quaisquer outros interesses envolvidos devem partir dessa premissa e a ela serem adaptados, inclusive a intenção de construir um campo de golfe para os jogos olímpicos de 2016, que deve, no mínimo, respeitar os limites impostos pela via parque e pela existência da restinga protegida.


Do mesmo modo, os responsáveis incluíram nossas respostas à SMAC e à Empresa Olímpica:


À Secretaria Municipal de Meio Ambiente,
Obrigada pelo comentário, do qual discordo com veemência. Não preciso explicar os motivos porque certamente vocês os conhecem. Essas afirmações são sofismas. Enganarão a muitos, pois o assunto é extremamente complexo. A cimenteira funcionou perto da Avenida das Américas e a parte mais importante da APA é a que fica mais próxima da Lagoa, protegida pela divisão criada por Lucio Costa ao projetar a Via 2, e que foi devastada pela obra do campo onde a vegetação nativa estava resguardada e não degradada. Se quiserem recordar algumas das explicações sugiram que revejam o primeiro artigo do Blog Urbe CaRioca – PACOTE OLÍMPICO 2 – O CAMPO DE GOLFE E A APA MAREPENDI 
http://urbecarioca.blogspot.com.br/2012/11/pacote-olimpico-2-o-campo-de-golfe-e.html – e vários que estão em EXTRA! SOBREVOANDO O CAMPO DE TODOS OS POSTS. Entre os mais recentes sugiro GOLFE – PARA NÃO ESMAGAR A RESERVA AMBIENTAL, HÁ  ALTERNATIVA neste link
O GOLFE, O ARTIGO, A RÉPLICA E A TRÉPLICA  neste link
Ab. Andréa Redondo / Blog Urbe CaRioca
À Empresa Olímpica,
Sugiro dirigir as explicações ao Sr. Fausto que escreveu a seguir. Obrigada pelos esclarecimentos, mas nada justifica retirar uma parte do Parque Ecológico Marapendi. Nada. Que não sugerissem o Golfe ao COI. O esporte, salvo engano, não constava do dossiê da candidatura. Ou seja, foi proposto depois da escolha da cidade. Corrijam-me, por favor, se eu estiver enganada. Se estou certa, ou não fizessem lá, ou fizessem em outro lugar. Não faltam. Japeri? Teresópolis? Itanhangá adaptado? Búzios?
Não quiseram mais um campo de golfe no Rio, mas dar viabilidade a um empreendimento imobiliário agraciado com mais valia trocada por terras públicas e o sacrifício um parque definido há meio século. Na minha visão e na de muitas outras pessoas, atos inconcebíveis e inaceitáveis. Obrigada pelo contato, mas no momento não é possível responder ponto por ponto, argumentos já explicados em várias análises publicadas, e também feito no artigo da americana Elena Hogdes – 
O GOLFE, O ARTIGO, A RÉPLICA E A TRÉPLICA

A quem interessar o relatório final pode ser conhecido neste link. Segundo a página, “no dia 4 de dezembro, às 20h, o prefeito apresentará a todos os cidadãos e cidadãs da cidade o caminho que cada ideia seguirá dali em diante através de uma videoconferência”.


_____________________________

[...] Leia mais

O JUIZ E O GOLFE – ÚLTIMAS NOTÍCIAS: MESMO PREVISÍVEIS, DECEPCIONANTES

=&0=& =&1=&
A programação do blog era terminar a semana com assuntos leves e divertidos, depois das muitas barbaridades urbano-cariocas e do estranho projeto Ágora – o Pão e Circo da Prefeitura – protagonistas que ocuparam os meses de outubro e novembro/2014. Infelizmente é impossível, por enquanto. O Juiz da 7ª Vara de Fazenda Pública não acolheu o pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro e “negou o pedido de suspensão do projeto do campo de golfe…” como informa o site Surto Olímpico. A decisão: Processo nº: 0273069-88.2014.8.19.0001 Tipo do Movimento: Decisão Descrição: 1 – Como reconhece o MP em réplica, a medida de urgência já foi determinada no início do processo acolhendo em parte o pretendido pelo MP e preservando a vegetação e o meio ambiente da área sub judice. Nenhum fato novo justifica a ampliação da medida deferida e a paralisação da implantação do campo de golfe para as Olimpíadas, mormente que foi formado um corredor de conectividade de 32m, deslocando-se o buraco 12, e considerando que a espécie de grama utilizada no campo de golfe possui baixo índice de fertilidade o que significa que espécimes de sua espécie não invadirão a área de mata nativa, como revela e prova a parte autora pelos documentos acostados. Isto posto, indefiro, neste ponto, o requerido pelo MP na citada réplica. 2 – Considerando que o Município do Rio já integra a lide, não há porque a associação desportiva Rio 2016 contratada pelo Município, sua preposta portanto, também vir a intervir na lide e atrasar o andamento do feito. Logo, indefiro o pedido da Fiori de que a Associação Rio 2016 venha a integrar a lide. 3 – Especifiquem as partes as provas que ainda pretendem produzir, justificadamente.

