O Hotel Glória foi-se. O Hotel Copacabana Palace, quase – nos anos 1980.

O caso e o ocaso do Hotel Glória em nome dos Jogos Olímpicos, de passado destruído, presente abandonado e futuro incerto, foi objeto de várias postagens neste espaço urbano-carioca. Para o Glória, quem sabe ainda reste uma fachada com o miolo refeito. História que muitos desconhecem é a que na década de 1980 seu irmão, o Hotel Copacabana Palace, por pouco não teve destino igual ou pior: dele nada restaria. É o que nos conta Maximiliano Zierer no artigo abaixo reproduzido. Cabe lembrar que, posteriormente houve nova tentativa de modificar o conjunto, quando seriam demolidos o Anexo e o Teatro, e mantido o prédio principal, projeto de outro famoso escritório de arquitetura, felizmente também sem êxito. Boa leitura.[...] Leia mais

Hotel Glória: o abandono visto de vários ângulos

Dando continuidade ao post “Ainda sob ruínas, Hotel Glória amarga expectativa por um plano de revitalização” , novas imagens do Hotel Glória. Em breve comentaremos as notícias recentes divulgadas na grande mídia sobre o fechamento dos hotéis ditos “olímpicos”.

Veja ainda:
Após expansão de leitos para Olimpíada, crise leva 13 hotéis a fechar as portas no Rio
Hotéis pedem socorro à Prefeitura do Rio[...] Leia mais

Ainda sob ruínas, Hotel Glória amarga expectativa por um plano de revitalização

Fechado e com as obras paralisadas desde o colapso do Grupo EBX, em 2013, comandado por Eike Batista, o Hotel Glória, primeiro cinco estrelas do Rio de Janeiro, construído em 1922, ainda amarga, sob ruínas, a expectativa por um plano de revitalização.  O fundo árabe Mubadala, de Abu Dhabi, assumiu em 2016 o hotel. Porém, por causa da recessão econômica que atingiu o Brasil nos últimos anos, o projeto de reestruturação do Hotel Glória ainda não foi sequer iniciado.[...] Leia mais

PRÉDIO DO FLAMENGO, HOTEL GLÓRIA, MARINA DA GLÓRIA, E O TRIÂNGULO REEDITADO

As leis urbanísticas vigentes na Cidade do Rio de Janeiro vedam o uso de hotel nas zonas classificadas como Zona Residencial 2, ZR-2. É o caso da Avenida Rui Barbosa.

Devido ao desejo de permitir a transformação de uso do prédio pertencente ao Clube Flamengo, situado no número 170 daquela avenida, quando da edição do primeiro grupo de leis conhecidas como “Pacote Olímpico”, em 2010, uma vereadora – e presidente do clube na época – fez emenda ao projeto de lei complementar que se tornaria a LC nº 108/2010, permitindo a atividade de hotel em todo o bairro do Flamengo.[...] Leia mais

MARINA DA GLÓRIA – CENTRO DE CONVENÇÕES ASSOMBRA PARQUE DO FLAMENGO. DE NOVO.

