ESPAÇO DE PEDESTRES SOBRE TEMPO DE VEÍCULOS, de Eduardo Cotrim Guimarães

                                          

O Transporte dos Cariocas      Internet – Youtube – Indicação: Acervo Jean Manzon Eduardo Cotrim é colaborador deste blog e tem nos brindado com vários artigos, dos quais VIDA CARIOCA N° 13: UM DIA NA CENTRAL DO BRASIL DOS ANOS 50e RIO DE JANEIRO, BÚSSOLA, TERRITÓRIO E PROJETO tiveram grande repercussão.

Desta vez o autor apresenta de forma peculiar a difícil relação entre pedestres e veículos nas ruas da Cidade Maravilhosa. Esperamos que a crítica construtiva colabore para que as condições do trânsito no Rio de Janeiro fiquem melhores e, acima de tudo, que haja mais conscientização por parte dos motoristas e respeito pelos pedestres.

=&5=&

CONSTITUIÇÃO, A DOS PÉS-DE-MOLEQUE, EM ‘PROSPECÇÕES CASUAIS’ de Eduardo Cotrim

CroniCaRioca =&1=&=&2=&


Rua da Constituição, Centro, Rio de Janeiro, out/2015.
Foto: Marconi Andrade


PROSPECÇÕES CASUAIS

Eduardo Cotrim
Em a Mão e a Luva, logo no início, Machado de Assis conta que um dos três pretendentes da jovem Guiomar, o Luís Alves, mais ambicioso, morava na Rua da Constituição…
“(…) que então se chamava dos Ciganos, – então, isto é, em 1853, uma bagatela de vinte anos lá se vão (…)”.
No final da história, Luís Alves e Guiomar dialogam. O bruxo do Cosme Velho não diz onde, mas provavelmente no sobrado da Constituição.  Já estavam casados há um mês.
“(…) E com um modo gracioso continuou:
– Mas que me dá você em paga? Um lugar na câmara? Uma pasta de ministro?
– O lustre do meu nome, respondeu ele.
Guiomar, que estava de pé defronte dele, com as mãos presas nas suas, deixou-se cair lentamente sobre os joelhos do marido, e as duas ambições trocaram o ósculo fraternal.
Ajustavam-se ambas, como se aquela luva tivesse sido feita para aquela mão.”
Enfim, ainda que Guiomar não tenha ganhado um lugar na câmara nem pasta de ministro, não fosse o VLT, não enxergaríamos os pés-de-moleque a um metro das calçadas, coisa que Luís Alves em 1874 também não via mais. Por outro lado, ironicamente, nada sobrou das casas em que Machado viveu.
_____________________
Eduardo Cotrim é arquiteto

RUA DA CONSTITUIÇÃO, PÉ-DE-MOLEQUE SOBRE PÉ-DE-MOLEQUE

Rua da Constituição, Centro, sexta-feira, dia 25/09/2015Foto: Marconi Andrade


Com base em notícias divulgadas por membros do S.O.S. Patrimônio – grupo social que tem realizado inúmeras ações em defesa do patrimônio cultural da Cidade do Rio de Janeiro e de outros municípios do Estado do Rio, além de divulgar iniciativas exitosas em diversas cidades brasileiras – pudemos publicar o artigo O PASSADO RESSURGE NO CAMINHO DO VLT, de Marcus Alves no dia 10/08/2015, que relatou a descoberta de antigo piso de pedras na Rua da Constituição, no Centro do Rio. =&2=&

CLUBE FLAMENGO – ARENA ESTÁ A CAMINHO


O post CLUBE FLAMENGO – A ARENA DESTRAVADA foi publicado neste blog em 29/07/2015. Não houve retorno às questões sugeridas no final do artigo: Resta saber se hoje o Rio de Janeiro comporta, em meio a um nó de trânsito, o que pleiteia o clube da Nação Rubro-Negra. Espera-se que instituições afins analisem o assunto, e que a Prefeitura informe ao público as bases para sua decisão.