Este blog urbano-carioca – portanto com limitações de natureza jurídico-processuais – por óbvio aguardará os desdobramentos da ação que se encontra sob apreciação judicial.

Mas, qualquer resultado não apagará a vontade de inúmeros cariocas defensores da Cidade e do Meio Ambiente que têm lutado pela APA Marapendi – advogados, arquitetos, urbanistas, biólogos, engenheiros florestais, participantes do Movimento Golfe para Quem? * e cidadãos das mais diversas profissões e atividades, movidos tão somente pelo amor ao Rio e pelo respeito às leis e ao interesse público. Tampouco anulará o apoio demostrado durante o projeto Ágora da Prefeiturapor muitos que levaram a ideia PRESERVAR O PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO MARAPENDI ÍNTEGRO a ser a primeira mais comentada e a segunda mais votada entre 378 propostas apresentadas ao prefeito.

Por outro lado, nenhum argumento justificará a incoerência que levou aquele que deveria ser, no momento, o primeiro defensor da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro – depois do santo padroeiro – que, ironicamente, foi Secretário de Meio Ambiente do Município e hoje preside o C40 (grupo criado para desenvolver propostas preservacionistas), a sacrificar um Parque Ecológico que vinha sendo implantado ao longo de sucessivas administrações públicas.

Resta ainda, como consolo, a irreverência do carioca que consegue extrair bom-humor das mais inusitadas situações, como na imagem abaixo que já passeia pelas redes sociais.
Urbe CaRioca

[...] Leia mais

METRÔ: QUEM DIRIA, A LINHA 4 VIROU LINHA 5!

=&0=&=&1=&=&2=& =&3=& =&3=& =&3=&
Foram inúmeras as postagens neste blog Urbe CaRioca relatando que a anunciada e alardeada Linha 4 do Metrô não era a Linha 4, mas, um prolongamento da Linha 1, esticada da Praça Antero de Quental, no Leblon, até a Gávea, para dali continuar em direção à Barra da Tijuca (Note-se que o projeto original da Linha 1 terminava no Jardim de Alah). Palavras ao vento…
Até o jornal O Globo, que em editorial recente havia retratado a realidade dando o nome certo ao boi, digo, à tripa, digo, à linha 1 do Metrô, acabou se rendendo à nomenclatura repetida à exaustão pelo governo estadual atribuída à construção que prossegue a passos de cágado, digo, de tatu, um enorme tatu, um tatuzão saindo da Praça General Osório (que recebeu mais uma plataforma não existente no projeto original e por isso ficou fechada durante meses!) em direção ao Leblon, que passou por baixo do Jardim de Alah, e no caminho arrancou árvores centenárias na Praça Nossa Senhora da Paz.


Em todas as placas, macacões, coletes, bonés, faixas, folders, notícias nos periódicos e televisão, loas à falsa Linha 4.

Finalmente o governo do Estado sinalizou que construirá o trecho do Metrô entre a estação Largo da Carioca, aquela que quase virou Pão Fresco, e o bairro da Gávea.




TRAÇADO ORIGINAL da Linha 4, licitado em 1998:
a Barra da Tijuca seria conectada à Botafogo, via Jardim Botânico.
Uma outra alternativa seria ligar a Barra diretamente à estação Carioca, via Laranjeiras.
Blog As Ruas do Rio, em 2010 – O mapa também indica o trecho não construído da Linha 2.

Os gestores tiveram dois probleminhas para resolver.

Primeiro, como chamar o trecho novo a ser licitado de Linha de 4 depois de repetir milhões de vezes que já a estavam construindo, a partir da Estação General Osório em direção à Praça Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Praça Antero de Quental, e dali fazendo uma enorme curva para encontrar a Estação Gávea, esta, sim, parte da Linha 4 Original até a Barra da Tijuca?