Como uma assombração que paira, o Parque do Flamengo se vê ameaçado, mais uma vez, pela construção (e/ou instalação) de um Centro de Convenções, uso estritamente comercial, alheio à finalidade da área pública e de lazer em que se constitui o Parque, ainda carinhosamente chamado pelos cariocas de “aterro”, devido à sua origem na década de 1960, criado com material de desmonte do Morro de Santo Antônio.  
OG, 04/05/2017
    A nota publicada hoje na coluna Gente Boa (O Globo, 04/05/2017 Marina da Glória ganha centro de convenções: ‘Sonho de hoteleiros’) – provavelmente “plantada” para conhecer as reações – afirma que “Riotur e o Rio Convention Bureau bateram ontem o martelo com a BR Marinas para a instalação de uma área fechada de 5 mil m², e mais 6 mil m² de espaço aberto”.     Sonho de hoteleiros, pesadelo dos defensores do Parque do Flamengo.     Se é estranho que a Riotur e o Rio Convention Bureau tenham “batido o martelo” com a empresa privada BR Marinas, esta cuja legitimidade para assumir a Marina da Glória foi questionada, mais estranha é a “garantia” de que não haverá problemas com o IPHAN por tratar-se de uma área fechada. Ora, a prerrogativa de aprovar os usos e atividades permitidos e adequados ao Parque do Flamengo não é da iniciativa privada e tampouco somente do IPHAN.   A competência é dos órgãos de proteção do patrimônio cultural responsáveis – federal e municipal – e da antiga Secretaria Municipal de Urbanismo, hoje apenas parte da temerária miscelânea que fundiu urbanismo, meio ambiente, habitação e patrimônio cultural sob uma única caneta!   O Parque no Flamengo não é lugar para a construção de um Centro de Convenções, mais um projeto impossível. Sugerimos localizá-lo na Zona Portuária, região próxima que implora por investimentos e empreendimentos.=&0=& =&1=&
Arte do Blog sobre fotografia do jornal O Globo
=&1=& JANEIRO 2013 ·    MARINA DA GLÓRIA, 2 – Entrevista concedida ao Blog Eliomar ·    AI! QUE A MARINA DA GLÓRIA VOLTOU! ·    O FUROR URBANO-LEGISLATIVO-CARIOCA FEVEREIRO 2013 ·    Artigo – O BANCO IMOBILIÁRIO DO RIO: DO PÚBLICO PARA O PRIVADO, por Sonia Rabello ·    EXTRA, EXTRA! – AI! QUE A MARINA DA GLÓRIA FOI APROVADA ·   Artigo: A CIDADE SE TRANSFORMA, por Luiz Fernando Janot ·    AI! QUE TERRA ENCANTADA É O RIO! MARÇO 2013 ·    MAIS MARINA – PORTAL VITRUVIUS DIVULGA ABAIXO-ASSINADO ·    MARINA DA GLÓRIA: AUDIÊNCIA PÚBLICA – 02/04/2013 ·    MAIS MARINA: A PROPAGANDA QUE ENGANA ·    MARINA DA GLÓRIA: CENTRO DE CONVENÇÕES E SHOPPING – DUAS OPINIÕES (Opiniões de Jornal O Globo e de Andréa Redondo publicadas no OG em 15/03/2013) ·    MARINA DA GLÓRIA: OUTRAS OPINIÕES – Jornalista ELIO GASPARI / Arquiteto PASCAL CRIBIER ·    RIO DE JANEIRO – HOTÉIS EM REFORMA, EM CONSTRUÇÃO, EM PROJETOS OU EM ESTUDOS ·    MARINA DA GLÓRIA – OS MISTÉRIOS NÃO INTERESSAM ·    MARINA DA GLÓRIA, O PROJETO IMPOSSÍVEL ABRIL/2013 ·    SEMANA 22/04/2013 a 26/04/2013: O BLOG ANIVERSARIA, O POST MAIS LIDO E O ROAD-SHOW DA MARINA NO IAB ·    MARINA DA GLÓRIA NO IAB: PALMAS PARA A PLATEIA ·    MARINA DA GLÓRIA: HOJE, ‘ROAD-SHOW’ NO IAB ·    MARINA DA GLÓRIA, NOVOS CAPÍTULOS ·    QUARTEL DA PM, O QG DA RUA DOS BARBONOS: AO PÓ. OU NÃO ·    PATRIMÔNIO DO RIO: DECISÕES ALÉM DA COMPETÊNCIA ·    CRÔNICA DE UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA ANUNCIADA: O “ROAD-SHOW” DA REX-MARINA ·    MARINA DA GLÓRIA: ESTE PROJETO É IMPOSSÍVEL MAIO/2013 ·    MARINA DA GLÓRIA x IPHAN: ÍNDICES IGUAIS OU MENORES. MAIORES, JAMAIS! ·    Artigo e Decisão Judicial: EXISTE UM LOTE MARINA DA GLÓRIA, NO PARQUE DO FLAMENGO? por Sonia Rabello ·    Artigo: PATRIMÔNIO DO RIO: PROTEÇÃO E RETROCESSO*, Andréa Redondo ·    Artigo: A DINÂMICA DE LICENCIAMENTOS DE OBRAS NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO ·    MUITAS NOTÍCIAS URBANO-CARIOCAS EM 30 DE ABRIL DE 2013 JUNHO/2013 ·    DIVERSOS, 18/06/2013 – Leme, Hotel Glória, Metrô, Transportes e a Revolta do Vintém (com link para entrevista do Prefeito à TV Globonews) ·    EXTRA! MARINA DA GLÓRIA x IPHAN: DEPOIMENTO DE SONIA RABELLO SOBRE A REUNIÃO ONTEM EM BRASÍLIA ·    MARINA DA GLÓRIA X IPHAN – HOJE, EM BRASÍLIA =&15=& =&16=& =&17=&

CLUBE FLAMENGO – AFINAL, ARENA OU ESTÁDIO?

Atualização em 10/04/2016 – Afinal, o que quer o Clube Flamengo?