OG, 01/10/2014
Segundo a notícia parceria com rede de lanchonete vai viabilizar o projeto 

RIO BRANCO x PRIMEIRO DE MARÇO – DOMINGOS NA URBE CARIOCA

RUA DIREITA, A PRINCIPAL RUA DO RIO COLONIAL

Rua Direita do Rio de Janeiro em aquarela de Thomas Ender. ACG01828. BANDEIRA, Júlio; WAGNER, Robert. Viagem ao Brasil nas aquarelas de Thomas Ender: 1817-1818. Petrópolis: Kappa Editorial, t.2, p. 405. Imagem e legenda reproduzidas do blog Rio 450. 



Notícia publicada ontem no jornal O Globo informou que no próximo 06 de setembro a Praça Mauá, que integra as obras de reurbanização da Zona Portuária, será reinaugurada, e a Avenida Rio Branco ficará fechada para veículos todos os domingos. Segundo a reportagem o Prefeito do Rio pretende “transformar a via num grande corredor cultural, por onde os pedestres poderão circular e conhecer melhor o patrimônio histórico da cidade”.

Projeto Porto Maravilha


A escolha da Avenida idealizada por Pereira Passos e inaugurada em 07/09/1904 leva a algumas questões. Por exemplo: o Veículo Leve sobre Trilhos – VLT também não vai funcionar aos domingos para evitar conflitos e acidentes com pedestres e ciclistas? Se funcionar, as pistas para lazer serão separadas fisicamente da faixa do VLT?



As construções antigas da época da inauguração da Avenida desapareceram ao longo do Século XX, salvo exceções no entorno da Cinelândia e a antiga Casa da Moeda e a sede do IPHAN. Nesse aspecto, a Rua Primeiro de Março é um sítio histórico preservado repleto de construções tombadas e de outros bens culturais importantes. Ladeada por diversas igrejas, inclusive a antiga Catedral da Sé, recentemente restaurada, integra o Corredor Cultural – uma das primeiras Áreas de Proteção do Ambiente Cultural – APACs – da cidade. A antiga Rua Direita ligava o Morro do Castelo e o Morro de São Bento, tem valor representativo ímpar e muito a contar aos cariocas e visitantes.

O Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB e vários urbanistas haviam sugerido que o VLT passasse para Rua Primeiro de Março e o número de veículos e ônibus nessa via diminuísse para evitar danos aos bens históricos, ideia infelizmente não acolhida pela Prefeitura.

Diante desse quadro seria melhor fechar a Primeiro de Março aos domingos desde resolvida a questão viária (e sábados à tarde, por que não?), dando maior liberdade para o acesso de visitantes aos vários museus, centros culturais, igrejas, e à Praça XV, onde já foram encontrados mais pisos “pé-de-moleque”, tal como no Cais do Valongo e na Rua da Constituição.


Leia mais

O METRÔ QUE O RIO PRECISA – O QUE ESPERAR APÓS AS OLIMPÍADAS

O movimento O METRÔ QUE O RIO PRECISA defendeu a construção da Linha 4 original com trajeto pelos bairros de Laranjeiras, Botafogo, Humaitá, Jardim Botânico e Gávea, e, a partir desta estação em direção à Barra da Tijuca, ao invés da simples extensão da Linha 1, ou, a “falsa Linha 4” como divulgamos em diversas postagens neste blog. =&0=&=&1=& =&2=& =&3=&=&3=& =&5=&=&1=&
Metrô que o Rio Precisa
=&7=&

RODOVIÁRIA EM SÃO CRISTÓVÃO – LANÇADO O EDITAL

Notícia no jornal O Globo:
Postagens anteriores no blog Urbe CaRioca sobre o assunto:

11/03/2015 – RODOVIÁRIA EM SÃO CRISTÓVÃO DE NOVO EM PAUTA

O que dizem os especialistas em Transportes, os engenheiros, os urbanistas, as instituições afins, a Academia?

Comentários serão bem-vindos.
Urbe CaRioca

Leia mais