Fácil: rebatizaram o trecho entre o Centro e a Gávea, via Botafogo, de Linha 5. Mas a Linha 5 prevista era a  Galeão – Carioca, via Fundão, Leopoldina, Rodoviária e Santos Dumont, trecho espetacular e muito necessário, esquecido pelo Porto Maravilha, inexplicavelmente: região cavada, esburacada, renovada, sem a Perimetral, com túneis, sem habitação e… SEM METRÔ! Não é um problemão. Daqui a meio século, se ainda existir Metrô e essa Linha 5 for feita por certo encontrarão outro número para mais um rebatismo.
Segundo probleminha, o nome do trecho. Geralmente as Linhas são nomeadas do Centro para o destino final, por isso a Linha 4 original era Largo da Carioca – Barra da Tijuca. Agora, reduzida a um pedaço rebatizado de Linha 5, começando na Carioca, criou-se um cacófato impublicável. Como resolver? Fácil também, ora, bastava inverter o sentido e a leitura das estações. Ficou assim: Gávea – Carioca. Portanto:


Linha 4 Original: Carioca – Barra da Tijuca via Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico e Gávea.
Linha 4 Falsa: General Osório – Barra da Tijuca via Ipanema, Leblon e Gávea
Linha 5 Original: Galeão – Carioca (mas nosso aeroporto ganhou um BRT e uma linda ponte estaiada só para ele…)
Linha 5 Falsa: Carioca – … Opa! não dá! – Gávea – Carioca, pronto, resolvido!=&12=& =&13=& =&13=&

Moradores do Leblon debatem problemas do Metrô

Em reunião realizada no Colégio Santo Agostinho engenheiros especialistas explicaram o motivo dos problemas do Tatuzão: a opção por escavar na terra, em profundidade menor, em vez de na rocha como constava nos estudos técnicos da década de 1970/1980.

NOTA – Por ser um filme longo contendo explicações técnicas melhor direcionadas a especialistas, sugerimos conhecer pelo menos a parte apresentada pelo Engenheiro Fernando MacDowell, a partir dos 49 minutos.
Julho 2014 – Filmado por Caos CaRioca Disponível no Youtube ______________________

COMENTÁRIOS DE LEITORES DO BLOG (ATUALIZAÇÃO EM 26/11/2014)

[...] Leia mais

SEMANA 17/11/2014 a 23/11/2014 – ÁGORA FASE 4, GOLFE E PEDIDO DE SUSPENSÃO DA OBRA, S.O.S. ESTÁDIO DE REMO e POR QUE PRESERVAR MARAPENDI

Na matéria referida o Globo Esporte entrevistou a responsável por esteUrbe CaRioca, quando tivemos a oportunidade de reiterar nosso ponto de vista sobre a eliminação de área expressiva doPARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO MARAPENDI,explicitado inúmeras vezes em postagens ao longo dos últimos dois anos.”

Trecho de REPORTAGEM GLOBO ESPORTE 19/11 – MINISTÉRIO PÚBLICO E PARQUE ECOLÓGICO MARAPENDI


Publicações da semana anterior e textos mais lidos

Postagens imediatamente anteriores; PRESERVAR O PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO DE MARAPENDI ÍNTEGRO passou à quarta fase do projeto Ágora Rio, da prefeitura; campo de golfe foi tema de duas reportagens publicadas no Globo Esporte, quando divulgado o parecer dos procuradores do Ministério Público Estadual; carta do movimento S.O.S. Estádio de Remo da Lagoa Rodrigo de Freitas; e a descrição da proposta para salvaguardar Marapendi. O vídeo-paródia  de 08/11/2014, ASSESSOR CONTA A HITLER SOBRE PROTESTO CONTRA OBRA DO GOLFE NA RESERVA AMBIENTAL, continuou entre os posts mais visualizados.

Aos novos leitores que não conheceram o Desafio Ágora: a proposta do blog =&7=&obrigatoriamente constará no documento a ser enviado ao Prefeito do Rio, presidente do C40 pode ser vista neste link. =&8=&
Na imagem publicada no jornal O Globo de hoje sobre problemas de dragagem na Lagoa Rodrigo de Freitas é possível ver um trambolho provisório-permanente: instalação de estrutura e cobertura para realização de eventos e festas sobre a laje das arquibancadas contraria as restrições impostas pelas leis vigentes para proteção do entorno do espelho d’água, bem tombado municipal. A estrutura metálica foi erguida pela última vez na época da Copa do Mundo. As lonas foram retiradas, mas pilares e vigas continuam, à espera dos novos eventos provisórios-permanentes.
=&9=& =&9=& =&11=&

