Praça Mahatma Gandhi pede socorro

28 de maio de 2018 – Divulgado por Marconi Andrade no grupo SOS Patrimônio 

Assunto: Praça Mahatma Gandhi pede socorro – Centro do Rio

“A Praça Mahatma Gandhi, com seu chafariz monumental, pede socorro. Abandono total por parte da Prefeitura. Abrigo e sanitário para população de rua, lixo, depredação e muitas fezes mesmo. Notei também que foi roubado mais um busto. Um grande absurdo!” Leia mais

Informativo – SOS Golfinho e SOS Boto-Cinza da Baía de Sepetiba

UtilitáRio

Um mistério paira sobre as águas azul turquesa da Baia de Sepetiba e Ilha Grande. De dezembro de 2017 para cá, a população inteira de Sepetiba, Guaratiba, Itaguai, Mangaratiba, Angra dos Reis e Ilha Grande têm testemunhado a morte de centenas de golfinhos que desde sempre ocuparam o local a considerar suas águas serenas e propícias ao acasalamento.

Cientistas pesquisam a origem do fenômeno e alguns indicam a difusão de uma virose especifica que teria se proliferado de uma hora para outra. Outros acreditam que metais pesados como o cádmio e resíduos das siderúrgicas e outras indústrias poluidoras, além das dragagens que revolvem os sedimentos de fundo contaminados têm ocasionado a mortandade dos mamíferos aquáticos. Leia mais

Informativo – Exibição do documentário “O Desmonte do Monte” no Cine Arte UFF

Programação:

• Dia 26-05-2018 (Sábado)
21:00 – “Historiografia” e “O Desmonte do Monte” (Cine Arte UFF /Niterói)

O documentário “O Desmonte do Monte” aborda a história do Morro do Castelo, seu desmonte e arrastamento.

O Morro do Castelo, conhecido como “Colina Sagrada”, foi escolhido pelos colonizadores portugueses para ser o local das primeiras moradias e fundação da cidade do Rio de Janeiro. Apesar de sua importância histórica e arquitetônica, o morro foi destruído por reformas urbanísticas com o intuito de “higienizar” a cidade e também de promover a especulação imobiliária. Leia mais

Enquanto a demolição do Elevado Engenheiro Freyssinet não vem

Todos os que conheceram o bairro do Rio Comprido sabem como o lugar era aprazível antes da construção do Viaduto sobre a Avenida Paulo de Frontin, que, ao melhorar as condições de mobilidade entre a Zona Norte e o Centro – via automóveis e ônibus – destruiu a bela avenida, descaracterizou o bairro, desvalorizou imóveis, levou poluição sonora, ambiental e paisagística em especial às casas e edifícios imediatamente vizinhos, e criou áreas de sombra e insegurança para transeuntes ao nível do solo. Leia mais

Informativo – Rio de Janeiro pode virar Capital Mundial da Arquitetura

UtilitáRio

Decisão será anunciada nos próximos dias pelo Conselho Superior da União Internacional dos Arquitetos

O Rio de Janeiro está prestes a se tornar a Capital Mundial da Arquitetura em decorrência de sua diversidade construtiva. A cidade será sede do Congresso Mundial de Arquitetura de 2020 e por isso poderá receber o título. Por enquanto, a capital fluminense é candidata única, mas mesmo assim precisa provar que faz jus à alcunha. Leia mais

Informativo – Encontro na SEAERJ para discutir as recentes medidas do governo Crivella

UtilitáRio

O que se relaciona ao servidor público do Município do Rio de Janeiro interessa à cidade, ou seja, a toda a população, residente e flutuante, e aos visitantes.

Urbe CaRioca

Publicado pela Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro _ SEAERJ

“Recentemente o governo Crivella editou o decreto n° 44.283 de 02/03/18 onde revoga o decreto n° 23.844/2003 da gestão do ex-prefeito Cesar Maia, onde garantia a não aplicação da EC nº 41 para os servidores do município do Rio de Janeiro. Esta medida, que nunca foi aceita pelo Tribunal de Contas do Município, que não homologou nenhuma das aposentadorias realizadas para aqueles que entraram após a edição desta emenda constitucional. Leia mais

Terreno no Flamengo: Aproveitamento – Parte 3

As figuras abaixo mostram o terreno do Flamengo – Próprio Estadual vendido pelo governo em processo iniciado há quase dez anos para “gerar caixa”; as limitações administrativas impostas pelo PAL 12773 / PAA 18791; a proposta do proprietário de construir dois prédios afastados das divisas no centro da quadra; e as possibilidades de ocupação conforme normas vigentes, em desenho esquemático. Leia mais