Prédio pertencente ao Clube de Regatas Flamengo, Avenida Rui Barbosa, Flamengo
Foto: Internet

Quase exatamente um ano após publicarmos NO FLAMENGO e DO FLAMENGO – MORADIA, HOTEL, ABANDONO e INVASÃO – AI QUE EDIFÍCIO COMPLICADO! uma pequena nota publicada no jornal O Globo (coluna Ancelmo Gois 03/04/2016) traz o prédio situado na Avenida Rui Barbosa assunto de volta a este blog:

=&0=&

HOTÉIS – BENESSES URBANÍSTICAS E TRIBUTÁRIAS SERÃO RENOVADAS


…a mesma Prefeitura praticamente autorizou a demolição do Hotel Glória.

Foto de leitor publicada na coluna Gente Boa do jornal O Globo em 20/11/2015
HOTÉIS “PRA OLIMPÍADA” – SEM SURPRESAS

Evidentemente a Prefeitura não poderia mandar demolir os hotéis e congêneres beneficiados pelas leis que ficaram conhecidas por PACOTE OLÍMPICO 1 caso as construções não obtivessem habite-se até 31/12/2015. Tampouco poderia cobrar todos os impostos e taxas que foram dispensados à custa do contribuinte e da cidade. Evidentemente existia o risco de que muitas dessas obras não ficassem prontas até dezembro de 2015, conforme exigido na bondosa lei.

Por isso não é surpresa que estejam na ordem do dia na Câmara de Vereadores um projeto de lei complementar e um projeto de lei que resolverão qualquer situação constrangedora porventura decorrente da aplicação da fria letra da lei aprovada especialmente para o setor imobiliário nos idos de 2010.

Cabe indagar o que será feito em relação ao Hotel Nacional, detentor, na ocasião, de privilégio especialíssimo, muito maior do que os previstos para os demais hotéis: na torre cilíndrica projetada por Oscar Niemeyer as obras mal começaram.[...] Leia mais

O MÊS NO URBE CARIOCA – JANEIRO 2016

Praia de Ipanema vista do Arpoador. Foto: Camila de Albuquerque, 2012


 

No mês de JANEIRO/2016 teve várias postagens tiveram enorme repercussão, por exemplo, RIO COMPRIDO, O BAIRRO QUE AMAMOS! – PARTE 1, de Sheila Castello e A GARAGEM POULA, de Luiz Eduardo Pinheiro.

RECLAMILDA escreveu PARA SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO no dia 20 daquele mês, pois havia muito que contar ao Padroeiro da cidade no seu dia.

O caso do Hotel Glória e do antigo TRIÂNGULO DO Sr. X voltou às páginas, bem como o prejudicial PEU Vargens, um dos responsáveis pelo alagamento do Museu do Pontal, lei que está em vias de receber uma nova versão, que já está na Câmara de Vereadores: o PLC nº 140/2015.


Neste tema, agradecemos ao arquiteto Canagé Vilhena pelo artigo que analisa o referido Projeto de Lei Complementar e as possíveis consequências para a região, onde a concessão de licenças de obras continua suspensa.

A ARQUIBANCADA – DITA PROVISÓRIA – NA LAGOA RODRIGO DE FREITAS[...] Leia mais

O HOTEL GLÓRIA, OS ÁRABES, E O TRIÂNGULO DO Sr. X

Hotel Glória após a demolição do Teatro Glória e da parte interna da construção.
Foto: Folha de São Paulo

Segundo informa o jornal O Globo de hoje, um fundo árabe adquiriu o finado Hotel Glória (e mais parte da OSX, empresa naval do grupo X), e pretende ressuscitá-lo, o que é uma ótima notícia para a Cidade do Rio de Janeiro, muito embora saibamos que a glória do Glória e o teatro de mesmo nome jamais retornarão.
Quem acompanha este blog conhece a história sobre o “Triângulo da EBX-REX” e também o polêmico Projeto Impossível que quase foi aprovado para ocupar espaços públicos na Marina da Glória com um complexo comercial. =&4=&

SEM GLÓRIAS – DOIS FINADOS HOTÉIS E A MARINA

=&0=&=&1=&

Folha de São Paulo
Em 2013/2014 a tentativa – mais uma – de construir um empreendimento de grande porte na Marina da Glória, situada no Parque do Flamengo, objeto de polêmica, críticas negativas e alguns debates, foi tema de várias postagens neste blog. Entre os muitos aspectos analisados apontamos que a proposta de criar um Centro de Convenções, restaurantes, lojas e centenas de vagas de veículos, naquela área pública, era parte de um conjunto que extrapolava os limites do parque, na figura que chamamos de O TRIÂNGULO DA EBX-REX: HOTEL GLÓRIA, HOTEL PARQUE DO FLAMENGO E MARINA DA GLÓRIA. =&2=&