SEMANA 10/11/2014 a 15/11/2014 – FASE DAS ESTRELAS NO DESAFIO, CINEMAS E PATRIMÔNIO CULTURAL, CARTA AO ÁGORA

SEMANA 03/11/2014 a 08/11/2014 – GOLFE NA RESERVA, ÁGORA, ELEITORES MISTERIOSOS, E O VÍDEO-PARÓDIA

PRESERVAR O PARQUE MARAPENDI – PASSO A PASSO PARA VOTAR NA FASE 3

REPRISE e ESTRELAS – ASSESSOR CONTA A HITLER SOBRE PROTESTO CONTRA OBRA DO GOLFE NA RESERVA AMBIENTAL

PRÉDIOS CARIOCAS: VALOR CULTURAL E VALOR COMERCIAL, EIS A QUESTÃO

DESAFIO ÁGORA – CARTA ABERTA AOS ORGANIZADORES E PARTICIPANTES


Terça, 18/11/2014

PARQUE MARAPENDI ÍNTEGRO – PARABÉNS, PEDIDO DO ÁGORA, E PEDIDO AOS LEITORES E APOIADORES DA IDEIA

Quarta, 19/11/2014

REPORTAGEM GLOBO ESPORTE 19/11 – MINISTÉRIO PÚBLICO E PARQUE ECOLÓGICO MARAPENDI


Quinta, 20/11/2014

(2) GLOBO ESPORTE 19/11, O PARQUE MARAPENDI E A PALAVRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO: SUSPENSÃO

=&9=& =&18=&

LAGOA RODRIGO DE FREITAS – COMUNICADO DO MOVIMENTO S.O.S. ESTÁDIO DE REMO

 

=&19=&

POR QUE PRESERVAR O PARQUE MARAPENDI

LAGOAS NA BARRA DA TIJUCA, RIO DE JANEIRO
ESTUDOS RESERVA BIOLÓGICA – 1961
Do que restou, a obra do campo de golfe retira mais um trecho significativo.
Desenho: INTERNET
Os ostsmais lidos da semana =&20=& =&21=& =&21=& =&21=& =&24=&

LAGOA RODRIGO DE FREITAS – COMUNICADO DO MOVIMENTO S.O.S. ESTÁDIO DE REMO

=&25=&

REPORTAGEM GLOBO ESPORTE 19/11 – MINISTÉRIO PÚBLICO E PARQUE ECOLÓGICO MARAPENDI

=&26=&

PARQUE MARAPENDI ÍNTEGRO – PARABÉNS, PEDIDO DO ÁGORA, E PEDIDO AOS LEITORES E APOIADORES DA IDEIA

=&27=& =&28=&

POR QUE PRESERVAR O PARQUE MARAPENDI

Desenho: Urbe CaRioca
Hoje é o último dia para enviar sugestões ao projeto Ágora da Prefeitura do Rio de Janeiro, e comentar as propostas selecionadas, cuja lista está neste link. A proposta do blog Urbe CaRioca aparece em segundo lugar, conforme votação final, não obstante a enxurrada de votos negativos – caso único em todo o processo – e as estrelas de menor valor a ela atribuídas, pelos eleitores misteriosos. =&1=&

(2) GLOBO ESPORTE 19/11, O PARQUE MARAPENDI E A PALAVRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO: SUSPENSÃO

LAGOA DE MARAPENDI, APA MARAPENDI, PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO MARAPENDI
Foto: URBE CARIOCA, março 2014
Ontem divulgamos notícia publicada no globoesporte.comsegundo a qual terminaria no mesmo dia, quarta-feira 19/11/2014, “o prazo para o Ministério Público do Rio de Janeiro enviar a réplica sobre proposta de realocação de três dos 18 buracos do campo de golfe das Olimpíadas de 2016”.
Post: REPORTAGEM GLOBO ESPORTE 19/11 – MINISTÉRIO PÚBLICO E PARQUE ECOLÓGICO MARAPENDI À noite nova reportagem informou que o MPRJ pediu a suspensão da licença ambiental do campo de golfe, que o órgão chamou as alegadas adaptações da obra ao meio ambiente de “risíveis” e criticou o prefeito Eduardo Paes “por ter sancionado uma lei aprovada pela Câmara dos Vereadores que permitiu a construção do campo de golfe naquela área”. =&1=& =&2=& =&3=&

PARQUE MARAPENDI ÍNTEGRO – PARABÉNS, PEDIDO DO ÁGORA, E PEDIDO AOS LEITORES E APOIADORES DA IDEIA

=&0=& =&1=&Sua proposta foi uma das 25 selecionadas para serem avaliadas pela prefeitura e, se implementada, poderá mudar o Rio para sempre! (Mensagem padrão recebida do Desafio Ágora Rio)
Imagem: Júlio Cesar Guimarães/UOL em reportagem do dia 21/10/2014
Prefeitura cede e procura MP para evitar paralisação de obra contestada da Justiça


Caros leitores e apoiadores da ideia PRESERVAR O PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO MARAPENDI ÍNTEGRO apresentada por este Urbe CaRioca ao projeto Ágora da Prefeitura do Rio,
Os parabéns são para vocês!

