CAMPO DE GOLFE: UM DOSSIÊ CARREGADO DE INVERDADES E A PALAVRA DO MOVIMENTO GOLFE PARA QUEM

Hoje, em visita ao às obras do injustificávelescandaloso Campo de Golfe dito Olímpico o prefeito do Rio foi recebido por manifestantes contrários à mutilação do Parque Municipal Ecológico Marapendi, entre outras decisões questionáveis da municipalidade – Executivo e Legislativo – adotadas para permitir a construção em local onde não era vedado por leis urbanísticas e ambientais vigentes há décadas.
Na ocasião o alcaide lançou um dossiê sobre o caso, segundo o site G1 “para tentar explicar as obras em curso da megaconstrução esportiva na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio”. =&3=&

AVISO – REUNIÃO DO COMPUR CANCELADA, DEBATE SOBRE A MARINA DA GLÓRIA…

…e mais: COMENTÁRIOS DE CANAGÉ VILHENA, ANTONIO GUEDES, E BLOG URBE CARIOCA 




1 – A REUNIÃO DO COMPUR PREVISTA PARA A PRÓXIMA QUINTA-FEIRA, dia 26/02, na sede da Prefeitura do Rio, foi CANCELADA, conforme suspeitava a página Urbe CaRioca, ideia mencionada na rede social FB.

O motivo oficial está expresso no comunicado enviado aos membros do grupo. Intuímos que a razão verdadeira seja a presença anunciada de integrantes do Movimento Ocupa Golfe, ambientalistas, advogados, e outros profissionais interessados nas questões urbano-cariocas, para acompanhar os desdobramentos da lei que permitiu a transferência de potencial construtivo (área e andares) dos terrenos da orla marítima da chamada Praia da Reserva (Área de Proteção Ambiental Marapendi) com aumento de gabaritos de altura, ATE e taxa de ocupação na Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá.


MAPA INTEGRANTE DO SUBSTITUTIVO AO PLC Nº 114/2012
INDICA, COM HACHURAS, O SETOR II – ONDE HAVERÁ AUMENTO
DE GABARITO DE PELO MENOS 2 ANDARES, FORA ÁREAS
COMUNS, E REDUÇÃO NA TAXA DE OCUPAÇÃO DE 10%

A proposta de transferir índices urbanísticos foi apresentada como benéfica à cidade devido à possível criação do chamado Parque Nelson Mandela e anunciada como redentora da redução do Parque Municipal Ecológico de Marapendi. Mas, são apenas duas falácias que foram examinadas e explicadas em vários posts neste blog, em especial:


PACOTE OLÍMPICO 2 – O “PARQUE” DAS BENESSES URBANÍSTICAS

PARQUE DAS BENESSES NÃO APROVADO ONTEM O SERÁ HOJE, AMANHÃ OU EM BREVE,

PARQUE DAS BENESSES URBANÍSTICAS GARANTE A PRIMEIRA: O BALNEÁRIO, e

Artigo: NELSON MANDELA DEVE ESTAR INDIGNADO: O CASO DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL DA BARRA DA TIJUCA, de Sonia Peixoto.


No conjunto de textos e artigos ficou demonstrado que um assunto não diz respeito ao outro. A semelhança está apenas no fato de serem duas decisões altamente perniciosas e prejudiciais à cidade, destinadas a beneficiar o mercado imobiliário e travestidas de “legado olímpico” conforme explicado em

MARAPENDI – O MONÓLOGO ENGANOSO E O CAMPO PESSOAL e

EXTRA! EXTRA! PÃO DE AÇÚCAR SERÁ DEMOLIDO!.

O segundo é uma crônica fantástica que traça paralelo com o caso do Campo de Golfe. A seguir o aviso da Prefeituraanálise do urbanista Canagé Vilhena:


Prezados Conselheiros,

Tendo em vista que o Decreto nº 39679 de 22/12/2014 estabeleceu como atribuição do COMPUR a participação no Controle Social da Política de Saneamento Municipal e ainda, a urgente necessidade de estabelecer os novos procedimentos para atender às disposições do referido decreto, informamos que não será possível a realização da reunião do Conselho nesta quinta-feira, dia 26.

Lamentamos pelo cancelamento e ressaltamos que, oportunamente, será definida a nova data e local para o próximo encontro. Atenciosamente,

Secretaria Executiva do COMPUR


Parque “criado” em 2011. Para justificar a redução da APA Marapendi e do Parque Municipal Ecológico de Marapendi, e transferir índices construtivos virtuais que aumentarão gabaritos de altura e reduzirão a área livre de terrenos na Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá. Outra manobra para beneficiar o mercado imobiliário, tal como ocorreu com o Parque Olímpico, a Vila dos Atletas e o Campo de Golfe.
[...] Leia mais

O MÊS NO URBE CARIOCA – OUTUBRO 2014

Caros leitores,
Em OUTUBRO muitas postagens trataram do Desafio Ágora, da Prefeitura. A proposta do blog – PRESERVAR O PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO MARAPENDI ÍNTEGRO gerou debates, foi a mais comentada e a segunda mais votada entre 378 ideias de cariocas que atenderam ao chamado institucional. O espantoso Campo de Golfe construído sobre uma reserva ambiental, atingindo o parque citado, continuou na pauta. A Lagoa Rodrigo de Freitas poderá ser objeto de novo ataque urbano-carioca. O guarda voltou a apitar esporadicamente. Além da Marina da Glória e dos novos gabaritos ao longo da Transcarioca, OUTUBROfoi mês de votar com elegância.=&3=& Boa leitura. =&4=& =&5=&
Local do Campo de Golfe Olímpico, sobre o PARQUE MUNICIPAL ECOLÓGICO MARAPENDI – Edital do concurso organizado pelo IAB, ainda na vigência do zoneamento ambiental restritivo.
A faixa branca, à esquerda foi incorporada. Desta, a parte ao sul, da Avenida Prefeito Dulcídio Cardoso até a água, já era pública. Foi desafetada para atender aos desejos de um campo de golfe maior do que o planejado em 2006, que respeitava o parque protegido.
=&5=&

BRAVA GENTE BRASILEIRA OCUPA GOLFE

=&0=&=&0=&
OUTRA AÇÃO, OUTROS TEMPOS. OUTROS VALORES. EM 2005.



=&2=& =&3=&



Protesto pacífico em defesa da Cidade do Rio de Janeiro e do Meio Ambiente, contra a devastação da reserva e a eliminação de 45 hectares do Parque Municipal Ecológico Marapendi, na Barra da Tijuca.

A duração domovimentoOcupa Golfe é indeterminada. Corre nas redes sociais abaixo-assinado divulgado pelo site Panela de Pressão que pede o apoio dos vereadores para instalação de CPI sobre a obra do campo. Assinar é bem simples. O link está AQUI


Ocupa Golfe – Filmado em 16/12/2014

                                      [...] Leia mais