Conheçam o resultado da Fase 3, obtido graças aos votos positivos e estrelados de vocês, e à divulgação das decisões equivocadas da Prefeitura em relação ao Parque Marapendi, na Barra da Tijuca, moldura da Lagoa de Marapendi: a ideia passou para a Fase 4, o que significa que estará entre as 25 PROPOSTAS QUE SERÃO ENCAMINHADAS AO PREFEITO no próximo dia 24/11.
Propostas finais
O presente documento contém a lista das propostas finalistas do Desafio Ágora Rio, que serão compiladas em um documento único e que no dia 24 de novembro serão entregues ao prefeito Eduardo Paes. A partir dessa data, o prefeito terá uma semana para avaliar a possibilidade de execução das 25 propostas finalistas. A resposta oficial será dada em uma videoconferência no dia 4 de dezembro! Abaixo, você pode clicar nas ideias que mais lhe interessam para ver o texto que deverá constar no documento entregue a prefeito e contribuir com seu desenvolvimento (sempre levando em consideração os debates feitos aqui na plataforma e nos encontros presenciais)!
2.      Preservar o Parque Municipal Ecológico de Marapendi íntegro 3.      Cestos Ecológicos de bueiros para evitar enchentes 4.      Crédito Verde 5.      Ciclovia em Jacarepaguá 6.      Projeto REC (Rede Energia Cidadã) 7.      Implantar o trecho 6 do anel viário do Rio 8.      Aterramento dos Fios 9.      Estação Rodoviária em Curicica 10.   Fotos ajudando a Guarda Municipal no trânsito 11.   Ciclovia e Ciclofaixa ligando estações BikeRio 12.   Municipalização das calçadas do Rio de Janeiro 13.   Colocação de cancelas nos principais cruzamentos dos BRTs 14.   Mobilidade urbana via Baía de Guanabara 15.   Qualidade Cidadã para o Ônibus Urbano Comum 16.   Estacionamentos de integração 17.   Redes Hidroviárias – Mobilidade e Conectividade 18.   Disponibilização de horários, frequência e tarifa das linhas de ônibus nos pontos, terminais e sites Rioonibus e Fetranspor 19.   Criação de um Sistema de Sinalização para Pedestres 20.   Adolescentes Politizados – Educação Política e Cidadã 21.   Criação da Escola Pública de Idiomas do RJ 22.   Operações Urbanas na zona norte 23.   Rio. Maracanã. Parque 24.   Programa Plazas Cariocas: criação de projeto piloto na Tijuca 25.   Avaliação coletiva das linhas de ônibus do Rio No trecho referente à ideia que consta do texto preliminar elaborado pelos organizadores do Ágora a descrição da ‘ideia’ é enganosa, pois a proposta não pretende “eliminar o campo de golfe” – o Ministério Público Estadual, inclusive, propôs o deslocamento do campo para resguardar o parque. =&8=&
The golf course for the 2016 Olympics is being built in
this ecologically sensitive area, which is supposed to
be protected by law. (Photo by Elena Hodges)


Parabéns! Sua proposta foi uma das 25 selecionadas para serem avaliadas pela prefeitura e, se implementada, poderá mudar o Rio para sempre!

Agora estamos na fase de compilação das informações mais relevantes que surgiram ao longo das etapas do Ágora Rio (tanto na plataforma, quanto nos eventos no Imperator e no MAR). E para isso, estamos pedindo a sua ajuda!
No link acima, você poderá conferir e contribuir com as informações que serão compiladas no documento final que será entregue nas mãos do prefeito na tarde da próxima segunda-feira, 24 de novembro!
Não se sentiu contemplado(a) com a descrição da sua ideia? Comente!
Lembrou de um comentário super relevante feito durante a fase de proposição? Comente!

Viu algum erro de ortografia? Comente!
Acesse e contribua com a construção do documento através do
 link: https://desafioagorario.crowdicity.com/page/view/1760
Mas lembre-se; você só tem até o domingo para contribuir com o documento!


Aquele abraço,
Bernardo, Fran e toda a Equipe Ágora Rio!


[...] Leia mais